Em busca de marca própria, Joel Embiid rejeita rótulo de “novo Olajuwon”

Joel Embiid virou a NBA de cabeça para baixo desde que (finalmente) começou a jogar. E, com seu repertório ofensivo e mobilidade impressionantes, o jovem atrai comparações com alguns dos melhores pivôs de todos os tempos. Uma lenda cujo nome é frequentemente ligado ao “fenômeno” do Philadelphia 76ers é Hakeem Olajuwon, ídolo do Houston Rockets, mas o jogador de 23 anos prefere rejeitar rótulos e paralelos trazidos pelo sucesso instantâneo.

“Eu sou diferente de todos esses craques. Tenho certeza que Hakeem poderia ter arremessado muito bem para três pontos, por exemplo, mas não é assim que as coisas funcionam. Ele foi, definitivamente, melhor do que eu no lado defensivo e ainda tenho um longo caminho para alcançar seu nível ofensivamente, mas, em termos gerais, quero ser o jogador mais completo de todos os tempos”, cravou o titular do Sixers, em entrevista ao site oficial da liga.

Em busca de ser um dos melhores e mais completos da NBA, Embiid vai deixando uma trilha de pivôs contemporâneos pelo caminho. E faz questão de informar isso ao mundo. O camaronês já se envolveu em debates acalorados pelas redes sociais com Hassan Whiteside e fez provocações públicas a Andre Drummond. Ele virou um personagem maior do que as quadras, uma personalidade na internet que não está interessado em deixar o jogo dentro das quatro linhas.

“Se eu for enfrentá-lo – seja a primeira vez ou não – e você quiser ser físico, falar um monte de besteiras para mim ou coisa do tipo, isso motiva-me. Faz com que queira chutar o seu traseiro em quadra, então posso acabar com você nas redes sociais também depois. Quero destruí-lo no jogo e na internet. Caso queira tentar essa abordagem, só posso te dar boa sorte. Porque eu não paro. Nunca paro”, garantiu o jogador, seguido por mais de um milhão de pessoas no twitter.

Embiid disputou apenas 53 jogos na NBA desde que foi selecionado com a terceira escolha do draft de 2014, mas isso foi o bastante para que deixasse uma marca e suas médias são espantosas para um ainda quase novato: 21.7 pontos, 9.2 rebotes e 2.2 tocos. Ele se diz lisonjeado com as tantas comparações com lendas do jogo, mas já falou mais de uma vez que prefere ser lembrado por seu nome do que ser lembrado como um “novo Olajuwon”, por exemplo.

“Eu quero passar quando quiser, pontuar quando quiser, ser o melhor defensor do mundo. Sou muito fã de Hakeem e ele sabe disso. Mas somos atletas diferentes. Ele foi muito bom, mas sinto que tenho tudo a meu favor. Arremesso, opero no post, marco, sou físico e atlético. Ele também era. Não alcancei esse nível ainda. Na verdade, não estou nem perto de Hakeem. Mas sei que, hoje, tenho tudo a meu favor”, encerrou o símbolo da reconstrução do Sixers.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • danielzera

    Adoro esse cara.

  • vsr.snake

    Já é um grande feito ser comparado com o nigeriano, que para mim, me desculpem os fãs de Kareem, Shaq e Russell, foi o melhor center a pisar numa quadra da NBA. Eu nunca vi um jogador tão versátil, se movia tão rápido dentro do garrafão que as vezes parecia um PG, fora que foi um dos maiores defensores da história. Mas discordo do Embiid, ele não tem muita coisa a favor dele não hahahahah

    • Hugo Aureliano

      Tem sim. Idade (jovem), um time em volta dele, uma cidade que o abraça, um esquema de jogo de grande rotação que a bola sempre vai pra ele, defensivamente ele há ainda o que melhorar, pois pode ficar ainda mais magro e mais veloz.
      Isto é, há ainda grande possibilidade de evolução como jogador. Lembrando que ele ficou DOIS ANOS e MEIO sem jogar.

      • Augusto Filho

        Olha os três primeiros anos do Hakkem. Ae cê volta aqui depois.

        https://www.basketball-reference.com/players/o/olajuha01.html

        • Hugo Aureliano

          Embiid no segundo ano: 23.7 pts, 11.1 reb, 3.4 ass, 1.9 blk, 79% ft, 30.6 Minutos por jogo.
          Hakeem no segundo ano: 23.5 pts, 11.5 reb, 2.9 ass, 3.4 blk, 64% ft, 36.3 Minutos por jogo.

          Por que você mandou eu olhar esses dados?
          Não são semelhantes? E Embiid faz isso com 6 minutos a menos em quadra.

          • vsr.snake

            Embiid faz isso em meio a Towns e Cousins, Pachulia, jogadores que não defendem nem minha avó. Hakeem fazia isso contra Parish, Laimbeer, Rodman, jogadores que desciam a marreta. O pessoal não só marcava muito mais perto e com mais contato, eles chegavam a bater sem dó.

