Denver Nuggets 124 x 107 L.A. Lakers

Destaques

Juancho Hernangomez: 19 pontos, cinco rebotes
Jamal Murray: 18 pontos
Trey Lyles: 14 pontos, sete rebotes, quatro assistências
Nikola Jokic: 14 pontos, quatro rebotes
Monte Morris: 12 pontos, seis rebotes, quatro assistências
Mason Plumlee: 11 pontos, oito rebotes, seis assistências
Malik Beasley: 12 pontos

Los Angeles

JaVale McGee: 17 pontos, sete rebotes
Brandon Ingram: 16 pontos, quatro rebotes
Kyle Kuzma: 15 pontos
Lance Stephenson: 12 pontos
LeBron James: nove pontos, três rebotes, três assistências, 15 minutos


Miami Heat 100 x 104 San Antonio Spurs

Destaques

Miami

Hassan Whiteside: 20 pontos, 13 rebotes
Rodney McGruder: 15 pontos
Duncan Robinson: 12 pontos, cinco rebotes
Goran Dragic: 12 pontos
Dwyane Wade: dez pontos, quatro assistências

San Antonio

Rudy Gay: 13 pontos, cinco rebotes
Derrick White: 12 pontos, quatro rebotes
Davis Bertans: dez pontos, cinco rebotes
LaMarcus Aldridge: dez pontos, quatro rebotes


Charlotte Hornets 112 x 115 Boston Celtics

Destaques

Charlotte

Miles Bridges: 23 pontos, seis rebotes
Willy Hernangomez: 14 pontos
Malik Monk: 13 pontos, quatro assistências
Kemba Walker: dez pontos, seis rebotes

Boston

Kyrie Irving: 20 pontos, quatro assistências
Jayson Tatum: 16 pontos, quatro rebotes
Terry Rozier: 13 pontos, quatro rebotes, quatro assistências, três roubadas
Marcus Morris: 12 pontos, seis rebotes
Jaylen Brown: 11 pontos, cinco rebotes


New Orleans Pelicans 116 x 128 Chicago Bulls

Destaques

New Orleans

Frank Jackson: 16 pontos, seis rebotes
Jrue Holiday: 16 pontos, quatro assistências
Julius Randle: 15 pontos, cinco rebotes, cinco assistências
Anthony Davis: 13 pontos, quatro rebotes, três roubadas

Chicago

Bobby Portis: 21 pontos, cinco rebotes
Zach LaVine: 21 pontos, quatro rebotes
Antonio Blakeney: 21 pontos
Jabari Parker: 15 pontos, oito rebotes, quatro assistências
Kris Dunn: 12 pontos, oito rebotes
Wendell Carter Jr.: 11 pontos, sete rebotes


Sidney Kings 91 x 110 L.A. Clippers

Destaques

Sidney

Jerome Randle: 25 pontos
Kevin Lisch: 16 pontos, nove rebotes, seis assistências
Daniel Kickert: 13 pontos, quatro rebotes

Los Angeles

Tobias Harris: 20 pontos, 11 rebotes, cinco assistências
Danilo Gallinari: 19 pontos, cinco rebotes
Marcin Gortat: 12 pontos, nove rebotes
Patrick Beverley: 12 pontos, cinco assistências, quatro rebotes, três roubadas
Montrezl Harrell: 11 pontos, sete rebotes
Shai Gilgeous-Alexander: dez pontos, quatro assistências, quatro roubadas
Lou Williams: dez pontos

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Santista

    Estão prontos pra uma temporada inteira de McGee na ESPN.

    • Marcio

      Sim estamos prontos!! kkkkk

  • Rafael L

    Gosto de nba e tenis e n consigo achar a menor graça nesse tipo de jogo amistoso, jogo só valendo

  • Jogos de pré temporada são os amistosos amigos do Y x Amigos do Z da NBA

    • Vitor Martins

      Com certeza, mas já tá pra olhar pelo menos uma ideia do que os times planejam, ainda que resultado/desempenho deva ser relativizado.

