Em noite de recorde de DeRozan, Raptors bate Bucks após prorrogação

(19-16) Milwaukee Bucks 127 x 131 Toronto Raptors (25-10)
No primeiro dia de 2018, Toronto Raptors e Milwaukee Bucks se enfrentaram no Air Canada Centre, e quem levou a melhor foi o Raptors, em noite mágica de DeMar DeRozan. O ala-armador obteve 52 pontos, melhor marca na carreira e ainda, recorde da franquia.

O time canadense começou em um ritmo simplesmente avassalador. DeRozan era o grande nome da franquia no ataque: foram dele os nove primeiros pontos do Raptors, que até então não havia cedido nenhum ponto ao seu adversário. Os primeiros pontos do Bucks só saíram após Kris Middleton encontrar a cesta. A partir de então, as ações do jogo passaram a ficar mais equilibradas, mas com a vantagem adquirida na porção inicial da partida, o Raptors esteve soberano na maior parte do período. Nos instantes finais, os ataques de ambas as equipes desfrutaram de ótimo momento ofensivo e combinaram para vinte pontos em pouco mais de dois minutos. Ao final da explosão de ataque, o período encerrou com os anfitriões liderando por 35 a 30.

A palavra que norteou o quarto seguinte foi equilíbrio. Nenhuma das equipes se encontrou com mais de cinco pontos de frente durante toda a extensão do período. O Bucks foi inclusive melhor durante a metade inicial do quarto, chegando a obter vantagem parcial após lances livres convertidos por Sean Kilpatrick. Depois disso, as equipes passaram a se alternar na liderança do marcador. Enquanto a dupla Kyle Lowry e o supracitado DeRozan era responsável pela maior parte dos esforços ofensivos da franquia canadense, o destaque na equipe de Milwaukee era mais uma vez Giannis Antetokounmpo. Melhor nos momentos finais, o Raptors conseguiu carregar para o vestiário uma liderança de quatro pontos.

Na volta do intervalo, o Raptors imprimiu o mesmo ritmo do primeiro período, e não tardou muito para se encontrar liderando por duplos dígitos, após Lowry acertar cesta de três pontos. A marca de dez pontos parece ter acordado o Bucks, que rapidamente reagiu e voltou a encostar no marcador. Antetokounmpo liderava as ações de sua equipe, sendo auxiliado por Eric Bledsoe. Fora eles, o Bucks encontrava sérias dificuldades em colocar a bola dentro da cesta. Ainda assim, a produção da equipe foi o suficiente para deixar a sua desvantagem reversível no último quarto.

O período final foi repleto de emoção. Nos minutos iniciais, as equipes travaram intenso duelo pela liderança, com diversos empates e trocas de liderança. Era impressionante o nível de equilíbrio técnico entre as duas franquias. A menos de cinco minutos para o encerramento do período, Serge Ibaka converteu importante jogada de três pontos, colocando sua equipe quatro pontos à frente do oponente. O Bucks respondeu com uma série de 10 a 2, mas DeRozan e Lowry também apareceram com importantes jogadas de três pontos. Foi de DeRozan também os dois lances livres que empataram o jogo em 114 a 37 segundos para o estouro do cronômetro. Cada equipe teve uma chance para tirar o empate do placar, mas com o equilíbrio que o jogo indicava, o destino da partida parecia ser o overtime, e foi isso que aconteceu.

No período extra, o Bucks saltou à frente com cesta de três pontos de Bledsoe, porém o Raptors respondeu com uma sequência de treze pontos contra apenas três de seu adversário. Após a boa série, a franquia canadense se encontrou com uma vantagem de sete pontos a menos de um minuto para o fim da partida e soube fazer o suficiente para segurar a liderança e sacramentar a vitória em 131 a 127.

