Gary Payton: “Eu iria à caça de qualquer calouro badalado da atualidade”

Um dos momentos mais marcantes do primeiro dia de temporada foi a marcação pesada feita por Patrick Beverley sobre o badalado Lonzo Ball. O episódio dividiu opiniões entre os torcedores, mas Gary Payton divertiu-se assistindo em casa. Mais do que isso: o ex-armador não só aprovou a atitude do veterano, como cravou que teria feito o mesmo contra um novato tão comentado.

“Eu iria à caça de qualquer calouro badalado da atualidade. Já fazia isso com Jason Kidd, por exemplo. Diria que, se acham que são bons, teriam um duro aprendizado comigo. É assim que você recebe alguém na liga: faz com que se torne mais durão. Fiz isso com todos os meus oponentes. Ia atrás deles para que soubessem que eu era o melhor armador da NBA”, contou o integrante do Hall da Fama, em entrevista à revista Sports Illustrated.

Ball, porém, constitui um caso à parte: além da agitação gerada por um prospecto de primeira linha atuando pelo Los Angeles Lakers, ele ainda tem o pai falastrão que insiste em dominar os holofotes e exaltar exageradamente a imagem do filho. Para Payton, o comportamento de LaVar certamente ajudaria a incentivar uma postura mais dura contra o jovem armador.

“Em nossa época, com a forma como é badalado e as coisas que seu pai faz, Lonzo teria sido um ‘banquete’ para caras como eu, Tim Hardaway e Kevin Johnson. Nós colocaríamos um alvo nas costas dele. Ele é um bom jogador, mas ainda tem que aprender mais sobre o jogo e levará alguns anos para que chegue lá”, finalizou o melhor defensor da liga em 1996, também deixando um elogio para o garoto.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Jefferson Cavalcanti

    Essa é a postura. Ao meu ver, o Lonzo é bundão demais. Não estou me referindo ao estilo de jogo dele, mas simplesmente não falar/fazer nada enquanto tudo isso acontece é covardia.

  • Old Times

    Gary Payton era monstro!!! Inclusive na defesa… DPoY 1995-1996!

    Pra se ter uma ideia da dimensão disso, o NBA All-Defensive First Team desta temporada foi:

    G – Gary Payton, Seattle SuperSonics
    G – Michael Jordan, Chicago Bulls
    F – Dennis Rodman, Chicago Bulls
    F – Scottie Pippen, Chicago Bulls
    C – David Robinson, San Antonio Spurs

    Os Sonics naquela temporada tiveram a melhor campanha da Conferência Oeste, perdendo apenas na final da NBA para os Bulls de Jordan, aquele mesmo da campanha de 72-10.

  • Ele ia engolir QUALQUER UM hoje em dia. The Glove é um dos melhores defensores da história. Queria tê-lo visto enfrentar essa era de armadores atléticos.

    • Vitor Martins

      Complicado, a arbitragem mudou muito, não sei se permitiria tanto contato quanto Payton gostaria para marcar

  • felipe fernando Oliveira

    Que SAUDADE do meus Sonics. Gary Payton, Detlef e Shaw Kemp esse trio juntamente com o louco George Karl foram demais. Esse time me fez ser apaixonado pelo basquete. Mas antes do alemão é Karl, Rick Pierce e Derrick Mickey faziam um time top também em Seattle juntamente com Shaw e Gary

  • Thiago / The Legend of NFL

    Respect!

  • Lucas

    Curti muito essa geração que fazia voce querer ver os jogos pela competitividade, hoje ainda temos Embiid e Green mais falastrões temos o duelo KD x Lebron mais por ser os melhores do planeta e menos pelo desejo de um provar ao outro em quadra quem é o melhor, não vemos mais isso seria interessante ver Paul desafiar Curry ou Westbrook.

  • Tárcio

    Enquanto isso seu filho acaba de ser contratado para ser reserva do Lonzo, companheiro de equipe do mesmo!
    Tem certos comentários que tento entender e não consigo! Comece ensinando a seu filho, quem sabe ele se especializa nisso e consegue se firmar na liga!

