Eliminação e problemas internos derrubam Mark Jackson no Warriors

Mark Jackson não é mais técnico do Golden State Warriors. A equipe anunciou a demissão do treinador nesta terça-feira, após a eliminação do time na primeira rodada dos playoffs, em sete partidas, contra o Los Angeles Clippers. A decisão coloca fim à passagem de três temporadas do ex-armador pela franquia de Oakland.

“Nunca é fácil tomar uma decisão desta natureza. Mark conseguiu diversos feitos em seus três anos aqui e nós agradecemos sua dedicação desde que assumiu o cargo. Mas sentimos que, simplesmente, uma mudança era o melhor para a organização”, declarou o gerente geral Bob Myers, por meio de nota oficial.

A derrota na primeira fase dos playoffs foi um dos motivos, mas não o único ou principal para a dispensa de Jackson. Apesar do apoio incondicional do elenco, o treinador era conhecido por ser muito centralizador e envolveu-se em sérios problemas com alguns de seus auxiliares nos últimos meses, o que levou às saídas de Brian Scalabrine e Darren Erman de sua comissão.

Além disso, sua personalidade explosiva e excessiva ênfase em crenças religiosas no dia-a-dia de trabalho não agradava a direção da franquia. Pessoas de dentro da franquia afirmavam que Jackson conduzia o elenco como um pastor. Os rumores de demissão se estendiam desde março e o dono do Warriors, Joe Lacob, nunca chegou a negar as especulações publicamente.

Mark Jackson win percentage

Após o anúncio da saída do técnico, o armador Stephen Curry lamentou a decisão da direção e reconheceu o papel do comandante em seu desenvolvimento técnico. “Nos últimos três anos, Mark desafiou-me como jogador e ser humano. Sua experiência ajudou cada atleta do elenco a crescer. Não poderia estar mais agradecido”, exaltou.

Jackson conversou com Tim Kawakami, do jornal San Francisco Mercury News, poucas horas depois de deixar o comando do Warriors e não mostrou mágoa dos dirigentes ou Lacob. Ele agradeceu a franquia e fez questão de fazer elogios ao elenco que comandava até a última semana. Também disse, porém, que sua demissão gera uma grande pressão na equipe.

“Nós fizemos muito nestes três anos e devemos nos orgulhar. Desejo tudo de melhor a todos. Mas, para mim, agora existe uma pressão neles para conquistar o campeonato. Não é tempo de ser paciente mais. Este time completo, saudável, é um candidato ao título”, cravou o ex-jogador, que precisou lidar com desfalques importantes nos últimos dois playoffs.

Contratado em 2011, Jackson conquistou 121 vitórias e perdeu 109 partidas no comando do Warriors. A passagem foi curta, mas o bastante para tornar-se o primeiro técnico a conseguir classificações consecutivas e uma vitória em série de playoffs desde Don Nelson, na primeira metade da década de 1990. Segundo o repórter Marc Stein, da ESPN, Steve Kerr e Stan Van Gundy seriam os dois favoritos da direção de Oakland para assumir a equipe.

[polldaddy poll=8032295]

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • marquin

    Acho que o Stan Van Gundy cairia muito bem como técnico desse time do Warriors.

  • Péssima decisão, estava fazendo um bom trabalho. Não é culpa dele se Bogut anda sempre machucado e David Lee não joga mais aquilo que jogava em NY.

  • AlexT-Wolves

    Concordo. Principalmente o David Lee q é o jogador da posição 4 mais superestimado.

  • Ramon

    Ninguém mandou tirar o mito Scalabrine da comissão , agora aguenta.

  • Ricardo

    Stan Van Gundy nãoooooo

  • RodrighoN

    Ele perdeu a mão no time desse ano e o Bugout pela milésima vez se arrebenta e o David Lee esse caiu muito, o time precisa de mudança. Mas pelos jogadores São não sei se ia combinar muito com esse ataque do Warriors. Agora pintou a dúvida esse é o comentarista ou o ex técnico do Orlando?

    • Ex técnico do Orlando.

      • Caseh

        Que hoje também é comentarista.

  • Jonathan Marques

    Eu gostaria de ver o David Lee no meu time, apesar de eu não achar ele um grande defensor e nem o mesmo jogador dos tempos de Knicks, continua com ótimas médias ofensivas, nessa temporada foram 18.2 PPG e 9.3 RPG.

  • caio_l

    acho que ele chegou ao seu limite, com ele o time não iria melhorar mais, com outro técnico esse time poderá chegar longe.

  • Pra mim,ótima decisão da direção do Warriors,é um treinador mediano,em minha opinião.Iggy chegou no time e o Warriors formou um dos melhores times titulares da liga e durante a temporada nunca encantou..,acho que o Stan seria muito boa opção pra esse time.

  • acho que ele fez um bom trabalho nessa franquia e soube coordenar um time jovem e de ótimo potencial pra crescer ter uma boa postura defensiva e de boa recomposição dando muito trabalho pro Spurs nos playoffs de 2012-2013 e agora pro Clippers que tem um time um pouco mais bem preparado ao meu ver, mas já estava desgastada a sua relação com a diretoria dos warriors e ele tomou algumas decisões erradas contra o Clippers que custaram seu cargo , mas acredito que ele fará bons trabalhos em outras franquias e que pode ter sucesso na NBA…

    • Perfeito Paulo. Acho que ele deu a contribuição dele em Oakland. Resgatou todo o espirito de uma franquia, principalmente a relação organização-jogadores-time. GS voltou a ser um time respeitado que as outras franquias Porém, sempre o achei mais um motivador do que um grande comandante. Várias vezes durante a temporada não soube utilizar os recursos que o rotação lhe dava (uma dessas a entrada com JO nos 1º e 2º jogos da série contra Clippers, ao invés do Draymond Green) e isso lhe custou o cargo para a proxima temporada. Enfim, que ele siga seu caminho, seja feliz e tenha a certeza que deu sua valiosa contribuição para a franquia. #LetsGoWarriors

  • Guilherme Martins

    Lionel Hollins acertaria esse time