Destaques

Milwaukee

Eric Bledsoe: 29 pontos, sete rebotes e quatro roubadas de bola
Giannis Antetokounmpo: 26 pontos, nove rebotes e sete assistências
Kris Middleton: 18 pontos
Thon Maker: 16 pontos e quatro rebotes
Malcolm Brogdon: 15 pontos e seis rebotes

Toronto

DeMar DeRozan: 52 pontos, cinco rebotes e oito assistências
Kyle Lowry: 26 pontos, seis rebotes e seis assistências
Serge Ibaka: 11 pontos e oito rebotes
Fred VanFleet: 11 pontos


(12-26) Orlando Magic 95 x 98 Brooklyn Nets (14-23)

Destaques

Orlando

Aaron Gordon: 20 pontos e 12 rebotes
Elfrid Payton: 17 pontos e sete assistências
Bismack Biyombo: 13 pontos, 17 rebotes e três tocos
Evan Fournier: 13 pontos

Brooklyn

Jarrett Allen: 16 pontos e seis rebotes
Caris LeVert: 15 pontos, cinco rebotes e oito assistências
Allen Crabbe: 15 pontos e oito rebotes
DeMarre Carroll: 14 pontos e dez rebotes
Rondae Hollis-Jefferson: 13 pontos e sete rebotes


(19-17) Portland Trail Blazers 124 x 120 Chicago Bulls (13-24)

Destaques

Portland

CJ McCollum: 32 pontos, seis rebotes e oito assistências
Al-Farouq Aminu: 24 pontos e sete rebotes
Evan Turner: 22 pontos, quatro rebotes e seis assistências
Pat Connaughton: 16 pontos
Jusuf Nurkic: 11 pontos e 15 rebotes
Shabazz Napier: 11 pontos, cinco rebotes e seis assistências

Chicago

Kris Dunn: 22 pontos, sete rebotes e quatro assistências
Lauri Markkanen: 19 pontos e oito rebotes
Nikola Mirotic: 18 pontos e dez rebotes
Robin Lopez: 15 pontos, seis rebotes e cinco assistências
Bobby Portis: 14 pontos, sete rebotes e quatro assistências
Justin Holiday: 14 pontos, sete rebotes e quatro assistências


(11-25) Los Angeles Lakers 96 x 114 Minnesota Timberwolves (24-14)

Destaques

Los Angeles

Jordan Clarkson: 20 pontos e quatro assistências
Julius Randle: 15 pontos e 12 rebotes
Brandon Ingram: 14 pontos e cinco rebotes
Corey Brewer: 12 pontos

Minnesota

Jimmy Butler: 28 pontos e nove assistências
Andrew Wiggins: 21 pontos, nove rebotes e quatro assistências
Gorgui Dieng: 17 pontos e quatro rebotes
Karl Anthony-Towns: 16 pontos e 13 rebotes
Taj Gibson: 14 pontos e cinco rebotes

  • Dudu Ferrero

    Bucks tinha tudo pra vencer, mas o Delly entregou uma bola gratis pro Raptors pqp ai foi pra prorrogação e ja era

    E Esse nets cheio de jogador mediano e mesmo não tendo uma grande campanha mas faz jogo duro com todo mundo… isso é merito do estilo de jogo

  • Guilherme Petros

    “Jarrett Allen: 16 pontos e seis rebotes”
    Pensando bem, acho que Okafor não vai ter tanto espaço nesse Nets, não… rs

    • Ruan Silvestre

      E carreer High pra ele kkkkk

      • Guilherme Petros

        hehehe vai quebrar ainda nesta temporada.

  • Paulo Sérgio

    Tô começando a acreditar nessa pick, viu Lakers !!

  • Marcelo Desoxi

    Essa mecânica de arremesso do Markkanen, que beleza.

  • André Passamani

    Eu tava desacreditado nessa pick do Lakers mas as chances estão aumentando. Enquanto isso o Nets vai fazendo uma campanha muito digna com desfalques, não deve ser nem top 7 essa pick.

    • Rogério Rodrigues

      To torcendo pra isso se concretizar.
      Ainge merece uma estatua em frente o TD

      • Pedro Cortez

        Somos 2, quero ver essa pick 3 pros Celtics de novo

        • Rogério Rodrigues

          hahaha, tava pensando nisso. Tres anos seguidos com a pick3 seria top. Mas quiser vir a pick 2 eu não acharia ruim kkk

          • Gabriel S Monteiro

            Já pensou Ayton, Doncic, M Bamba ou Bagley? pqp

            Time pra brigar nas cabeças pelos próximos 8 anos fácil!

            Todo mundo com menos de 25/26 anos do time titular, só Horford na casa dos 30

    • Estava conversando sobre isso ontem, é preciso ver a tabela dos Lakers esse mês, porque a equipe caiu muito por conta dos oponentes de dezembro, dos times que eles enfrentaram apenas o Memphis não está na zona dos playoffs ou ao menos briga pela pós temporada, de resto foi Cavs, 2x Warriors, 3x Rockets, Wolves. Esse último jogo por exemplo foi um back to back após uma dupla OT com o Rockets. Lakers é ruim mas tem times piores, e muitos jogos que perderam foi apertada.