    • Jembous

      Não entendi a conexão entre as duas coisas. O filho de um integrante do Hall da Fama (honraria para poucos) é reserva de um jogador que é um prospecto badalado, e ele diz que a marcação tem que ser dura. Ensinar o filho? Talento não se ensina querido, muitos querem e poucos conseguem chegar na NBA, o que já é um feito e tanto.
      O pai do Lonzo fala várias merdas, caga o vestiário do time (que já era zoado) e o cara que foi um dos melhores armadores de sua geração não pode dizer nada a respeito? Realmente não entendi seu comentário

      • Daniel Nogueira

        Também não entendi a ligação. Mas segue o jogo.

      • Marcio

        Acho que ninguém entendeu!! Segue o jogo

      • Tárcio

        Exatamente, o Payton I deu uma de Lavar Ball, deu uma declaração desnecessária no exato momento em que o Payton II chega no time do Ball!

        O Ball tem sofrido várias boas marcações, dos melhores de cada time em cada jogo! E isso tem feito ele melhorar, é uma questão lógica! Talvez por isso, o próprio tem defendido muitíssimo bem, coisa que a maioria duvidava que ele seria capaz de fazer!

    • Gustavo – DefendTheLand

      “Tem certos comentários que tento entender e não consigo” Faço das suas palavras as minhas. Como se dizia, afinal o que tem haver o cu com as calças?

    • Diego

      Bater em cachorro morto é mole, porque não compara o fraco Ball com o Dennis Smith por exemplo? Não dá né hahaha

      • Tárcio

        Não fiz comparação cara!
        Digo que é o momento impróprio pra ele dar uma declaração dessa!
        Ele deu uma de Lavar!

        E quanto a comparações Lonzo > abismo > Smith!

        • Diego

          kkkk que argumentos incríveis. Mas calma amigo, falta pouco pro Ball chegar a 50% de lance livre hahahaha

          • Tárcio

            Não coloquei nenhum argumento!
            Mas se você quiser:
            Rpg – 7,1 > 3,9
            Apg – 7,1 > 4,5
            Spg – 1,5 > 0,9
            Bpg – 0,9 > 0,3

            Mesmo nos arremessos, onde o D Smith leva a melhor, seus números não são nada animadores! Diria, inclusive que se pegar o Ball pós-dezembro, ele tem melhor ou igual % em quase todos! E na pontuação também os números também são parecidos!

          • Diego

            Números vazios e de clubismo total. Analise o contexto geral antes de falar besteiras

        • Jembous

          Gosto demais dos dois jogadores. Smith é mais scorer, enquanto o Ball distribui melhor o jogo e (até agora) está defendendo melhor. Acho até que cabe uma discussão entre quem tem o maior impacto em seus times (ambos em processo de reconstrução). No mais, os dois são ótimos rookies, e o que vai dizer quem terá mais sucesso será exatamente a evolução nos seus pontos fracos (Ball é fraco fisicamente e arremesso inconstante) enquanto o Dennis precisa melhorar o controle de bola e apertar mais na defesa.

    • VOLTA D’ANTONI

      O que uma coisa tem a ver com a outra? Ele tá falando por ele mesmo, não pelo filho dele. Que sequer foi citado nem por ele e nem por ninguem nessa materia. E se ele falou sobre esse assunto é porque ele foi perguntado né?! Pensa um pouco antes de despejar asneira.

    • Lucs

      ou vc é burro ou idiota pra fazer um comentário idiota desse!!! Lavar Ball nunca foi o jogador de basquete que o filho é.Lógico que o Filho do Payton não seria exatamente como o pai, pq essa genética do talento até hj não descobriram como se passa.”Tem certos comentários que tento entender e não consigo” quanto a essa parte, realmente não consigo entender a sua colocação ahhahahaa

  • Danilin

    O pai palerma só atrapalha o garoto…Acho que é por isso que ele (Ball) é contido! O problema é que se não se impor vai ser engolido na liga e pra isso, nem precisa ter caras como o Payton marcando ele

  • Elias Ferreira

    Boa The Glove, tem que mostrar respeito mesmo.