Ginobili decide mais uma vez e Spurs consegue virada improvável contra o Mavs

(8-22) Dallas Mavericks 96 X 98 San Antonio Spurs (20-10)

Manu Ginobili fez novamente. O “quarentão” argentino assumiu a responsabilidade nos segundos finais e converteu a cesta que concretizou uma improvável virada e vitória do Spurs sobre o Mavericks. O 20º triunfo dos locais aconteceu mesmo com os desfalques dos titulares Tony Parker, Danny Green e Kawhi Leonard.

Aproveitando-se das ausências adversárias, o Mavericks comandou as ações desde o primeiro minuto: tomou a liderança e disparou no marcador com uma sequência de 12 pontos sem resposta a três minutos do fim do primeiro período. A torcida de San Antonio estava em choque ao fim dos 12 minutos iniciais, com os “lanternas” do Oeste liderando por quatro posses de bola.

O Spurs melhorou no segundo quarto e teve momentos em que reduziu a diferença adversária para sete pontos, impulsionado por seu banco de reservas. No entanto, comandados por Maximilian Kleber e Yogi Ferrell, os visitantes administraram a dianteira com relativa segurança para chegar ao intervalo com 53 a 43 em seu favor no placar.

O Mavericks manteve a toada no retorno dos vestiários e passou a maior parte do terceiro período administrando sua dianteira de dígitos duplos. Os donos da casa, porém, reagiram e chegaram a diminuir a desvantagem para duas posses de bola nos minutos finais do quarto. Coube ao craque Dirk Nowitzki, com três cestas nas posses derradeiras, “estancar” a recuperação e recolocar a diferença em nove pontos entrando nos 12 minutos decisivos de ação.

Mais uma vez, os comandados de Rick Carlisle faziam um bom trabalho defendendo uma boa vantagem no período final: sem deixar a diferença para cair para menos de duas posses de bola, o último colocado do Oeste parecia muito perto da vitória quando Kleber acertou uma bola de três pontos para aumentar a dianteira de Dallas para 11 pontos (96-85) a quatro minutos do término do duelo.

Tudo resolvido, certo? Muito pelo contrário. O que aconteceria a seguir é uma das maiores viradas da temporada. Os donos da casa não permitiriam mais nenhuma cesta ao adversário, forçando sete tiros errados e dois desperdícios de bola. O Spurs, por sua vez, iniciou a reação com quatro pontos de Dejounte Murray, seguido de uma cesta de longa distância de Bryn Forbes.

Entrando no minuto final de jogo, LaMarcus Aldridge chamaria a responsabilidade e converteu duas cestas consecutivas para empatar o confronto. O Mavericks não conseguiu recolocar a bola em quadra, o que devolveu a posse para o Spurs. Então, lá veio ele novamente: Manu Ginobili. Atacando a cesta, ele conseguiu a bandeja da vitória com três segundos para o final – dando, pasmem, a primeira liderança da noite para os locais.

Os dois times, agora, só voltam às quadras na segunda-feira. O Mavs tentará a recuperação diante de sua torcida, contra o Phoenix Suns, enquanto o Spurs recebe o Clippers em busca de aproximar-se do topo do Oeste.

Destaques

Dallas

Maximilian Kleber: 21 pontos (9-10 FG)
Dirk Nowitzki: 19 pontos
Yogi Ferrell: 19 pontos, 11 rebotes e seis assistências

San Antonio

LaMarcus Aldridge: 22 pontos e 14 rebotes
Dejounte Murray: 14 pontos e seis rebotes
Davis Bertans: 13 pontos e sete rebotes
Manu Ginobili: 12 pontos e cinco rebotes
Bryn Forbes: 11 pontos

 

(15-13) Milwaukee Bucks 111 X 115 Houston Rockets (24-4)

– A 13a vitória consecutiva do time de melhor campanha da NBA contou com ótima apresentação do brasileiro Nenê Hilário, que teve a sua melhor partida na atual temporada: fez 16 pontos, todos anotados no primeiro tempo.