  • Vitor Martins

    Assim como nem todo mundo é Steph Curry, nem todo mundo é Draymond Green.
    O sucesso do GSW tem a ver com o sistema, mas também tem a ver com os jogadores. Chutar de 3 pode fazer muito mais sentido num mundo de Daryls Morreys, mas vai te levar a grandes resultados apenas se tu tiver um Curry. Não é qualquer Nezinho que vai fazer a diferença. Hoje vejo muito cara ruim tentando arriscar 3, e meio que virou um consenso de que só arriscar não adianta, você precisa ter as peças certas (talvez por isso o Hawks tenha escolhido o Young, ainda que seja absurdo deixar passar o Doncic). Mas uma coisa que tá me irritando é a defesa sem pivô. Escutei um podcast uns meses atrás que falou algo interessante: hoje é muito mais difícil ser defensor na NBA. Vivemos a era das trocas constantes, antigamente um ala-pivô tinha que se preocupar em estudar apenas os outros alas-pivôs da liga. Hoje um Daymond Green marca todo mundo. O cara é um gênio da defesa, por isso o small ball do GSW dá tão certo, as franquias podem até estar tentando desenvolver arremessadores eficientes, mas acho que estão falhando em tentar montar o small ball no garrafão, ontem o Lakers colocou o Kuzma (um dos piores defensores de garrafão) pra jogar de pivô. A teoria é boa e todo mundo sabe, colocar seus jogadores mais móveis em quadra pra trocar a vontade, mas na prática sempre falta aquele cara que cobre todo mundo, falta a genialidade do Draymond Green.

    • Coach Stevens

      Bem isso! Defender, hoje, é muito mais complexo, embora de uma forma por vezes não apreciada pelo pessoal que se acostumou com o 1×1 constante. D. Green é o pilar que permite ao Warriors impor o seu sistema de jogo sem desmanchar defensivamente.

      Isso posto, o Lakers vai ter que arrumar um pivô se não quiser sofrer para defender o garrafão direito. Kuzma lá não dá não.

    • Dei um like com orgulho

    • Augusto Filho

      Ótima análise. Mas é meio que chover no molhado falar do quanto o Green é um grande defensor, mesmo muita gente ainda ignorando o quão importante ele é pra esse time, porém pra mim a evolução defensiva do Kevin Durant é que tornou o GSW no small ball uma máquina de moer carne. O cara já tinha todas as ferramentas para ser um grande defensor, lá ele foi incentivado a usar.

      • Vitor Martins

        Ah, com ctz o Durant ajudou muito. Não sei se eles seriam campeões novamente sem ele. Green é o símbolo da defesa do time, mas com Durant é apelação hehehe

    • LeBrOSMAN #YoungBull

      Acredito q muita gente falhou em captar qual é o real sucesso por trás do Golden State Warriors, incluindo as outras franquias da NBA. Quando o Curry explodiu para a NBA, ganhando até prêmio de MVP unânime naquela temporada mágica, meio q teve-se uma falsa ideia de que o GSW dependia excessivamente dele (o q em partes, é verdade.) e q no futuro era preciso ter um jogador como ele, ou jogadores que fizessem seu papel (como até ocorre no GSW, com os Splash Brothers).
      As outras franquias captaram apenas o q mais chamam atenção do GSW, q é obviamente a parte ofensiva do basquete: velocidade, e arremessos de longa distância. Só q se enganaram em pensar q o GSW é apenas isso.
      É todo um sistema derivado de vários sistemas antecessores importantes para a história da NBA, q o Steve Kerr esteve diretamente envolvido neles . Vc encontra no GSW elementos do Triângulo do Phil Jackson (jogadores inteligentes como Livingston, Curry, Klay, Green e Iguodala, q sabem o momento de passar de bola, deixar ela correr durante a posse de bola, até encontrar o melhor arremesso.), elementos do “7 seconds or Less” do Mike D’Antoni (a transição ofensiva finalizando rapidamente, e a procura por miss matches de armadores contra pivôs, q foi usado a exaustão na temporada de MVP unânime do Curry.), e a defesa física do Gregg Popovich ainda mais evoluída para se adaptar ao estilo de jogo derivado do D’Antoni, várias trocas de marcação, e dobras próximo do garrafão usando a velocidade dos jogadores a seu favor.
      É todo um sistema complexo, q as outras franquias demoraram muito para entender, e somente se focaram no ataque. Com o GSW ñ é apenas isso, é inteligência tática, jogadores muito inteligentes, muita defesa física e agilidade defensiva.