          • Hugo Aureliano

            Se fosse tão fácil, todos os pivôs teriam essas médias e a verdade é que não têm. Se for levar por esse argumento, Curry não é um grande arremessador de 3 porque não enfrenta os melhores defensores do perímetro da história. O que também não é verdade. Ele é, também, um dos senão o maior arremessador de 3 da história.
            Voltando ao Embiid, são números semelhantes e em uma época que o jogo não se direciona aos pivôs. Ser pivô hoje é precisar ter um jogo totalmente readequado, mais técnico, mais complicado e exige mais trabalho fora do garrafão. Épocas diferentes e números semelhantes. Apenas aprecie e saudosismo barato é desculpa para não ver a evolução do basquete.

            ps: Não estou comparando Embiid ao Hakeem, mas desmerecer o primeiro pela época em que joga é algo totalmente inexequível.

          • vsr.snake

            Não disse que é fácil, mas hoje é mais fácil que antes sim, a NBA mudou, mas mudança não quer dizer sempre melhora. A liga viveu uma carência de novos pivôs desde o draft do Cousins, tanto é que os nomes mais relevantes da posição hoje (Embiid, Jokic, Towns) não tem nem 4 anos de liga. Não foi porque o estilo de jogo “mudou” que eles pararam de aparecer, foi porque não aparecia ninguém de qualidade mesmo. Tanto é que, mostrando qualidade, os caras ganham espaço, tem acontecido isso com todos os que citei

            E quanto a defesa, nem se compara, chega a dar dó, mas isso não é culpa só dos jogadores, as próprias mudanças progressivas das regras fizeram com que a defesa ficasse jogada para último plano. Hoje até o pior time da temporada consegue médias de mais de 100 ppg, o que é cômico. Avaliar as diferenças de aspectos do jogo está longe de ser saudosismo.

          • Augusto Filho

            Hakkem fazia isso na ERA DOS PIVÔS, jogando 225 jogos nos três primeiros anos, e não 50 e poucos. O cara não consegue nem se manter saudável, quiçá ter uma carreira tão brilhante quanto The Dream.

          • Hugo Aureliano

            No segundo ano de NBA, ambos com a mesma idade, as médias são impressionantemente semelhantes. Por que está “devendo e muito”?
            O próprio Embiid falou que Hakeem está muito a frente dele, ou vc não leu a entrevista?
            Mas ele disse que pode e vai evoluir, assim como Hakeem evoluiu.
            Agora, torcedor do Rockets sempre fica de birrinha quando falam de Embiid e Hakeem, sendo que este já disse que se vê no Embiid. Que o Embiid jogando é como ele jogaria nos tempos de hoje.

          • Augusto Filho

            Consegue diferenciar 21 de 64? Manter-se saudável também é uma das qualidades do atleta. Blake Griffin e Anthony Davis são incríveis, mas são jogadores que não se pode contar para 82 jogos + playoffs, Derrick Rose foi MVP, mas todos conhecem seu histórico. Se isso até agora, além da melhor defesa não colocá-lo com alguém que deve em detrimento do Hakkem, tou assistindo NBA errado.

    • JOSE MARINHO

      Se umntal de jordan nao tivesse existido, ele teria mais titulo, nao tenho duvidas disso.

    • Hugo Aureliano

      Embiid no segundo ano: 23.7 pts, 11.1 reb, 3.4 ass, 1.9 blk, 79% ft, 30.6 Minutos por jogo.
      Hakeem no segundo ano: 23.5 pts, 11.5 reb, 2.9 ass, 3.4 blk, 64% ft, 36.3 Minutos por jogo.

      Aqui também. Os números deles são sempre super semelhantes.

  • Vinícius Maia

    Os saudosistas que me perdoem, mas se embiid conseguir se manter saudável, ele tem sim potencial para escrever seu nome entre os maiores jogadores de garrafão da história e superar alguns feitos do olajuwon. Inclusive, eu no lugar do embiid faria uma sessão de treinos com the Dream numa offseason assim que pudesse. Diferente do D12, tenho certeza que embiid vai assimilar muita coisa se treinar com a lenda.

    • Augusto Filho

      Hakeem é o pivô mais técnico que já debutou na NBA, sendo que defensivamente um dos maiores, se não o maior. Provavelmente ninguém vai ultrapassar o número de tocos que ele deu, só ver hoje em dia quem é o mais próximo dele atuando, ainda mais com essa mudança do jogo para o perímetro.

      • vsr.snake

        Fora que hoje a defesa em si foi jogada pra escanteio, se defende bem mesmo ocasionalmente.

      • Vinícius Maia

        Por isso que eu digo superar alguns feitos do olajuMITO, não todos.

      • Claudio R.

        Não era nem pra ele tá em primeiro… só está pq na época do Bill Russell não era contada… Bill Foi o maior defensor q já existiu… marcou ninguém menos que bob Petit, Wilt Chamberlain, Paul Arizin … foi melhor q qualquer um defendendo … qualquer um

  • Pablo Leite

    Precisa ter cuidado é para não virar o novo Greg Oden. Já está jogando com uma lesão nas costas. É muito talentoso, mas está faltando saúde a ele.

