Frustrado pela ausência de chineses na NBA, Adam Silver aposta em Zhou Qi

MEMPHIS, TN - APRIL 26: Adam Silver the NBA Commissioner talks to the media before the start of the Oklahoma City Thunder game against the Memphis Grizzlies in Game 4 of the Western Conference Quarterfinals during the 2014 NBA Playoffs at FedExForum on April 26, 2014 in Memphis, Tennessee. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and or using this photograph, User is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. (Photo by Andy Lyons/Getty Images)

Quando Yao Ming foi selecionado pelo Houston Rockets, a NBA descobriu na China um de seus maiores e melhores mercados. Yao tornou-se All Star múltiplas vezes, ganhou espaço e indicou que seu país era capaz de produzir novos talentos. Por conta de uma sequência de lesões, ele aposentou-se precocemente e a China jamais teve algum atleta que pudesse repetir aquele sucesso. Adam Silver, comissário da liga, está frustrado por isso.

“Me frustra saber que não existe nenhum chinês na NBA agora”, afirmou Silver. “Provavelmente, tem mais gente jogando basquete na China do que em qualquer outro lugar do mundo. E mais basquete da NBA é assistido na China do que em qualquer outro lugar”.

Silver ainda acredita na possibilidade de um chinês tornar-se importante na liga e aponta o também pivô Zhou Qi como o sucessor de Yao. “Ele parece que pode ser um grande jogador”, disse.

Qi, selecionado pelo Rockets no draft do ano passado, esteve em Houston nos últimos meses para treinar, na esperança de receber um contrato, segundo o jornalista Jonathan Feigen, do jornal Houston Chronicle. Jogando pelo Xinjiang Flying Tigers, o atleta obteve médias de 16 pontos e dez rebotes em 44 partidas na liga CBA nesta temporada.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Passo Chave

    16 pts e 10 rebotes na china é média de jogador fraco.

    • Luiz Fernando Azevedo

      kkkkkkkkk…Pode crer

    • Cassio

      Na nba. 2 minutos de média. 0,5 pts. 1 reb. e 0,1 ast e 20 gatorede distribuídas por jogo.

  • Leo

    Parece o Corinthians quando trouxe o Zizao… Se bem que para a NBA até faz sentido.

    • TRUETHIAGO

      Hahahahah, bem lembrado. Eu me recordo daquele falastrão do Luis Paulo Rosenberg (diretor de marketing) na época comparando que o Zizao no Corinthians teria um efeito proporcional ao que foi o Yao Ming na NBA, que a marca do clube iria se expandir mundialmente, milhões de camisas vendidas na China e blá blá blá.

      • #tiTANKnicks – VEM FULTZ

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • FariaSixers #TheProccess

    Tirando o mito Yao ming naquela época dos Rockets, os caras chineses são muito franzinos pra NBA, eles são muito “pastel de flango” pros Lebrons da vida …

  • FariaSixers #TheProccess

    São muito franzinos não se adaptam a NBA, vai contratar os caras pra ficar entegando gatolaide e flitando pastel de flango kkk …

    • Guilherme Petros

      Mas e o Yao?

      • FariaSixers #TheProccess

        Eu pensei em citá-lo, mas ele foi mais um caso à parte de um ótimo jogador lá existente, pois generalizando, a China não tem um histórico muito bom de jogadores, até porque a NBA depende muito do físico dos atletas e os chineses são mais franzinos tirando alguns, não acho que um cara com 16-10 teria um bom rendimento n NBA sendo que esses números foram obtidos na liga de lá …

  • Doug

    A NBA é um grande negócio…

  • Norrin Radd

    Até o nome do cara já tem a ver com a história : Zhou Q. I. Só com muito Q. I. pra esses patetas jogarem na NBA.

    • Guilherme Petros

      E o Yao?

  • Marcelo Bulls #VoltaMJ

    Pelas médias não deve ser lá essas coisas.
    Oden sem joelhos teve médias de 13 pts e 12.6 reb lá na China

  • TRUETHIAGO

    Comentando com mais calma agora, é até compreensível essa preocupação em atrair de volta o mercado chinês, mas me parece utópico achar que simplesmente colocar qualquer um ali e pronto. Yao antes mesmo de vir pra NBA já era ídolo lá, fez um puta Mundial em Indianapolis (2002), enfim, foi um dos melhores pivôs da liga, enquanto esteve saudável. E aí sim trazia esse público asiático, tinha esse plus de receber vários votos pela internet do povo da China que sempre o colocavam no All Star Game e tal. Inclusive na última temporada dele, quando fez apenas 5 jogos, ainda assim acabou sendo um dos mais votados.

    Pelo que deu pra ver nas Olimpíadas, onde ele atuou contra caras de NBA, jogando contra Cousins, DeAndre, Jokic, Gobert, Diaw, Bogut, Baynes e cia, com esse físico dele, sem chances. Achei até aquele outro pivô deles, draftado pelo Memphis (Wang Zhelin) melhorzinho, tem mais corpo. De qualquer forma, difícil não imaginar que esses caras consigam ter papeis relevantes em alguma franquia.

    O Lakers, no auge da popularidade do Ming, também apostou num Xing Ling em uma pick de 2nd round, ala-armador, alto… Pesquisem aí no Google “Sun Yue” ele até fez parte do elenco campeão em 2008/09, mas quase não entrava em quadra.

  • Hilton Silva

    Só quererem cotas na NBA…

  • Guilherme Petros

    O pensamento do Silver é bem óbvio e correto. Porém, como foi dito aí embaixo, precisa ser um jogador com impacto por lá. Yao Ming foi quem abriu as portas, Yi Jianlian atraiu alguma audiência (mas não virou um grande jogador, então se foi).
    Como alguém já disse aí, pra funcionar o cara tem q ser, antes de tudo, ídolo na China. Jeremy Lin não é o caso (apesar de sua ascendencia). Zhizao (do Corinthians), tbm não era o caso (independentemente de ele ser horroroso).