“Garotos”, Jaylen Brown e Jayson Tatum assumem responsabilidade no Celtics

A temporada do Boston Celtics sofreu um enorme abalo logo aos cinco minutos da primeira partida, com a fratura na perna sofrida por Gordon Hayward. O desfalque do craque projetava fazer os planos competitivos da franquia “naufragarem” antes mesmo de serem postos à prova. Na adversidade, porém, dois jovens assumiram a responsabilidade de suprir a ausência do ala com atuações bem mais consistentes do que o esperado: o segundo-anista Jaylen Brown e o novato Jayson Tatum.

“Jaylen e Jayson estão aqui e deixando suas marcas. Eu estou bastante orgulhoso dos dois. Muita gente só olha para a parte ofensiva, mas é a atitude de ambos no lado defensivo em que estou focado. Fazer cestas e pontos é bem legal, mas eles sempre estão no lugar certo na marcação e mostram uma entrega constante”, elogiou o pivô Al Horford, em entrevista ao site The Ringer.

Depois de duas derrotas para iniciar a temporada, o Celtics recuperou-se contando com as performances destacadas da dupla. Brown possui médias de 18.8 pontos e 5.8 rebotes – arremessando mais de dez bolas a mais por partida do que em sua campanha de novato. Já Tatum acumula 14.8 pontos e 7.8 rebotes, com mais de 45% de aproveitamento nas tentativas de cesta de longa distância.

O rendimento em alto nível dos jovens alas foi capaz de “converter” até o (cético) armador Kyrie Irving. “É difícil definir o talento desses dois. Realmente não tinha altas expectativas para ambos, mas estão sempre prontos para competir e exigem muito de si mesmos, o que valorizo enormemente. Eles são seus maiores críticos, mas, agora, eu sou o maior de seus fãs”, reconheceu.

O técnico Brad Stevens também está altamente satisfeito com o desempenho de Tatum e Brown, mas prevê uma “prova de fogo” constante para ambos. “Nós já esperamos muito deles no momento. Os dois simplesmente têm que ser ótimos agora. Sabemos que são jovens, mas, na situação atual, precisamos que Jaylen e Jayson sejam ‘os caras’”, explicou o treinador.

E, se a ordem é matar um leão por dia, Brown já está com a mentalidade certa para o restante da temporada. “Eu esforço-me para ter os pés no chão sempre. Cada novo dia, eu tenho que entrar em quadra e mostrar por que estou nessa condição, separar-me dos outros ou simplesmente ser o melhor que puder. Não existem dias de descanso mais”, enfatizou.

Tatum também está pronto para as cobranças constantes, potencializadas pelo fato de ser um novato e uma das três primeiras escolhas do último draft. Por sorte, ele conta com Brown nessa missão. “Nós só continuaremos melhorando e aprendendo a ficar mais confortáveis atuando um com o outro, com o passar dos jogos. O tempo está ao nosso lado”, concluiu o ala de 19 anos.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.