Kyrie Irving vai viver uma experiência nova neste domingo. O astro do Cleveland Cavaliers entrará em quadra para disputar a primeira sétima partida de uma série de playoffs da carreira mais tarde, no maior palco possível: as finais, fora de casa, contra o Golden State Warriors – dono do melhor recorde de temporada regular da história da NBA. Para o armador, integrar uma equipe às vésperas do jogo 7 é tão épico quanto sempre imaginou.

“Eu já assisti a vários vídeos de sétimos jogos em minha vida, observando o espírito dos jogadores e o ritmo da partida, mas a experiência de vivenciar algo assim é diferente. Esse é o ponto mais alto para um time: duas equipes em quadra, com uma única chance de conquistar o título e o mesmo jogo separa-os da glória. Só espero estar pronto para viver o momento e chegar ao outro lado da noite como vencedor”, disse o astro, em entrevista coletiva nesse sábado.

A emoção com a partida, obviamente, supera as dores que Irving estaria sentindo no pé. O armador jogou a segunda metade do sexto jogo das finais visivelmente limitado fisicamente, com dores no pé após uma pequena torção. Perder a chance de disputar um duelo decisivo e ser campeão, porém, está fora de cogitação. “Eu estou bem. Estou OK para jogar. É um jogo sete, né, pessoal? Lógico que estou bem”, finalizou.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Mais Querido (Bulls)

    Não vejo um jogador tão habilidoso assim desde Iverson, mas Irving ainda precisa melhorar seu jogo, na questao de fazer seus companheiros melhor.

  • Jeffy Santos

    Sabe o que me da medo é a preciptacao dos jogadores do cavs de mantiverem concentrado sem se abafar serão campeões,o GÁS sentiu o jogo e marcação do Cavs.

  • Killer Crossover

    Hoje você tem que ser simplesmente Kyrie RIDICULOUS Irving (!)

    • Guilherme Prates

      E foi! hehehe