Goran Dragic ignora Copa do Mundo FIBA e questiona legitimidade do torneio

Uma Copa do Mundo deveria reunir as melhores seleções do planeta, mas não é exatamente assim que acontece com o torneio organizado pela FIBA nesse mês. A Eslovênia, por exemplo, é a atual campeã europeia e não participou da competição por não ter conquistado a classificação nas eliminatórias continentais. Um fato que, para Goran Dragic, “elimina” qualquer atração por acompanhar as partidas.

“Eu não estou assistindo porque não acho que todas as melhores seleções estejam lá. Algumas foram muito prejudicadas pelas novas regras de classificação da FIBA, em eliminatórias que impediram os melhores jogadores de atuarem. Nosso país é pequeno, então cada ausência causa um enorme impacto – é só por isso que não estamos lá”, disse o armador, um dos líderes da conquista eslovena em 2017.

É provável que a Eslovênia tivesse chances reais de medalha no Mundial, em caso de conseguir reunir o elenco campeão europeu novamente. Até por isso, Dragic fica ainda mais frustrado ao falar da competição. “Sinceramente, não estou interessado nessa Copa do Mundo. Acho que assistirei às semifinais e final, mas, até agora, não vi um único jogo. Não me interessa o que vai acontecer”, desabafou.