Destaque do São Paulo, Georginho é eleito MVP da temporada do NBB

O Liga Nacional de Basquete (LNB) realizou nesta sexta-feira, de forma virtual, a Festa dos Melhores do Ano do Novo Basquete Brasil (NBB).

O vencedor do prêmio mais cobiçado da noite, o Troféu Wlamir Marques de Jogador Mais Valioso (MVP) da última temporada, foi o armador Georginho, do São Paulo. Na categoria, ele superou os alas Marquinhos, do Flamengo, e André Góes, ex-Mogi e que vai defender Franca em 2020/21.

Georginho, de 24 anos, angariou médias de 15,5 pontos, 8,7 rebotes e 7,5 assistências, e alcançou cinco triplos-duplos (recorde no NBB), em 26 jogos pelo tricolor paulista, em 2019/20. Ele ainda conquistou os prêmios de melhor armador e jogador que mais evoluiu, além de ter sido o principal reboteiro, o líder em eficiência e o segundo em assistências. Para se ter uma ideia do salto de qualidade do armador, na temporada anterior, quando ele atuava pelo Paulistano, seus números foram de 8,9 pontos, 4,3 rebotes e 2,6 assistências.

Os três candidados a MVP também integram o quinteto ideal da temporada. Além deles foram escolhidos os pivôs Rafael Hettsheimeir, ex-Franca, e Devon Scott, do Minas.

A votação para todas as categorias contou com a participação de técnicos, assistentes e capitães das 16 equipes que disputaram a atual edição do NBB, além de imprensa especializada (incluindo a equipe do Jumper Brasil), personalidades do basquete brasileiro, comissários e árbitros.

Confira, abaixo, em negrito, os vencedores dos prêmios da temporada do NBB

MVP
– André Góes (Mogi)
– Georginho (São Paulo)
– Marquinhos (Flamengo)

Técnico do Ano
– Guerrinha (Mogi)
– Gustavo De Conti (Flamengo)
– Léo Figueiró (Botafogo)

Jogador que Mais Evoluiu
– Georginho (São Paulo)
– Rafa Oliveira (São José)
– Vitão (Paulistano)

Destaque Jovem
– Dikembe (Paulistano)
– João Vitor (Unifacisa)
– Jonas Buffat (Pinheiros)

Defensor do Ano
– Alex Garcia (Minas Tênis Clube)
– Jimmy (Franca)
– Rafael Mineiro (Flamengo)

Sexto Homem do Ano
– Alexey (Mogi)
– Arthur Pecos (Corinthians)
– Léo Demétrio (Flamengo)

Estrangeiro do Ano
– David Jackson (Franca)
– Devon Scott (Minas Tênis Clube)
– Franco Balbi (Flamengo)

Armadores
– Franco Balbi (Flamengo)
– Georginho (São Paulo)
– Luciano Parodi (Franca)

Alas
– Alex Garcia (Minas Tênis Clube)
– André Goés (Mogi)
– David Jackson (Franca)
– Leandrinho Barbosa (Minas Tênis Clube)
– Léo Meindl (São Paulo)
– Marquinhos (Flamengo)

Pivôs
– David Nesbitt (Corinthians)
– Devon Scott (Minas Tênis Clube)
– Gerson (Rio Claro)
– Lucas Dias (Franca)
– Olivinha (Flamengo)
– Rafael Hettsheimeir (Franca)

Outras honrarias do NBB 12

Cestinha
Leandrinho Barbosa (Minas Tênis Clube) – 20,1 pontos por jogo

Líder em assistências
Pepo Vidal (Unifacisa) – 7,5 assistências por jogo

Líder em rebotes
Georginho (São Paulo) – 8,7 rebotes por jogo

Líder em tocos
João Vitor (Unifacisa) – 1,5 toco por jogo

Líder em eficiência
Georginho (São Paulo) – 24,1

Equipe com o melhor ataque
São Paulo (88,5 pontos anotados de média)

Equipe com a melhor defesa
Flamengo (77,1 pontos sofridos de média)

Equipe Fair Play (que menos cometeu faltas)
Pato Basquete