      • Vitor Martins

        Mano, perfeito. Sabe qual eu acho que foi o ponto da virada na mente do Kerr? Shaquille O’Neal! Kerr virou o GM daquele fantástico suns do D’Antoni, que não conseguia chegar a final da NBA, mesmo sendo o melhor time da regular. Diziam que o time não defendia, e essa era a missão do Kerr, por isso ele trocou pelo O’Neal. O time era bom e continuo bom. Veio o Grant Hill também que supriu a falta do Marion, mas ao procurar a defesa ele matou bastante da agilidade ofensiva daquele time. Creio que isso ficou na cabeça dele. No GSW ele conseguiu, muito por ter encontrado o Green, ser dominante defensivamente sem corromper sua ofensividade.

      • Michel Moral

        Exato. Só que essa reunião de sistemas cria uma identidade única para esse GSW.

        Mas assim, o Heat com LeBron all around criou a sua identidade, o Spurs do Popovich, o Lakers de Shaq, o Bulls de Jordan…

        Cabe a alguém questionar e quebrar a hegemonia. Pode ser por métodos já utilizados, como vc citou, mas precisa fazer a diferença.

        Por isso hoje admiro de certa forma o Rockets, porque é um time que assumiu uma identidade. Jazz e Celtics também estão no caminho certo…

        Agora, tem outros que são uma verdadeira bagunça, que a gente sabe que não vai sair nada.

    • Michel Moral

      Vejo que tudo é uma questão de paradigma. E todo paradigma é quebrado quando surge um novo modelo.

      Como mudar isso? Simples: o Sr. Embiid, o Sr. Towns, o Sr. Jokic precisam não só jogar bem, mas trazer impacto, campanhas históricas, vencer grandes jogos e fazer o improvável. Supondo que o Lakers colocar o Kuzma para marcar, vai levar pipoco, mas se colocar o LeBron, o Gobert o Kawhi Leonard, o GM, o gandula ou o porteiro, vai levar pipoco do mesmo jeito… Porque o jogador é foda.

      O Curry fez isso. A liga tinha um grande armador (Chris Paul), e o que ele fez? Quebrou o cara… Quebrou o cara e todo mundo, porque hoje até o Biyombo tá treinando bola de três na offseason rs rs rs

      LeBron revolucionou com o estilo all around, o Curry revolucionou com os chutes de fora e o Shaq revolucionou dentro da área pintada.

      Na minha visão, os caras precisam jogar para ter o respeito que Olajuwon, Shaq, Ewing, Jabbar tinham. Acho que é um consenso que o Anthony Davis é o melhor pivô da liga hoje, mas o que ele fez que foi realmente relevante? Do jeito que está, é bem mais fácil ele ir lamber a bunda do LeBron ou ficar na cola de um time estruturado como o do Celtics, pegando carona com Irving, Tatum e cia. Mas aí não dá para reclamar que a classe (pivôs) não são reconhecidos.

      “Ah, mas o cara não tem time”. Ok, Iverson não teve e foi vice-campeão. Barkley idem, Reggie Miller idem…

      Adoro o Embiidão da massa, mas é bom ele ter a consciência de que, se quiser ser um jogador protagonista, vai ter que ir além de disputar DPOY (que hoje é o prêmio mais acessível para um pivô).

      Enfim, acho que a responsabilidade está junto com esses caras.

  • Raphael Consani

    To bem animado com o Bulls essa temporada, claro que dificilmente pegará playoffs, mas essa garotada parece promissora

    • Daniel

      Tbm, o wendel carter Jr parece que vai ser um excelente jogador e quando o Finlandês voltar acho que vai ser uma excelente dupla, agora para pegar os offs eu não sei, com o leste do jeito que tá não duvidaria não.

      • Vitor Martins

        Eu acho que o Leste tá aberto, mas não tá fraco. Vou contra a corrente. Claro que no Oeste a briga é de foice, mas em comparação com os últimos anos (mesmo sem o LeBron), acho que a média da conferência tá maior. Há quatro bons times que são favoritos a ficarem com o mando de quadra (Celtics, Raptors, Sixers e Pacers), dois times que ainda geram interrogação, mas se ajeitarem também vão brigar por mando (Bucks e Wizards). Em teoria, na minha opinião, restam apenas duas vagas pra times fracos/bagunçados/substimados, sendo que as franquias que não estão buscando o tank de imediato devem brigar com mais força (Heat, Cavaliers, Pistons, e talvez até o Nets). Enfim, vejo o Bulls ainda atrás de muito gente.

