Na última temporada, uma lesão no ombro fez com que o ala Rudy Gay não participasse da classificação inédita do Memphis Grizzlies às semifinais da Conferência Oeste. A subida de produção do time na ausência do titular fez com que fosse cogitada uma troca envolvendo o jogador, mas o locaute dissipou os boatos. Agora, com o impasse resolvido e o mercado prestes a ser “reaberto”, a equipe volta a ter que negar a possível saída do jogador.

“Nós não temos interesse em negociar Rudy Gay”, disse o gerente-geral da franquia, Chris Wallace, descartando mais uma vez trocar o ala por Monta Ellis, do Golden State Warriors. “Nós vemos Rudy como um dos pilares do futuro do time”, afirmou.

O dirigente ainda confirmou que o foco do Grizzlies nas próximas semanas é garantir a manutenção de todo o jovem elenco semifinalista da última temporada. “Nós estamos comprometidos com este grupo. É óbvio. Já estendemos o contrato de três dos nossos atletas [além de Gay, Zach Randolph e Mike Conley]. O que poderíamos ter feito se Rudy estivesse saudável nos playoffs? Você vai ver”, finalizou.

Para que o objetivo seja alcançado, Wallace e a franquia precisam renovar o contrato do pivô titular Marc Gasol, um dos mais valiosos agentes livres disponíveis no mercado. Times como o New York Knicks e o Indiana Pacers já demonstraram interesse na contratação do jogador espanhol. O veterano Shane Battier é outro atleta que está livre para negociar com outras equipes.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.