Em fase iluminada, Lillard reconhece: “Nunca joguei nesse ritmo em minha vida”

Damian Lillard está vivendo uma fase iluminada na carreira: o astro anotou mais de 45 pontos em cinco dos últimos seis jogos que disputou, liderando o Portland Trail Blazers a cinco vitórias no intervalo. Os 293 pontos somados no período é a quarta maior marca de qualquer atleta na história da liga em um intervalo de seis partidas. É uma série de atuações que o armador admite ser algo absolutamente único em sua trajetória profissional.

“Eu nunca havia vivido um momento assim em minha carreira. Nunca joguei nesse ritmo em minha vida. Com as dificuldades que tivemos nessa temporada, eu tomei a decisão mental de lutar. Estou trabalhando para mostrar o melhor basquete que posso. Não sei se as vitórias virão no final das noites, mas eu asseguro que venho dando o meu absoluto melhor consistentemente”, afirmou o all-star, em entrevista após a vitória sobre o Utah Jazz.

Os números de Lillard nos últimos jogos indicam uma jornada realmente histórica. Além dos altíssimos 48.8 pontos, ele também teve 7.2 rebotes e 10.2 assistências no período, com quase 55% de acerto nos arremessos de quadra. De acordo com a ESPN, até hoje, nunca um jogador da NBA havia mantido médias de 45 pontos e dez assistências em um intervalo de seis jogos quaisquer na liga.

“O que eu estou acompanhando é indescritível. Damian está jogando um basquete ótimo, pontuando das mais variadas maneiras e não acho que vimos alguém nesse nível de performance em algum tempo. Estou muito feliz em ser parte disso, estar dentro de quadra ao seu lado, pois sou um grande fã”, contou Carmelo Anthony, dizendo-se honrado pela oportunidade de atuar com o armador.

Lillard tem sido especialmente certeiro da linha de três pontos, onde acertou pouco menos de 57% dos arremessos tentados desde 21 de janeiro. O altíssimo índice de conversão impulsionou-o a ser o primeiro jogador da história a converter seis tiros de longa distância em seis jogos consecutivos. Nessa sequência, ele ainda tornou-se o 10º jogador da NBA em todos os tempos a ter quatro atuações de 50 pontos em uma única temporada.

“Os times estão tentando ser mais agressivos para tornarem as coisas mais difíceis para mim agora, mas eu simplesmente trabalho com as alternativas e jogadas que consigo enxergar em quadra. Não serei intimidado ou parar de atacar. Eu seguirei forçando que as defesas reajam, que acionem um segundo defensor, para mover a bola para encontrar os meus companheiros livres. É simples: só jogar o basquete da forma correta”, resumiu o ídolo de Portland.

A grande pergunta que ronda a NBA agora é: quem será capaz de parar Lillard? O ala-armador C.J. McCollum, que já teve que marcar o companheiro de time em vários treinos, não tem uma resposta animadora para os rivais. “Meus conselhos para quem quer que esteja escalado para marcar Damian seriam ter uma ótima noite de sono e realmente pensar em um plano de jogo. Porque, sinceramente, você está com sérios problemas”, concluiu.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.