Fora de times ideais, Towns perde potenciais US$32 milhões em novo contrato

A ausência em um dos três quintetos ideais da atual temporada vai causar muito mais do que apenas descontentamento no jovem Karl-Anthony Towns. O pivô do Minnesota Timberwolves precisava da eleição para um dos times para tornar-se elegível para o chamado contrato “supermáximo”. Por não ter sido selecionado, ele receberá US$32 milhões a menos na extensão já fechada com a franquia.

Segundo Christopher Hine, do jornal Minneapolis Star, o astro de 23 anos teria um contrato revisado de US$190 milhões pelos próximos cinco anos se estivesse entre os três pivôs mais votados pelos 100 jornalistas consultados pela NBA. A ausência nas listas vai manter os valores do acordo nos mesmos parâmetros acertados na offseason passada, rendendo “só” U$158 milhões ao atleta até 2024.

Towns é o líder da equipe e peça central do processo de reconstrução do Twolves, desde que foi selecionado com a primeira escolha do draft de 2015. Ele confirmou seu status como estrela em ascensão na NBA ao ser selecionado para o Jogo das Estrelas nas últimas duas temporadas. O astro encerrou a atual campanha com médias de 24.4 pontos, 12.4 rebotes e 3.4 assistências.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.