Em uma partida marcada pelo equilíbrio, decidida apenas nos momentos finais, o Oklahoma City Thunder, jogando em casa, derrotou o Denver Nuggets por 100 a 97 e fechou a série playoff em 4 a 1. Agora, o Thunder espera o vencedor da série entre San Antonio Spurs e Memphis Grizzlies para conhecer seu adversário em uma das semifinais da Conferência Oeste.

A 14 segundos do fim, o placar apontava 98 a 97 a favor do Thunder. O time da casa tinha a posse de bola na lateral do setor ofensivo. O ala Kevin Durant (foto) recebeu a bola, com o pé na linha que demarca o meio da quadra, e a arbitragem considerou que houve uma violação. Só que os juízes reverteram essa decisão e deram nova posse de bola para o time da casa. Em seguida, Durant acertou um arremesso quase da linha do lance livre e o Thunder abriu três pontos de vantagem. A nove segundos do final, o ala-armador J.R. Smith tentou um arremesso de longa distância, mas levou um toco de Durant. O Nuggets continuou com a posse de bola, mas o ala-armador Arron Afflalo, no estouro do cronômetro, errou o arremesso que poderia levar o jogo para a prorrogação.

Kevin Durant fez uma partida espetacular. Ele anotou 41 pontos (16 no último quarto), pegou cinco rebotes e deu dois tocos. O ala-pivô Serge Ibaka marcou apenas um ponto, mas em compensação deu nove tocos, sendo o destaque no setor defensivo do Thunder.

Pelo Nuggets, o cestinha foi Arron Afflalo, com 15 pontos. O ala-pivô Kenyon Martin conseguiu o duplo-dígito: 14 pontos e dez rebotes. O pivô brasileiro Nenê Hilário marcou oito pontos e pegou nove rebotes, nos 31 minutos em que ficou em quadra.

Confira, no vídeo abaixo, os melhores momentos da partida.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=8I4QtacZIXA&feature=feedu]

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.