      • Gabriel S Monteiro

        Sei não hein Nicolas, por estar no Oeste a parada fica mais complicada pro Lakers.
        Sem contar que Bulls, Dallas, Nets estão ganho uns joguinhos improváveis, mas vamos aguardar!

        • Em outubro/novembro a equipe não brigava pelos playoffs mas também não era a última da tabela. Mas você tem razão, times fracos estão ganhando alguns jogos improváveis, Lakers teve uma tabela difícil e agora tem lesões, Kuzma se lesionou contra os Wolves, e Lonzo ainda está com o ombro lesionado. E por mais que ele seja zoado por seu desempenho no ataque, Zonzo estava sendo uma presença positiva na defesa, o que tem feito falta.

          • Gabriel S Monteiro

            Exato, o cenário no momento é bem ruim pro Lakers, sendo que pegou uma sequência de jogos puxadíssima!

          • E ainda tem o KCP que só pode jogar em Los Angeles porque está na condicional (ou qualquer coisa assim) e não pode sair da cidade.

  • Murillo

    É incrível a evolução dessa molecada dos Bulls. Dunn, Valentine, Markkanen, Portis, todo mundo muito bem. Isso sem falar nos experientes Nikola e Lopez. Enfim, temos uma equipe jovem, com uma boa margem pra evolução, com um cap baixíssimo e que vai pegar uma boa pick.

    Tem franquia aí fazendo tank com elenco envelhecido. Pode até pegar os melhores talentos no próximo draft, mas vai ter mais dificuldade na formação do time como um todo.

    No caso dos Bulls, não acho que ficar com a pior campanha seja tão bom assim, apesar da first pick. Um time como esse, que faz jogo duro contra todo mundo, tem mais chances de atrair bons jogadores que vão estar livres na próxima temporada. E vão ser muitos. Sem contar que essa consistência também contribui na evolução do elenco, que é novo.

    A longo prazo, a franquia tem tudo pra recuperar o fôlego.

    • Pedro Cortez

      Parecido com o rebuild dos Celtics e olha como o time ja está hoje

      • Gabriel S Monteiro

        Não acho parecido com o Redbuild de Boston não, porém pelo visto esta sendo bem feito, acho que a troca do Butler acabou sendo boa pra ambos os lados!

        Fico um pouco com o pé atras sobre a molecada do Bulls, não vejo nenhum dos jovens com teto de FP ou de um grande All star, acho que é uma boa base jovem, porém alguns vão ter que renovar daqui a pouco o contrato, acho que se o Bulls conseguir renovar com essa molecada numa faixa salarial mediana, esse será o grande ponto da formação de um bom elenco, mantendo cap para trazer bons FA, foi o que Boston fez, tinha bons valores jovens e salários baixos, Bradley, IT, Crowder, Turner. Fora as picks!

        Portis, é um excelente jogador, fez uma excelente temporada na NCAA antes da NBA, inclusive foi eleito o melhor jogador da divisão dele, gostaria que o Celtics tivesse draftado ele no lugar do Rozier ou RJ Hunter.

        Markken precisa evoluir a defesa, no ataque já produz, mas precisa evoluir a defesa

        Dunn e Valentine, não sei, só o tempo dirá! hahaha

        • Pedro Cortez

          No lugar do RJ Hunter ate concordo, mas do Rozier nao. Gosto mt desse moleque. E sobre o Portis, peguei implicância com ele depois do soco que ele deu no miromagia.

          • Gabriel S Monteiro

            Mas ai que ta, Rozier foi escolhido na 16 se não me engano, sendo que estava previsto pra sair no fim da primeira rodada e um pouco mais abaixo Boston selecionou o RJ Hunter

            Dava pra ter pego Portis, ou Rondae Hollis-Jefferson, que tem vindo bem no Nets, Portis era meu favorito.

            Na real se eu fosse torcedor do Bulls iria agradecer todo dia ao murro que o Portis deu no Mirota, acordou ele que foi uma beleza!! hahah

  • Jefferson Cavalcanti

    E o Okafor, por que ele não joga? Alguém sabe se ele ta machucado?

    • Gabriel S Monteiro

      Também ia perguntar isso, ele ja estreou?