Isaiah Thomas dedica atuação épica contra o Wizards à irmã falecida

Chicago Bulls v Boston Celtics - Game One

Isaiah Thomas protagonizou uma atuação com contornos épicos nesta terça-feira. O astro anotou nada menos do que 53 pontos – sendo 29 deles no último quarto e prorrogação – para liderar a vitória de virada do Boston Celtics no segundo jogo da série contra o Washington Wizards. Uma performance que teve peso ainda maior por acontecer no dia do aniversário de sua recém-falecida irmã, Chyna.

“Hoje é o aniversário da minha irmã. Ela completaria 23 anos hoje. Tudo o que faço é por Chyna. O mínimo que eu poderia fazer hoje era entrar em quadra e jogar por ela. Sei que está cuidando de mim em algum lugar, então é tudo por minha irmã”, desabafou o armador, visivelmente emocionado e tentando conter as lágrimas, em entrevista coletiva após o triunfo por 129 a 119.

A memória da irmã, que morreu em acidente automobilístico no mês passado, não foi o único obstáculo para Thomas nesta terça. Ele também passou a maior parte do dia no hospital, realizando um tratamento odontológico ainda relacionado à perda de um dente no primeiro jogo contra o Wizards. O titular admitiu que houve um momento em que pensou que não teria condições de jogar.

“Não foi um bom dia para mim, com o aniversário de Chyna e ter ficado no hospital por horas. Eu não tinha energia. Mas, assim que encontrei o elenco e vi o ginásio, senti que poderia jogar. Não existia chance de não atuar, pois queria jogar bem e vencer por minha irmã”, contou o armador, primeiro atleta a anotar 29 pontos no último quarto e prorrogação de um jogo de playoffs em duas décadas.

A perspectiva de abandonar a pós-temporada e enfrentar o luto longe das quadras sempre passa pela mente de Thomas, não só em dias especiais. Mas, no processo de aceitação, ele entende que o basquete tornou-se uma inesperada homenagem. “Eu queria largar mão de tudo naquela hora, mas era a saída mais fácil. Desistir nunca será uma opção e eu decidi seguir em frente por minha irmã”, concluiu.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Albert Medeiros

    Esse cara é foda

  • Vinícius Maia

    Que homem!

    Se o cavs cair diante do Celtics, acho que nem vou sentir tanta raiva por causa desse cara. Ele merece.

    • Rogério Rodrigues

      Se passarmos a final, ja será um grande feito nessa temporada.
      Ganhar do Cavs seria surreal. Estão deixando a gnt sonhar, kkk

  • Paulo Sérgio

    O que esse cara ta fazendo é pra ficar na história.

  • Rogério Rodrigues

    O nosso fada dos dentes. The little guy

  • Você pode até não torcer para o Celtics, mas eu DUVIDO encontrar alguém que não torça pelo IT.

    Que ídolo!

    • Luis Gouvea

      Impossível não torcer pra um cara desse, MONSTRO demais dentro e fora das quadras!

  • PISTELTICS

    Pequeno grande homem!

  • Will

    O redator da matéria de capa foi muito feliz ao escolher o título para a chamada: Baixinho Gigante!

  • R Green

    Obrigado Mito!