        Aliás, tenho pra mim que o MVP virá do Leste. Tem muita gente apostando em AD e LeBron, mas o que aconteceu com o West (campanha mediana ser premiada) foi exceção. Creio que se o Celtics fizer uma campanha histórica o Irving é um forte candidato, mas talvez a divisão de protagonismo no time o impeça de disputar. Se Kawhi, Giannis ou (um pouco mais distante) Embiid levarem seus times a disputarem com o Celtics a primeira colocação devem pular na frente na disputa (já que as duas primeiras no Oeste devem ser do GSW e do Rockets).

      • MICHAEL JORDAN 23 #GOAT

        cara o Bulls tem um dos garrafões mais promissores da NBA, Markkanen e o Carter JR vai ser uma dupla muito boa, gostei bastante também do Lavine ontem, chamou a responsa e fez a diferença.

  • Joabe#VamoSpurs

    É, meu Spursão ontem fez a estréia dele, e q podemos notar é q o Tio Pop vai ter trabalho com esse time, principalmente na defesa onde já era esperado esse problema pela saída de jogadores chave na defesa. Em relação ao jogo, Rudy com a mão extremamente calibrada, nos minutos q ficou em qdra jogou bem demais, Dejounte cada vez mais solto em qdra e tentando muitos arremessos, isso é muito bom pra a confiança dele, pq se esse garoto adquirir um shot consistente, aí ninguém segura esse moleque. Dos estreantes, De Rozan e Poetl foram discretos, e é normal pela estreia, Bellineli bastante ativo no jogo, jogou bem, vai ajudar bastante na temporada. E os jovens antigos , Bertans e White fizeram um bom jogo, os dois começaram um pouco nervosos mais com o decorrer da partida deslancharam. No geral foi um amistoso produtivo. #GoSpursGo

  • Bota o Whiteside pra pontuar, isso mesmo! Go Heat!

  • PatrickLakers

    Ingram e Rondo bem, LeBron jogou com o freio de mão puxado e jogou pouco, o resto abaixo, normal pra um 1º jogo de pré-temporada que é uma várzea que só serve pra jogadores sem contrato inflar stats pra ganhar um contratinho.

    • VictorLakers

      Isso que vc falou no final não faz o menor sentido…

      • PatrickLakers

        Claro que faz, só serve pra jogadores que não tem contrato garantido ganharem um contrato pra temporada.

  • DNT – Porzingod MVP

    Vai se preparando Lakinho, as derrotas vão continuar sendo rotina.

    • PatrickLakers

      Torcedor da franquia mais fracassada na NBA querendo falar de derrotas? kkkk

    • Marcio

      Vai arruma uma franquia descente pra vc torcer e depois, volte aqui pra falar de derrotas.

    • Nicolas Dias

      Isso é algo que você pode falar com propriedade, porque rotina recheada de derrotas o torcedor dos Knicks entende bem, perde até na loteria do draft.

    • Wilker Pereira

      Hahahahah acho q o Knicks leva o leste este ano
      franquia pequena em cidade grande, so conseguiu titulos na epoca dos dinossauros!!

  • Lucas Callado França

    O que mais me chamou atenção nessa matéria foi saber que existe um jogador chamado Duncan Robinson em Miami!!!
    PQP, o que os Spurs estão esperando pra contratar esse cara?!?!?!

    • Segura nois agora 😎🔥
      Kkkk se nome tivesse valor, aquele tal de LeBryan Nash, ou algo assim, seria um mito

      • Claudio R.

        esse seria o melhor passador e scorer da historia kkkkkkkk

  • KyrieMVP- caçador de clubista

    Zubac não tem a menor condição de jogar na nba. Lakers puxou muito o saco dele. Parece uma mula jogando.

    • VictorLakers

      Pela primeira vez vejo você falando algo de bom. Real, zubac é um salame ambulante … mas vamos esperar.

    • Marcio

      Acho que essa vai ser a 1° vez, que concordo com vc nesse site falando dos Lakers!

