“Era horrível, uma bagunça”, revela Pierce sobre passagem pelo Nets

Paul Pierce é um jogador à moda antiga: suas 15 temporadas pelo Boston Celtics foram prova de competitividade, doação a cada treino e mentalidade coletiva raras na NBA atual. Por isso, sua passagem pelo Brooklyn Nets deixou uma sensação terrível. Em entrevista à ESPN, o ala afirmou estar bem mais contente no Washington Wizards do que em seu ano com a equipe de Nova Iorque.

“Era uma situação muito complicada lá no Nets, no ano passado. Horrível, de verdade. Uma bagunça. O problema estava na atitude dos jogadores – e não era como se nós estivéssemos cercados de novatos e jovens. Os veteranos não queriam jogar e treinar. Se não fosse por mim e Kevin [Garnett], o time teria desabado. Mantínhamos as coisas andando diariamente”, revelou o campeão da NBA em 2008, com o Celtics.

Pierce ficou decepcionado com o elenco novaiorquino como um todo, mas, em especial, com o astro Deron Williams. Ele esperava que o armador assumisse uma posição mais firme dentro do time, dentro e fora de quadra, mas nunca viu real vontade no companheiro. “Antes de eu chegar lá, pensava em Deron como um candidato a MVP. Mas logo percebi que simplesmente não queria ser um”, contou.

Desde sua chegada no Nets, Williams viveu uma severa queda de produção em relação ao que apresentou com a camisa do Utah Jazz. Para o ala, a pressão de atuar em um grande centro foi uma das principais causas. “Existe muita pressão sobre Deron, de vez em quando. Esta era a primeira vez dele em uma posição de destaque na mídia. Não tem como comparar Utah e Nova Iorque – e acho que isso o afetou”, analisou.

Pierce Deron Garnett

A passividade dos colegas de equipe incomodou Pierce e, ao lado de Garnett, ele foi obrigado a assumir a liderança do grupo. “Joe [Johnson] é calado e não gosta de chamar a atenção. Havia vários jogadores secundários naquele elenco e nós dois chegamos lá pensando que os jogadores principais nos dariam um empurrão. Mas acabou que nós tivemos que dar esse empurrão em todos”, lembrou.

O fim da última temporada também marcou o fim da longa parceria entre os dois veteranos, que seguiram em caminhos diferentes. Mas a amizade entre ambos segue intacta. “Eu teria ficado em Brooklyn por Kevin. Disse a ele que não gostava daquela situação, mas nunca o deixaria lá se me pedisse para ficar. Jamais. No entanto, hoje, sei que ele está feliz. Ele é Minnesota e nunca deveria ter vendido sua casa lá”, afirmou.

Pierce, por sua vez, assinou com o Wizards aquele que pode ser seu último contrato na NBA. Curiosamente, ele não continuou no Nets porque a franquia não tentou mantê-lo quando os dirigentes de Washington fizeram-lhe uma proposta por seus serviços. Sua chegada à capital dos EUA tornou-o, quase por acidente, uma espécie de mentor de jogadores mais jovens, talentos que precisam da orientação de alguém mais rodado.

“Eu converso muito com eles sobre preparação mental e consistência. Sigo dizendo a Wall e Beal que precisam pensar grande. Querem ser bons ou ótimos? Porque, se forem ótimos, precisam fazer isso todas as noites. Eles possuem muito potencial e, de vez em quando, não tenho certeza se entendem o que é necessário para chegar ao máximo desse potencial”, explicou o veterano ala, com quase duas décadas de experiência na NBA.

Sua experiência também sugere que o Wizards pode ir longe nos playoffs. Para o ala, o elenco do Wizards é bom o suficiente para brigar por muito mais do que apenas as primeiras posições do Leste na temporada regular. Apesar do rendimento abaixo do esperado na segunda metade da campanha, ele acredita que o time está pronto para brigar até pelo título de conferência.

“Não tem um time no Leste que intimida e deixe a gente pensar que não temos chances. Por melhor que seja o Hawks, nós não temos medo. Você certamente precisa se preocupar com o Cavaliers, até porque eles contam com LeBron e alguns veteranos agora. Mas, se chegarmos às finais de conferência, qualquer coisa pode acontecer”, garantiu o craque, dono de médias de 20.7 pontos, 5.8 rebotes e 3.7 assistências em mais de 1.200 jogos na carreira.