Destaques

Milwaukee

Giannis Antetokounmpo: 28 pontos, nove rebotes e cinco assistências
Khris Middleton: 23 pontos e seis rebotes
Malcolm Brogdon: 20 pontos
Eric Bledsoe: 19 pontos

Houston

James Harden: 31 pontos, seis rebotes e cinco assistências
Chris Paul: 25 pontos, cinco rebotes, seis assistências e seis erros de ataque
Nenê Hilário: 16 pontos (7-9 FG) em 20 minutos
Eric Gordon: 16 pontos e cinco desperdícios de bola
Trevor Ariza: 13 pontos e sete rebotes
P.J. Tucker: dez pontos e dez rebotes

 

(16-13) Portland Trail Blazers 93 X 91 Charlotte Hornets (10-19)

– O Hornets teve nada menos do que quatro chances nos 15 segundos finais para evitar a terceira derrota seguida. Kemba Walker, Frank Kaminsky e Jeremy Lamb desperdiçaram arremessos, que acabaram sacramentando o triunfo do Blazers.

Destaques

Portland

C.J. McCollum: 25 pontos
Damian Lillard: 18 pontos, sete rebotes, 11 assistências e cinco erros de ataque
Jusuf Nurkic: 14 pontos e cinco rebotes

Charlotte

Nicolas Batum: 23 pontos e cinco assistências
Jeremy Lamb: 15 pontos
Kemba Walker: 14 pontos (7-26 FG, 0-9 3pt.), seis rebotes e seis assistências

 

(14-16) Utah Jazz 100 X 109 Cleveland Cavaliers (22-8)

– Embora tenha ganhado por nove pontos de diferença, o Cavaliers nunca chegou a abrir mais do que dez pontos de vantagem ao longo da partida – que assegurou a quarta vitória seguida aos atuais campeões do Leste.

Destaques

Utah

Donovan Mitchell: 26 pontos
Thabo Sefolosha: 12 pontos e cinco rebotes
Royce O’Neale: 12 pontos em 12 minutos
Rodney Hood: 11 pontos

Cleveland

LeBron James: 29 pontos, 11 rebotes, dez assistências e cinco erros de ataque
Kevin Love: 15 pontos e cinco rebotes
Kyle Korver: 12 pontos
Jeff Green: 11 pontos

 

(14-15) Oklahoma City Thunder 96 X 111 New York Knicks (16-13)

– Carmelo Anthony recebeu aplausos no Madison Square Garden em sua primeira partida desde a saída do Knicks. Em jogo, porém, brilharam Michael Beasley (30 pontos) e os arremessadores do time nova-iorquino (14-23 para três pontos).

Destaques

Oklahoma City

Russell Westbrook: 25 pontos, sete rebotes e sete assistências
Paul George: 18 pontos e nove rebotes
Carmelo Anthony e Patrick Patterson: 12 pontos e cinco rebotes cada

New York

Michael Beasley: 30 pontos e cinco rebotes
Courtney Lee: 20 pontos e cinco rebotes
Doug McDermott: 13 pontos
Jarrett Jack: 12 pontos, sete rebotes e seis assistências
Ron Baker: 11 pontos

 

(11-17) Los Angeles Clippers 85 X 90 Miami Heat (15-14)

– Após liderar o marcador por toda a partida, o Heat tomou a virada faltando pouco menos de dois minutos para o fim do confronto. Foi só um susto: os donos da casa anotaram os últimos seis pontos da noite e confirmou o triunfo.

Destaques

LA Clippers

Montrezl Harrell: 15 pontos em 16 minutos
Lou Williams: 13 pontos e sete assistências
Milos Teodosic: 13 pontos (2-10 3pt.) e seis rebotes
DeAndre Jordan: 12 pontos e 20 rebotes

Miami

Josh Richardson: 28 pontos
Dion Waiters: 13 pontos e seis rebotes
Kelly Olynyk: 11 pontos, cinco rebotes e cinco roubos de bola
Goran Dragic: dez pontos (4-11 FG)

 

(10-21) Phoenix Suns 108 X 106 Minnesota Timberwolves (19-13)

– Estreando pelo Suns, Isaiah Canaan converteu três lances livres a seis segundos do final para causar a maior “zebra” da noite: o time superou 18 erros de ataque só no primeiro tempo e encerrou uma série de cinco derrotas contra o quarto colocado do Oeste.

