Dwyane Wade revela considerar aposentadoria ao fim da temporada

O inesperado retorno do craque Dwyane Wade ao Miami Heat marca o provável início da reta final de sua carreira na NBA. Mas a despedida do ala-armador de 36 anos das quadras pode estar bem mais próxima do que a maioria imagina. O ídolo concedeu entrevista ao jornal Miami Herald, no início desta semana, e reconheceu que considera aposentar-se do basquete profissional ao fim da temporada.

“Esse será o primeiro ano em que entrarei de férias pensando em parar. Eu sempre terminei temporadas pensando na agência livre, em um novo contrato, mas, agora, buscarei ver como sinto-me fisicamente e a minha importância dentro da franquia. Não estou preocupado com isso, sinceramente, pois estarei contente com qualquer que seja meu futuro. Será minha decisão”, revelou o veterano.

Se a continuidade da carreira de Wade virou um ponto de interrogação, uma coisa é certa: ele não jogará por outro time que não seja o Heat. O futuro integrante do Hall da Fama já confirmou que não sai de Miami até a aposentadoria como atleta, não importa quando aconteça. O astro precisará renovar contrato com a franquia, mas tem muito mais coisas a pensar antes de abrir negociações.

“É preciso considerar vários fatores. Você está pronto para esforçar-se tanto mais uma vez? Quanto mais a idade avança, esse esforço torna-se diferente e o preparo físico para os jogos é maior. Será que estou preparado mentalmente para enfrentar mais um ano sabendo que não posso desistir lá no meio da temporada? Não é uma decisão simples”, admitiu o aparentemente indeciso ala-armador.

A entrevista foi dada horas antes de Wade fazer sua melhor atuação na temporada: anotou 27 pontos, incluindo a cesta da vitória a poucos segundos do final, do Heat sobre o Philadelphia 76ers. O ótimo desempenho, que incendiou os torcedores de Miami, pode ser uma reviravolta para o experiente jogador. Mas ele avisa: do ponto de vista puramente individual, já chegou ao lugar que sonhava

“Eu queria marcar 20.000 pontos na carreira e consegui. Agora, tudo o que vier é a cereja do bolo. Sei que perdi muito mais jogos do que outros atletas e até poderia ser um dos 25 maiores pontuadores da história, mas o que já tenho é sensacional. Outro dia, eu passei Larry Bird no ranking. Dá para imaginar? Sou muito honrado pelo que alcancei e nunca pensei que chegaria aqui”, confessou.

Hoje, Wade é o 31º maior pontuador da história da NBA com exatos 21.900 pontos anotados na carreira. Mas o ídolo de Miami é muito maior do que só sua pontuação: ao longo de 15 temporadas e 967 partidas disputadas, ele possui 12 convocações para o Jogo das Estrelas, oito seleções para um dos quintetos ideais da liga e três títulos da liga pelo Heat (sendo MVP das finais em 2006).

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.