Aliás, se o assunto é o astro do Cleveland Cavaliers, Pierce ainda tem um pouco de trash talk para destilar. “Eu tive meu tempo e minha próxima temporada será a última. Mas eu sempre disse que desejava estar em meu auge enfrentando LeBron. Aí nós teríamos visto quantos campeonatos ele teria vencido”, encerrou, deixando uma provocação no ar.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Sandro

    Voce nao botou a melhor parte da entrevista, que foi ele falando da pessoa Ray Allen…

    • MVBEARD

      e o que ele disse sobre o Allen?

      • Jota

        Disse basicamente que o Allen não tem caráter e não tinha amizade com basicamente ninguém do time. Disse também que ele não gostava mesmo do Rondo, e o Rondo também não gostava do Allen.

        Mas até aí nada que não sabíamos.

        • Putz! Fico muito surpreso com isso, parecia que aquele time do Celtics era unido, e que o ego mais complicado era o do Rondo, mas não esperava isso do RayRay, depois no Heat ele se deu muito bem com o grupo campeão em 2013…

          • Galvão – EL HEAT

            A treta entre ele e o Rondo devia ser brava, porque com o Heat o Ray tava sempre nos aniversários, nas festas, assistia o SuperBowl na casa do LeBron e o thanksgiving também. A mãe dele levava comida pro pessoal no vestiário. Tava sempre com o elenco.

  • Zorg

    PP34 que nunca deveria ter saído do C´s ….. a história dele é celta

  • PP24 É FERA!!!

    TOMARA QUE ELE DÊ O PODER DE DECISÃO QUE FALTA AOS WIZARDS!!!

  • Túlio Peixoto

    Queria ter visto Deron Williams no auge no Jazz , sempre imaginei ele como um grande jogador , quando comecei a acompanhar nba em 2011 , era viciado no nba 2k11 e 2k12 dava show com ele , jogava muito no game kkkk , o cara chegou a ter medias de 20ppg e 10apg , poucos conseguiram isso recentemente na nba …

    • danielzera

      Túlio, ele jogava muito, mas sempre foi um babaca…

      O time do Utah tinha um ataque em que TUDO passava pelas mão do Deron, o esquema do técnico Jerry Sloan era em cima dele, por isso esses numeros. Depois o D.Willians virou tão “estrelinha” que começou a arrumar confusão e fez técnico Jerry Sloan se demitir (depois de uma carreira brilhante de 20 ANOS a frente do Jazz) pq não aguentava mais lidar com o ego desse mala… fez o treinador aposentar de desgosto e depois caiu fora e assinou com o Nets, o resto da história vc esta vendo.

      • gabriel almeida

        Pra mim um dos maiores méritos do Sloan foi fazer agente pessar q o Deron seria um Hall of Famer e q o Boozer era um all-star. Depois q o Sloan foi embora os dois definharam. O Deron teve lesões mas na primeira temporada de Nets ele ja mostrava q não seria mais tão dominante.

      • Ramon

        Mas um armador do calibre dele tem que ter total domínio do ataque do time , ou é errado o ataque do Clippers passar TODO pelas mão do CP3?

      • Túlio Peixoto

        Valeu pela explicação , abraços .

  • Jersu Cavalcanti

    Se Pierce falou, então é a verdade, fico triste por JJ, sou muito fã dele.

  • Sandro Marinho

    Mas ele nao falou por mal do JJ, certas pessoas não possuem características de liderança mesmo, acabando sendo omissos, mas ai não tem pra onde correr.
    Quem levou a cornetada mesmo foi o Deron, que se discutiam quem seria o principal armador da liga, ele ou CP3.

    Deron sempre engolia o CP3 quando jogava contra, até pela sua força… mas hoje o Deron não é nem top 10 dos armadores e o Cp3 o melhor ou Top3 da liga

  • Vlad-BH

    Deron Williams parece ser muito dificil de conviver. Cara derrubou técnico lendário no Jazz.