Destaques

Phoenix

Troy Daniels e Dragan Bender: 17 pontos cada
Isaiah Canaan: 15 pontos, cinco rebotes e sete assistências
T.J. Warren: 15 pontos e cinco rebotes
Josh Jackson: 13 pontos e oito rebotes
Alex Len: 12 pontos, 19 rebotes e seis assistências

Minnesota

Karl-Anthony Towns: 28 pontos e 11 rebotes
Taj Gibson: 18 pontos e dez rebotes
Jeff Teague: 17 pontos e oito assistências
Andrew Wiggins: 13 pontos (5-16 FG)
Jimmy Butler: dez pontos (5-18 FG) e seis rebotes

 

(25-7) Boston Celtics 102 X 93 Memphis Grizzlies (9-21)

Destaques

Boston

Kyrie Irving: 20 pontos e seis assistências
Jayson Tatum: 19 pontos e nove rebotes
Al Horford: 15 pontos, sete rebotes e seis assistências
Marcus Smart: 11 pontos e cinco assistências

Memphis

Marc Gasol: 30 pontos e dez rebotes
Tyreke Evans: 25 pontos e cinco assistências
Dillon Brooks: 14 pontos

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Victor – Aqui é Grêmio

    Manu é um cara que vai merecer um contrato na NBA por quanto tempo ele quiser jogar. Se tiver 50 anos, vale um contrato mínimo pra veteranos, nem que seja pra jogar só os últimos 30 segundos.

    Maior jogador sulamericano da história e provavelmente Top 10 dos não estadunidenses.

    Hall da fama pra esse monstro.

  • dirct

    OKC completo conseguiu perder para os Knicks sem o Porzingis?
    Wolves conseguiu perder para os Suns sem Booker?

    Os dois tem que apanhar de gato morto até o gato miar, OKC já não estava enganando ninguém e mesmo nos jogos que ganhou nunca convenceu, Wolves é que nem Kinder ovo cada jogo uma surpresa, os jogadores dos Woves se revezam e o importante é que nunca joguem duas partidas seguidas bem e nunca joguem todos bem ao mesmo tempo, oscilação é pouco pra esse Wolves.

    E conforme a temporada vai se passando a lógica vai prevalecendo, CAVs já já estará liderando o Leste e o GSW tem um adversário mais forte no Oeste mas mesmo poupando jogador a todo momento se mantem na cola do Houston e até o fim da temporada regular estarão liderando o Oeste é questão de tempo.

    • Dudu Ferrero

      sem Porzingis e sem o Hardaway tambem

      • dirct

        Ai é brincadeira, um time com 3 allstars perder para outro mediano sem seus dois melhores jogadores é pra repensar tudo, do jeito que o OKC joga ainda mais estando no Oeste é pra perder na primeira rodada dos playoffs, é inexplicável que neste ponto da temporada o OKC não tenha uma campanha sequer positiva e esteja com campanha inferior a times como Pacers, Heat e o próprio Knicks que tem times com muito menos investimento e talento.

        Essa história também de que o time precisa de tempo pra acertar porque mudou muita gente também não cola, já estamos com 30 jogos na temporada e o OKC não foi o único que mudou o elenco pra essa temporada, o Knicks não sente qualquer falta do Carmelo como a tabela mostra, o Indiana também não está pior porquê o PG saiu, Boston trocou o time titular praticamente inteiro e tem vários calouros no time e a campanha vai muito bem.

        • Lucas

          porra mais Beasley ta vindo mto bem qdo porzingis não joga, e ontem Beasley acertou tdkkkkk

    • João Simplicio

      Okc é dureza! Tem alguma coisa errada lá mano! Talvez o Donovan, o Westbrick e o Melo sejam problemas! A gente pode questionar o Durant ter ido pra GSW, agora, ele sair do OKC é incontestável q foi a melhor coisa q ele fez pra carreira dele!

      • PG to DENVER? ☇

        precisa lembrar q o PG tb n vem bem.Nao da pra por na conta só no Russ e no Melo

    • PG to DENVER? ☇

      na vdd OKC tava sem Adams,Knicks sem Hardaway e Porzingis

  • Danilo Celtics #Banner18

    esse time do rockets nem em back to back perde. o loko

    • João Simplicio

      Espero q esse time do Rockets esteja jogando td q tem, pq se evoluírem nos offs, nem o GSW ganha!

