Jabari Parker reflete sobre lesão no joelho: “Estou em uma corrida comigo mesmo”

“Eu vejo a beleza em minhas cicatrizes. Elas contam a minha história”.

A carreira de Jabari Parker na NBA tem sido uma sinfonia interrompida. A segunda escolha do draft de 2014 rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo duas vezes em suas três primeiras temporadas na liga, participando de 152 jogos em 250 possíveis com o Milwaukee Bucks. Agora, próximo da reta final de mais uma longa recuperação, o atleta de 22 anos vive um dilema que já conhece bem, mas não se torna mais fácil com o tempo: controlar a ansiedade.

“Eu estou em uma corrida comigo mesmo, mas, ao mesmo tempo, não preciso ter pressa com nada. Quero esperar o máximo tempo possível para voltar sabendo as minhas reais condições. No fim das contas, sinto que essa jornada que vivo agora era algo necessário para o meu desenvolvimento: está tentando me ensinar que tudo pode ser tirado de você em um instante”, contou o ala de 22 anos, em uma longa entrevista à revista Sports Illustrated.

A última semana reservou uma vitória para Parker, que foi liberado para atividades coletivas de meia quadra (dois contra dois e três contra três) com parte do elenco. A franquia ainda mantém a parcimônia e continua projetando a volta do titular em fevereiro de 2018, mas a evolução do processo de reabilitação sugere uma volta antes do prazo. Não importa quando estiver em quadra, no entanto, ele avisa que veremos um jogador mais consciente de sua capacidade.

“Eu gosto quando atletas mudam o jogo não só por sua técnica, mas pela postura em quadra. Algo como a liderança de Magic Johnson, a atitude de Charles Barkley. Estou tentando descobrir algumas coisas sobre o jogador que sou neste momento, inclusive neste sentido. Acho que as coisas que estou passando, no fim das contas, estão criando um tipo de grandeza em mim”, explicou o atleta, enxergando um crescimento pessoal durante a pausa na carreira.

Parker sofreu o segundo rompimento no ligamento do joelho quando vivia o melhor momento da carreira, em fevereiro deste ano. O jovem tornou-se titular absoluto do Bucks e visto como um possível candidato a reserva no Jogo das Estrelas. Em 51 partidas disputadas na campanha passada, o talentoso ala acumulou médias de 20.1 pontos, 6.2 rebotes e 2.8 assistências em quase 34 minutos de ação por noite.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Rafael Vieira

    Com ele saudável esse time do Bucks ia fazer estrago

  • Alex Alves

    Talentoso, mas não consegue ficar saudável.

  • Michel Moral

    Sem ele, as chances de brigar pelo título do Leste são bem menores. “Só” o grego não deve dar conta. Parker é fundamental nessa equipe do Bucks.

    Declarações interessantes para um jogador que passa por um momento tão complicado, que precisa se engajar em bons exemplos como os citados para elevar a auto-estima.

    Se estiver saudável, pode ser um dos melhores da sua posição na liga. Na verdade já vinha sendo antes da lesão, mas sem sequência é difícil ter esse reconhecimento.

    É triste demais ver um jogador perder para o próprio físico, mas quando se trata de um talento acima da média, até a gente questiona os “porquês” da vida.

    Parker é o tipo de talento que poderia mirar sua carreira para um Charles Barkley. Já perdeu um tempo precioso: que são os primeiros anos na carreira profissional. Difícil projetar um futuro nessas condições.

  • Joinha

    Sempre digo, Parker > Wiggins!

    • pedrokadf

      desde que saudável, concordo, mesmo antes de entrarem na NBA eu dizia o msm..

  • Pedro

    Sou fã do Jabari, mas não vejo muito o encaixe dele nesse time que o Bucks está montando. De qualquer forma, acho que o Bucks precisa renovar para não perder um ativo valioso de graça.

  • Eduardo Muniz

    Torço muito para que se recupere e se mantenha saudável!!!

    Com ele, essa equipe dos Bucks tem um futuro brilhante. Podem fazer muito estrago na liga.

  • Vinícius Maia

    Ele e o grego estavam mostrando um grande entrosamento na temporada passada. Espero que consiga se recuperar e voltar bem.

  • Vitor Martins

    Só toma cuidado pra não se machucar nessa corrida ai! rs

  • Vinícius Maia

    As vezes eu me pergunto se essa segunda lesão do Parker não tem um pouco de negligência ou erro por parte dos médicos que trabalharam na cirurgia ou no processo de recuperação. Não sou médico, então as chances de eu estar equivocado são enormes, mas duas rupturas de ligamento no mesmo joelho, não me parece algo normal. Ou o cara tem algum problema na região ou tem erro médico envolvido na minha visão. Claro que, como eu disse, não sou da área da saúde, então posso estar errado.