  • Guilherme Martins

    Faltou a parte em que ele comenta sobre o caráter do Ray Allen. Paul Pierce, um monstro! A partir do momento que o Celtics sair dos offs, Wizards tem a minha torcida.

  • Jota

    Se o Deus falou, então tá falado!

    Ele não teve papas na língua mesmo. Essa entrevista dele ficou como trends mundial esses dias de assunto mais comentado. Ele meteu bronca em vários mesmo, em especial no Deron e no Allen.

    Parte do Ray Allen:

    “Era um relacionamento estranho, ” Pierce admitiu.” Estávamos todos bons amigos na quadra, mas Ray sempre fez a sua própria coisa. Isso é apenas a maneira que Ray era. Mesmo quando estávamos tocando juntos, nós estaríamos tendo um jantar equipe e Ray não iria aparecer. Íamos para seus eventos de caridade, mas Ray não iria aparecer para outra pessoa.

    “Eu liguei para ele sobre isso. Eu disse, ‘Cara, Ray, apoiamos todas as suas coisas, mas quando pedimos a você, você não vem ao nosso.” Eu me lembro quando Rondo re-assinado com Boston, tivemos um pouco de jantar em um restaurante e Ray não apareceu.

    “Eu sei Ray provavelmente não gostava Rondo que muito, mas não foi um fato de não gostar de alguém que você não tem que gostar de todo mundo que você jogar com -., É uma questão de mostrar apoio.”

    “Rondo provavelmente não gostava de Ray também, mas ele veio para funções de Ray para mostrar: ‘Ei, estamos juntos nessa.”

    Traduzido pelo google tradutor mesmo. hehehe!

  • riviera san

    putz que grande novidade esta,um time que tem um teto salarial daquele e nao consegue nem ir para os playoffs tendo o time que tem,pierce nem precisava fala isso um time montado as pressas da nessa merda ai mesmo

  • Marcio

    caraca, Pierce rasgou o Ray Allen e o Deron Williams!!!

  • Luiz Henrique Santos

    A galera exagera muito as coisas, ele não falou nada demais para mim sobre o Ray Allen e sobre o Deron também…

    • lucas

      Tambem não, ele até foi bem educado ao falar do Allen, só disse que não eram amigos, mas não disse quanto ao caráter e a pessoa Ray Allen. E do Deron tambem resumindo só falou que o cara é um preguiçoso, o que é a mais pura verdade. PP34 aparenta ser uma pessoa incrivel com um grande caráter, alem de ser um profissional fantástico. KG tambem, se ele for seu amigo o defende até no fim do mundo.

    • Galvão – EL HEAT

      Também não achei nada demais

    • Álvaro S.R.

      Pois é, para mim ele não disse nada de mais, nem nada ofensivo a nenhum dos envolvidos.

  • Renato

    A saída do Ray Allen para o Heat foi uma das atitudes mais covardes que já vi um jogador tomar.

    Na temporada anterior a sua saída, o Ainge iria trocar o Allen pelo
    O J Mayo, aí o Garnett se colocou contra a decisão do Ainge , e disse que se isso se confirmasse ele também pediria para sair.

    Como esperado Ainge recuou e na temporada seguinte Allen troca o Celtics pelo Heat para ganhar quase metade do valor oferecido pelo Celtics.

    Em relação ao Ainge ok, da para entender, mas em relação ao Garnett foi uma vergonha a decisão do Allen, a partir daquele momento mesmo torcendo pelo Celtics, perdeu totalmente meu respeito e admiração.

    O Garnett jogava sujo em algumas partidas, mas o melhor de ter ele no elenco era sua intensidade e vontade de vencer, para ele treino era jogo e jogo era guerra.

    Lembro de um video onde ele quase brigou com o Rondo na época que ele estava no Celtics, pq o Rondo tinha chance de tentar recuperar uma bola na defesa e não se jogou no chão, a partir daí toda partida tinha peixinho do Rondo kkkkkkkkk.

    • sebas

      KG é o tipo de jogador que você adoraria ter ao seu lado…Mas odeia enfrentá-lo. Um mito.

    • Lyardson

      KG5 Celtão, pior perda. Tinha que sair só qnd quizesse jogava com o coração. Levou o Boston às posições de cima e em quadra era um monstro de verde. Sdd.

