Enes Kanter detona Jazz e exalta “profissionalismo” do Thunder

Após altos e baixos no início de sua carreira na NBA, o pivô Enes Kanter parece finalmente ter finalmente encontrado seu melhor basquete no Oklahoma City Thunder. O ex-jogador do Utah Jazz registra médias de 17.6 pontos e 10.8 rebotes desde que foi negociado com o novo time. Seu desempenho em quadra melhorou notavelmente e o atleta de 22 anos não esconde o motivo: pela primeira vez, ele está confortável na equipe em que atua.

“Eu adorei a mudança de time e a diferença principal é que gosto de jogar aqui. Isso é o mais importante. Há profissionalismo aqui, além do basquete. Entendo como uma equipe da NBA funciona agora. A atmosfera é incrível e tudo está se encaixando como nunca para mim. O Thunder tem sido um sonho na minha vida”, afirmou Kanter, fazendo questão de alfinetar os dirigentes de Salt Lake City.

Terceira escolha do draft de 2011, Kanter nunca esteve totalmente satisfeito com seu espaço e papel dentro da equipe ao longo dos anos. A situação levou-o a pedir para ser negociado, no início de fevereiro. “Eu sei que não dei meu melhor a cada noite em Utah, mas quase tudo era uma decepção para mim por lá. Era uma enorme frustração que se arrastava por mais de três anos”, lembrou, admitindo também eventual falta de empenho.

Se o pivô está contente em deixar o Jazz, o pessoal de Salt Lake também não tem nada do que reclamar desde sua saída. O time subiu de produção com a entrada de Rudy Gobert no quinteto inicial e emplacou sua maior sequência de vitórias na temporada logo após a troca. Além disso, registrando apenas os números do Jogo das Estrelas em diante, a equipe possui um dos melhores índices de eficiência defensiva da NBA.

“Eu acho que a troca funcionou muito bem para os dois lados. Estou definitivamente contente por ser parte do Thunder, uma equipe vencedora, e ainda respeito muito o pessoal de Utah. Gosto e torço pelo melhor para meus treinadores e amigos de lá. Estou feliz pelo resultado da troca para todos, não só para mim”, encerrou Kanter, que acumula 9.8 pontos e 6.2 rebotes por noite em 282 partidas disputadas na liga norte-americana.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Stockton to Malone

    Antes do jogo quando os jogadores se cumprimentam os titulares do Jazz foram cumprimentar os outros 4 titulares do Thunder menos o Kanter. Na minha opinião OKC venceria o jogo de ontem mas as declarações dele antes do jogo mecheram com os brios do time e torcida do Jazz e isso acabou custando uma derrota ao Thunder.
    Depois do jogo ainda foi dizer q o time do Jazz era fraco e um time como o Thunder não pode perder para “esses times que sequer vão aos playoffs”. Só esqueceu q Utah não vai aos playoffs entre outras coisas pq quando ele era titular não conseguia defender absolutamente ninguém! Falou como se fosse um jogador fantástico cercado de um monte de lixo no time.
    Só espero q ele saiba q o mundo dá voltas e q um dos sentimentos mais desprezíveis q o ser humano pode sentir é a ingratidão!!!

    • vitorhugo.j3

      Concordo Stockton.
      A expressão “Cuspindo no prato que comeu” se encaixa muito bem a Enes Kanter. Onde está o respeito ? Ele vem fazendo ótimas partidas pelo Thunder, mas pô, respeito sempre em primeiro lugar, independentemente se gostava ou não de atuar pela antiga franquia.

    • vitorhugo.j3

      Concordo Stockton.
      A expressão “Cuspindo no prato que comeu” se encaixa muito bem a Enes Kanter. Onde está o respeito com a franquia que o lançou na NBA ? Ele vem fazendo ótimas partidas pelo Thunder, mas pô, respeito sempre em primeiro lugar, independentemente se gostava ou não de atuar pela antiga franquia.

  • André

    Pra mim o mais incrível é constatar que ele foi escolhido em terceiro no draft.

  • Thiago Knicks

    Jogador mediano se achando all-star

  • Joinha

    Concordo com o André! kkkkkk

  • A pior coisa que se deve fazer é cuspir no prato que comeu, falando ainda pela imprensa…

    ficou mal na fita Kanter