      • KyrieMVP- caçador de clubista

        Ele me lembra um pouco o robert sacre. De leve, mas lembra

    • Sílvio Freitas

      King apenas tem apoio de Rondo.
      Lebron terá um final de carreira triste!

      • Marcio

        Ele deveria ter ido pro GSW ne amigo!!

        • Lula

          76ers amigo o teto da mulecada é muito superior

      • Jeffy Santos

        Kkkk pq não vai existir mais troca e nem proxima agência livre né amigo !!!

    • César WESTBROOK

      lakao puxou muito saco de ingram, lonzo, kuzma, hart e ate do svi
      falando em svi tudo bem q foi soh um jogo de pre temporada
      mas ontem o novo klay tentou uns 6 chutes de 3 e nao foi feliz
      HAHAHAHAHA

      • Nicolas Dias

        O ápice do haterismo.

  • VictorLakers

    Não da pra tirar conclusões nenhumas de pre season, é um mero aquecimento. E nego aqui em baixo falando de “ lakers se acostumar com derrotas”. Piada.

    Ontem se Lebron quisesse, metia 40 e acaba com o jogo. O negócio é ver o quanto os jovens estão mostrando serviço e entrosar o time. Derrota ou vitória so vai contar quando começar a season.

    • Ênio Samir

      Claro que não dá pra tirar conclusões, mas eu analisei dois pontos, acho que vc vai concordar comigo.
      1) O Lakers vai precisar que o Lonzo volte bem, quando o Rondo e o Bron saíram o time ficou totalmente perdido no quesito de fazer a bola girar.
      2) Não da pra jogar em Small Ball toda hora, Luke Walton vai precisar tirar coelho da cartola pra minimizar a defesa de garrafão que o Kuzma não tem.

      • Marcio

        Exatamente concordo com vc, Ball vai ter que joga bem na unidade 2…. Alias o Small Ball vai da zica contra equipes que dominam o garrafão, caso do Nuggets.

      • † I-I ¡ /- g ()™㋡

        a queda de qualidade após as saídas do LeBron e Rondo ficou bem perceptiva.
        O Kuzma precisa dar uma calibrada na mão tbm, apesar dos seus 10 pontos +

  • Sílvio Freitas

    BAH!
    Amigos, não nos enganemos!
    Bastou que Lebron e Rondo deixassem a quadra, e o que presenciamos foram cenas lamentáveis de uma esquadra desprovida de miníma capacidade de organização.
    Jogadores desnorteados, jogados à mesquinharia de tuas evidentes deficiências técnicas.
    Caso Lebron chegue aos playoffs, infelizmente prevejo outra varrida para um contender do oeste já na primeira rodada.
    Quem perde com isto é a própria NBA.

  • Paulo Henrique

    Lakers sem Lonzo é só um time comum

  • Constantino

    Se analisarmos sem clubismo, o Lakers do primeiro quarto mostrou sua verdadeira face.
    O time sob comando cerebral de Rondo, com Lebron fazendo o post, chamando atenção e deixando espaço para os demais jogadores.
    Ingram demonstrou todo seu potencial, e é uma aposta sólida de mais de 20 ppj para essa temporada.
    McGee demonstrou bom arsenal ofensivo, e pode melhorar nosso garrafão, ainda carente de maior consistência.
    Não foi nossa melhor partida, contudo, prevejo esse time se ajustando ao longo da temporada regular, e chegando no mínimo nas finais do oeste, fazendo jogo duríssimo com os Warriors.
    Não se esqueça que Lebron vem para o modo MVP esse ano.

    • Lucas Callado França

      Fiquei cheio de dúvidas lendo seu comentário…
      Houston não joga no Leste mais não?
      Warriors jogarão com o time da G-League em caso de final contra o Lakers?

    • Nicolas Dias

      É um time com muitas peças novas, muitos jogadores inexperientes, é difícil analisar as pretensões da franquia nesse momento, mês a mês veremos o quão longe essa equipe pode chegar, se ela se entrosa e evoluí no decorrer da temporada, ou se mantém o várzea ball.

    • Jeffy Santos

      Cara sou fã do Lebron e melhoraria 100% dos times da Nba,pois pra mim é o melhor disparado,agora vc falar por 15 min de atuação vc falar que esse time bate de frente com Houston e Warrios, é muito saudosismo,acredito que Lakers chega nos offs mas essa galera nova aí tem muito o que provar pra ser um time competitivo.