    • Eduardo Rebelatto

      Greg oden não demonstrou no tempo que jogou oq embiid já mostrou

      • Pablo Leite

        Mas em termos de lesões, se essa coisa nas costas se agravar, vai rivalizar com o americano nesse departamento. Dois anos com pé quebrado, um com joelho ferrado e se agora for as costas, vai ser uma tragédia.

      • Augusto Filho

        Oden no HS era o novo Shaq, foi escolhido na frente do Durant com totais justificativas.

        • Eduardo Rebelatto

          Exatamente, no HS, na NBA, jogou pouco mas não demonstrou o talento do embiid

          • Pablo Leite

            No universitário também. Tanto que o Portland o draftou em primeiro.

      • Claudio R.

        Greg Oden era um monstro talvez fisicamente melhor q o Embiid, defendia mais tbm… uma pena que as microfraruras no joelho mataram sua carreira … seria hall da fama o cara

  • Diego Costa
    • Eduardo Rebelatto

      Nossa, isso tem muito mas muito cara de fake

      • Hugo Aureliano

        Pior que não, hahaha. Foi verdade.
        Não sei porque o Towns foi chorar no insta do Embiid.
        Era pra o Embiid ter falado “raising the KAT”. Aí sim!

        • Eduardo Rebelatto

          Isso que eu achei estranho kkkk tomou de graça

        • ramon

          Embiid disse algo como : “eurostep em Minessota e levantamos o gato”

          Gato em inglês é cat, numa referência ao Towns que é conhecido como KAT.

          Ou seja, Embiid que começou

          • Hugo Aureliano

            “Raising the cat” é o que Simmons postava ano passado sempre que os Sixers vencia ou que ele conquistava algo. Postava uma foto levantando um gato como se tivesse fazendo uma bandeja com um gato na mão.
            Ele fez o trocadilho. Towns caiu de bobo e tomou uma resposta de graça, kkkkk.

    • Lucas SEP

      Traduz pra nós kkk.

      • TRUETHIAGO

        Towns disse que a legenda e a qualidade da foto/camera do Embiid eram um lixo.

        E o Embiid respondeu que a qualidade era melhor que a defesa dele.

  • Albert Santos

    Nego … calmaaa hein. Está se achando muito hein. Baixa a bola !

  • Rafael Victor

    Individualmente, acho que o maior adversário do Embiid serão as lesões (e a sua propria soberba, claro), se conseguir superá-las, acredito que pode chegar onde quiser!

  • Lucas SEP

    Pra mim Olajuwon está no patamar mais alto da Liga, mesmo patamar de Jordan/KAJ/Wilt Chamberlaim/ Bill Russell/Larry Bird/Magic J/Shaq/Duncan e LeBron.

    Embiid tem potencial, mas terá que ralar muito para chegar nesse patamar. Não será algo simples kk.

    • Alex Vilela

      Kobe*

  • TRUETHIAGO

    Existem realmente algumas semelhanças, ele mesmo sempre deixou claro que se inspirou em muitos movimentos, viu diversos videos do Olajuwon, ambos jogadores de origem africana, enfim, natural que tracem esse paralelo entre os dois.

    Mas obviamente que o Embiid ainda vai precisar fazer muita coisa na liga para começar a entrar nessa conversa. Por enquanto temos apenas uma perspectiva, uma possibilidade, pois de fato possui ferramentas e um talento gigantesco.

  • Claudio R.

    Na época do Olajuwon, nos times contenders sempre tinha um pivo imponente, Ewing, Robinson, Shaq, Parish, Barkley, Malone, Duncan, Oakley, e outros bons pivos. Hj se vc é da posição 5 e Tem uma técnica acima da média e é atlético vc vai dominar a posição hj em dia… O q não faz o Embiid menor, pois é claro o talento nível dos pivos lendários. Se ele vai ter o msm impacto e importância na liga como eles SÓ O TEMPO DIRÁ

  • Leo

    Embiid já é um monstro. Claro que compará-lo com um dos maiores pivôs da história e esperar que tenha as mesmas conquistas é complicado, mas as médias da 2ª temporada de cada um são bem parecidas.
    O teto dele é muito alto. Pode sim chegar ao nível Olajuwon. Por que não? Se vai chegar lá é outra história. Não vai ser nada fácil. Precisa evoluir bem o seu jogo e ao mesmo tempo se manter saudável.
    Embiid consegue ao mesmo tempo reunir características de pivô old school, como imposição física, jogo no post e footwork com características do pivô da era small ball, como mobilidade e trabalho no perímetro
    https://www.youtube.com/watch?v=dUk1oFZ-71E

  • Sérgio Menezes

    Legal ver pivos como o embid aparecerendo, pois estamos a era dos armadores e chutadores de 3 pts.

  • Carlos Souto

    Kkkkkkkkkkkkkkkk. Para amarrar o tênis do Olajuwon tem que comer muito feijão ainda…