Há pouco mais de um mês, o Sacramento Kings optou por negociar DeMarcus Cousins, até então o seu principal ídolo, com o New Orleans Pelicans. Nesta sexta-feira, Cousins vai enfrentar a equipe que defendeu por seis temporadas e meia pela primeira vez.

“Não tenho nenhum ódio pessoal contra ninguém lá”, afirmou Cousins. “No fim do dia, isso é um negócio. Esse tipo de coisa acontece. Eu amei meu tempo por lá. As pessoas da cidade foram boas comigo. Tive colegas incríveis durante o período em que estive por lá. Não tenho problemas. Não tenho ódio pessoal contra ninguém”.

Apesar do discurso politicamente correto do atleta, seus colegas no Pelicans e até mesmo o técnico Alvin Gentry, apostam no contrário.

“Eu garanto que se um cara sai da Apple e vai para a Microsoft, ele vai querer se vingar”, disse Gentry. “É assim que as coisas são”.

Desde a sua ida para o Pelicans, seu novo time venceu nove dos 18 embates, enquanto o Kings, que até então lutava por uma vaga nos playoffs, somou apenas cinco triunfos e perdeu outros 13. Em 2016-17, Cousins possui médias de 26.8 pontos, 10.9 rebotes, 4.6 assistências, 1.4 roubada e 1.3 bloqueio, com cerca de 45% de aproveitamento nos arremessos.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.