  • Paul Pierce mito demais, espero que ele volte pro celtão de onde nunca deveria ter saido..

  • Engraçado que os jogadores so falam que o time era uma bagunça e bla bla bla depois que se mandam embora.porque nao disse enquanto estava la é cada um viu que tem na nba

  • Galvão – EL HEAT

    Não é atoa que chamam ele de “The Truth”.

    Eu acho ele e o LeBron muitos parecidos, querem sempre ter os companheiros de time por perto para ser tipo uma família. Não sei qual é o motivo da treta entre os dois, mas ambos tentam ser respeitosos nos comentários ou até em jogos, nada de jogo desleal. Sei lá, acho que se tivesse jogado juntos iam ser parças UAHUSHA

    • Ramon

      Creio que não existe treta entre eles , apenas uma grande rivalidade e admiração mútua.

    • Claudio R.

      eles não são brigados não… Eles se admiram, foram os adversarios que mais se enfrentaram nos playoffs… Lebron até falou que a maior rivalidade dele na NBA não era Kobe Bryant e sim Paul Pierce, pois se enfrentavam todo ano… E quer queira quer não, quando vc enfrenta alguem com tanto talento e vontade quem nem vc, vc acaba criando um respeito e admiriração mutua…

  • Renato

    Galvão,

    Concordo com você o que os 2 tem em comum se chama LIDERANÇA, o que poderia prejudicar a amizade, é que os 2 iriam querer ter a bola nas mãos o tempo todo.

    Para se ganhar em uma liga tão competitiva como a NBA, é necessário dar um salto nas vaidades e buscar sempre manter um sentimento de parceria e competitividade.

    Em quadra uns são mais egoístas e outros menos, mas fora da quadra tem que existir respeito e amizade, senão a química da equipe vai para o espaço.

  • O Nets, principalmente no período em que o Avery Johnson e o PJ Carlesimo foram técnicos, era um time assim, sem trabalho coletivo, sem entrosamento, e com Jason Kidd no comando tbm não deu muito certo, Deron Willians é um sujeito complicado já a bastante tempo, porém era de se esperar um melhora no comprometimento dos jogadores com a chegada do Lionel Hollins, e parece que só de fevereiro pra cá as coisas melhoraram um pouco, mas o ambiente no Brooklyn é complicado mesmo, acho que o Mikhail Prokhorov até o momento não soube lidar bem com o fato de administrar uma franquia em uma cidade badalada e com uma imprensa como é Nova York, e ele deve vender em breve a franquia, e o Billy King, GM do Nets também não tem feito um bom trabalho por lá, sendo que eles tem muita grana e até ficam acima do Cap pagando multas, mas não sabem administrar a franquia…

  • Elber

    Ele apenas confirmou o que a galera via de fora. Pra esse time do Nets voltar a ter épocas melhores e mais saudáveis tem que se refazer com jogadores mais novos com vontade de jogar e sumir com D. Willians de la.

    Tb gosto muito do JJ mas ele tem que ir pra outro time onde exista um líder de verdade que ele possa jogar sem pressões, tem gente que rende mais quando os holofotes tao virados pro outro lado. Assim como o próprio Deron ao que parece (mas esse é maçã podre pelo visto)

  • tiago

    Sempre gostei do estilo de jogo do Deron Williams, mas ele é realmente preguiçoso. Acho que se ele deixasse de preguiça voltaria a jogar bem, hoje em dia o nível dele esta muito abaixo do que era. Paul Pierce é um mito, pra min não deveria ter deixado o Celtics, e deveria voltar e encerrar a carreira lá.

  • Murilo Moore

    Se Pierce falou, tá falado! Afinal ele é o The True!

  • Bruno Ribeiro-DF

    Paul Pierce é um craque fora de série… Mas convenhamos, para conquistar um anel teve que fazer o mesmo que Lebron se juntar com outros craques, portanto não exagere nas provações the Truth…

    • Jota

      Pelo contrário, meu jovem. Ele não saiu sua cidade, seu time e seus torcedores para se juntar aos outros jogadores. Outros jogadores que se juntaram à ele. É BEM diferente.

      Meça suas palavras para falar do Pierce, parça. Hahaha!