O técnico Jason Kidd chegou a um acordo com o Milwaukee Bucks e assinou nessa segunda-feira (13) uma extensão contratual de três anos com a franquia. Segundo o jornalista Marc Stein, da ESPN, o treinador vai receber US$18 milhões no novo vínculo, que começará a vigorar a partir de 2017.

Kidd, de 43 anos, chegou ao Bucks em julho de 2014, após ter estreado na carreira de treinador pelo Brooklyn Nets, na temporada anterior. Ele já comandou a equipe de Milwaukee em 164 partidas e obteve um aproveitamento de 45% (74 triunfos e 90 derrotas).

Em seu primeiro ano no Bucks, ele conseguiu levar o time aos playoffs, mas foi eliminado na primeira rodada pelo Chicago Bulls, em uma série de seis partidas. Nesta temporada, a equipe deixou muito a desejar e amargou a quarta pior campanha da conferência Leste (33 vitórias e 49 derrotas).

Com a permanência do treinador assegurada para os próximos quatro anos, a franquia de Milwaukee agora centra suas atenções no Draft, que será realizado no próximo dia 23 de junho. O Bucks tem o direito de fazer a décima escolha geral, além de duas picks de segunda rodada (36 e 38).

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Zack Batista

    Howard e Teague desembarcando em Milwaukee o time do Bucks daria muuuito trabalho no leste… Até disputaria título, acredito, nunca se sabe, né!?..rs

    • Michel Moral

      Chegando Howard e Teague, qualquer time da NBA daria muito trabalho rs rs rs

  • Caseh

    Ainda que a última temporada não tenha sido positiva em matéria de resultados, acho uma boa essa extensão. Agora é qualificar mais o elenco.

  • Michel Moral

    Difícil avaliar o trabalho do Kidd.

    Foram duas temporadas: uma muito boa e outra muito ruim.

    Não defendo o politicamente correto, não é porque o cara é treinador que tem que ser santo, mas ele tem ultrapassado e muito os limites da sua atuação.

    Tudo bem, ele foi punido. E isso já basta. Está superado.

    Mas é aquela tal história, os antecedentes do profissional sempre são levados em conta no momento de dar um contrato desses.

    É uma bomba. Pode dar muito certo, como pode dar tudo errado.

  • Um treinador de futuro para o time do futuro. Uma boa decisão por todas as partes interessadas.

  • Lucas Ottoni

    O cara faz uma temporada pífia com um time que todo mundo sabe que poderia ter rendido muito mais (principalmente no Leste), e o que acontece? ELE GANHA EXTENSÃO DE CONTRATO ATÉ 2020!… Não é formidável? É por essas e outras que certas franquias estarão no limbo eternamente.

    • Rodrigo Toledo

      Ele pegou o time que fez a pior campanha da temporada 2014 e levou direto aos playoffs.

      O problema é que fizeram a besteira de não terem renovado com o Knight. Depois que ele saiu, o time não rendeu mais.