Fast Break @JumperBrasil – Robert Horry envia carta aberta para filha

Cinco dias depois de perder a filha de 17 anos, o ex-atleta da NBA, Robert Horry, compartilhou com todos uma carta aberta a ela. Segue a tradução. Vale a pena ler. Neste Dia dos Pais nos EUA, fica nossa homenagem a Horry e a todos os pais espalhados pelo mundo.

Retirado de NBA.com

Cara Ashlyn,

Seu belo sorriso sempre foi minha inspiração. Embora eu seja o pai, você foi minha professora, minha esperança e incentivo, e meu modelo – para o seu irmão Camron e sua mãe, Keva, também.

Nascida com coragem e determinação, você enfrentou e superou os desafios da “síndrome de deleção 1p36” , uma desordem genética rara e incapacitante. Minha admiração por você só é superada por seu sorriso deslumbrante, imortal no meu coração.

Sei que você estava constantemente com dores, mas sempre suportou com um sorriso.Você foi desafiada fisicamente, mas isso nunca lhe impediu de espalhar carinho e amor com orgulho e confiança.

Eu queria você para participar das brincadeiras com as outras crianças nas férias, mas esse era o meu sofrimento – você curtia o riso e apreendia a todo o momento.

A valorização da vida, por mais breve que seja, foi o seu presente para nós, sua família amorosa. E vamos sempre lembrar aquele sorriso cativante, um sorriso que era contagioso e admirado por todos.

Houston foi a sua casa, o lugar onde você passou por cuidados e tratamento e ofereceu o mesmo com seu sorriso marcante e contagiante. Minha carreira na NBA foi um desafio, porque me manteve longe de casa, mas não importa onde joguei – Los Angeles ou San Antonio – meu coração sempre permaneceu em Houston. E eu não podia esperar para visitá-la para que eu pudesse abraçar você. Os momentos pai/filha eram preciosos, eu valorizei nossos momentos juntos e me agarrei em seu sorriso irresistível, minha inspiração.

Minha aposentadoria, finalmente, permitiu-me juntar a vocês, e testemunhei o espírito lutador diariamente.As coisas que nós inhamos como simples – respirar, comer, andar – eram os seus obstáculos. Mas você enfrentou todos os desafios com coragem e aquele sorriso encantador que fez tudo melhor.

Você teve apenas 17 curtos anos, tempo nada suficiente para mim, mas quando eu fico com raiva, eu penso em seu sorriso e a alegria que você compartilhou com todos ao seu redor.

Neste dia, Dia dos Pais, seu espírito está olhando por mim e assegurando que todos estamos seguros e aquecidos. Eu sei que você está sorrindo à vida, amor e família, e nos esperando para acompanhá-la. Chegará um momento em que vamos ver novamente aquele sorriso cativante que nos trouxe tanta alegria a cada dia de sua vida.

Em sua memória amorosa, vamos persistentemente buscam aumentar a consciência da “síndrome de deleção 1p36” através de sua fundação. Vamos levar esperança para os outros ao redor do mundo, para as crianças que sofrem da mesma doença genética, e para os pais e famílias que compartilham o mesmo desespero.

Como o relógio avança, vamos tocar a ciência médica com sua coragem e determinação, e esperar e rezar para que seu eterno sorriso ofereça o conforto que me inspirou a cada dia de sua bela vida.

Eu sempre vou te amar.

Com amor,

Papai

http://www.ashlynhorryfoundation.org/