    • Fernando

      hahahaha

  • Nicolas Dias

    Pronto, agora pré-temporada se tornou um sólido e confiável parâmetro para afirmar qual será o desempenho da equipe na regular. Tem muitos torcedores do Lakers que são extremamente passionais para falar sobre a equipe, mas tem torcedor rival que não fica atrás e fala groselha no mesmo nível. GSW perdeu para o Wolves mas aí é só pré-temporada, Celtics ganhou por míseros 3 pontos contra o limitadíssimo Hornets, mas é só pré-temporada, já os Lakers perde e já é uma evidência de que o LeBron terá um triste fim de carreira, será varrido nos offs, que o rookie é superestimado, o Hart é uma enganação etc… etc…

    Seis novos jogadores (um é rookie), dois segundanistas, dois em seu terceiro ano de liga, mais um apanhado de G-League sendo testado, e o melhor jogador do time jogou 15 minutos. Uau que derrota surpreendente, o lógico e o esperado seria amplo domínio dos Lakers, com o time mostrando grande entrosamento né? Mas que não foi assim é fiasco o resto da temporada.

    • Marcio

      Não adianta cara, se o lakers mete o kct amanhã vão dizer que o time so ganhou pq e pré temporada… E como vc falou, aqui tem muito torcedor que fala groselha, eu procuro nem ler esse tipo de comentário… Teve um ali em baixo, que disse, “triste fim da carreira do Lebron”.. Dar enfase pra um comentário como esse perca de tempo!

      • Nicolas Dias

        O que realmente deveria ser criticado passou batido, o físico do Ingram. Ele mostrou flashes de seu talento em algumas jogadas, mas ele ainda é muito magro, vai para sua terceira temporada e continua um graveto, não é perceptível nenhuma melhora física de abril para cá.

        • Claudio R.

          Verdade, e já era pra ter ganho alguma massa, pq o Anthony Davis chegou meio magro na liga pra posição e no Terceiro ano ja tava um monstro!!! Falta antibioticos pro Ingram kkkkk

          • Nicolas Dias

            Do primeiro para o segundo ano até deu uma melhorada, mas da temporada passada para cá não mudou nada, vejo caras que entraram depois dele, também magros e nada.

  • Claudio R.

    Deu pra perceber uma coisa interessante, o lakers esta tentando criar o sistema de armação dos tempos do Heat, as chamadas de jogadas entre lebron e Rondo, parece com a da epoca do lebron e wade… de resto, ainda é muito cedo pra tirar conclusões, o time precisa se entrosar… Gostei muito do Rondo reunindo a galera em alguns momentos pra conversar e liderar… isso era um dos jogadores que o lebron precisava ao lado!

  • Thunder Nation

    Quem sabe com a saída do Howard, Hernangomez possa ganhar mais minutagem na rotação do Hornets, é bom jogador.

  • Alan Cleber

    Esse Hornets pode surpreender. Tô botando uma fé no trabalho do Borrego, não pra brigar por título, mas pode ser uma surpresa. Sei que é cedo pra falar a respeito, pois só vi dois jogos de pré-temporada do Hornets, mas acredito numa acessão desse time e de jogadores como Miles Bridges, Monk e Bacon, além do já consolidado Kemba Walker e sob o comando do James Borrego, que carrega a experiência de já ter trabalhado com o Popovich.

    • MVPayne

      Pode crê.. Mas acho que essa boa base dos Hornets só vai brigar por playoffs na outra temporada, nessa os caras vão dar trabalho nos jogos mas para por aí

  • LeoBp

    Assisti só o primeiro e metade do segundo quarto e notei um Lebron tentando jogar com menos posse de bola… Deixou bastante a bola com o Rondo, nesse periodo, o que me surpreendeu, mesmo sendo pré-temporada…

    Acho que Lebron, Ingram e Kuzma ainda demoram um pouco pra achar o meio termo entre eles. Eu gostei da parte defensiva, pois o time troca o minimo possivel, ja que todo jogador marcar quase qualquer posição… Isso, contra times que forçam muito as trocas adversárias, como Warriors e Rockets, pode ser de grande valia…

    • Tárcio

      Boa observação quanto as trocas defensivas.