  • PG to DENVER? ☇

    mesmo sendo B2B vindo de 3OT,o resultado foi lamentável. Carmelo vinha de uma partida boa,ontem voltou a tijolar,ao contrário do Russ.
    Acho que o único jogo até agora que os 3 foram bem nos arremessos foi contra os Warriors.

  • Felipe Mendonça

    Que esse time do Rockets não sofra com mais nenhuma lesão grave daqui pro fim da temporada e faça uma linda série de 7 jogos na final da conferência contra o Warriors.

    • João Simplicio

      Pod crê mano! To doido pra ver esses dois times com todos os jogadores inteiros fazendo 7 jogos na final da conferência! Seria dmais! Melhor q isso só se um dos times na final fosse o Lakers kkkkk

  • DNT

    Não consigo entender o Knicks, até agora não sei o que o time pretende nessa temporada, pelas limitações técnicas do elenco o natural era que fosse para o tank, mas parece que não é intenção do Front Office, até gosto dessa ideia de mudar a cultura da cidade, meio que impor uma cultura vencedora, mas essa tática de ”Win Now” é bem escrota, pois tem grande possibilidade de dar errado, basta usar como exemplo o Knicks de Seasons anteriores. Além disso, um time que quer chegar aos offs não pode perde jogos após abrir grande vantagens, principalmente contra times ”inferiores”, além de que é impensável perde para Bulls, Atlanta e Magic…..

    • Don

      Knicks cultura vencerdora ? nanikkkkkkkks

      • DNT

        É cara, cultura vencedora, se seu time faz questão de ser piada pronta,

      • DNT

        Ultimamente, a unica cultura do Fakkkkkers é a ilusão…….

      • LETS GO CAVS #WINNER2018

        Cara, você não prestou atenção. O que o DNT disse é que a diretoria está tentando implantar uma cultura vencedora no New York Knicks. E está dando certo.

  • ThunderSPD-SuperPatrulhaDelta

    Se as vezes o Westbrook entra no modo Cocaína ontem o Beasley tava no modo Heroína não errava nada.

    • PG to DENVER? ☇

      coisas q só os cheiradores de orégano são capazes de fazer

  • Elias Ferreira

    Apesar dos pesares Maxi Kleber vem jogando bem, foi um achado kk

  • vsr.snake

    Foi uma bela virada do Spurs, mas que calvário vem passando o Mavs, acho que é o pior roster da franquia que eu já pude acompanhar

  • xmaah

    Perder pro Suns sem o Booker, esse Wolves não vai mto longe não e mesmo assim decepciona menos que OKC.

  • reggiemiller31

    Acho q o Jumper ñ vai colocar os destaques de ontem da NCAA, então tenho q dizer q fikei impressionado c/ a partida do Trae Young de Oklahoma. Primeiro tempo do muleke foi surreal, no segundo ele já tv mais problemas(méritos da defesa e tmb cansaço tlvz), cometeu alguns turnovers e precipitou alguns arremessos, mesmo assim controlou bem o jogo e o saldo final muito positivo. Fikar + d olho, q acho q o garoto é realidade sim pro prox draft.

  • Joabe#GoSpurs

    Grande virada dos Spurs! Como sempre o Dallas impondo muita dificuldade. Muitos erros de defesa por parte dos Spurs, destaque para as boas atuações do garoto Murray e do Bertrans, Gasolina nesses ultimos jogos tá batizada, Tio Pop tem que jogar uns aditivos para ver se ela melhora kkk, Rudy não veio bem ontem, Lamarcão no começo de jogo não muito bem, mas depois engrenou e foi fundamental para a vitória dos Spurs e mais uma vez o vovô garoto roubando a cena no final e fazendo a cesta decisiva, dá para jogar uns 3 anos no minimo com um rendimento satisfatório. Por parte do Dallas, boa atuação do Kleber e do Yogi Ferell, alem da boa participacão do vovô garoto rival, Dirk Nowitzki. #GoSpurs, Forever Spurs

  • Marcelo Desoxi

    Mitchell ROY

  • Thiago26 // NBA GAME

    Complicado entender esse Minnesota.