Jason Kidd, Steve Nash e Ray Allen são eleitos para o Hall da Fama

Dois dos maiores armadores da história da NBA encabeçam a classe de eleitos do Hall da Fama deste ano. Os ídolos Steve Nash e Jason Kidd foram confirmados neste sábado como dois dos 13 escolhidos pelo Naismith Memorial para entrarem no templo máximo do basquete em 2018. Além dos dois astros, outros cinco ex-jogadores da liga estão entre os homenageados na nova turma.

“A classe de 2018 do Hall da Fama é composta por uma combinação única de all-stars da era moderna da NBA e de pioneiros que pavimentaram esse caminho há décadas. Nós estamos bastante orgulhosos de homenagear todos esses merecidos selecionados no ‘berço’ do nosso esporte, Springfield, em setembro”, declarou o presidente do Hall, Jerry Colangelo, por meio de nota oficial.

Nash e Kidd foram eleitos pelo comitê de honra do Naismith Memorial, juntamente com outros três ex-atletas: os contemporâneos Grant Hill e Ray Allen, além do lendário Maurice Cheeks. A lista de honra masculina é fechada pelo veteraníssimo técnico universitário Charles “Lefty” Driesell, único profissional a liderar quatro instituições diferentes da NCAA a 100 vitórias na carreira.

O comitê de honra feminino elegeu duas lendas da WNBA em seus primeiros anos de elegibilidade para a classe deste ano: a ex-ala-pivô Tina Thompson (dona de quatro títulos da liga) e a ex-ala Katie Smith (bicampeã olímpica e da liga). Outra mulher entre as selecionadas foi a lenda Ora Mae Washington, escolha do comitê dos pioneiros afro-americanos de forma póstuma.

A relação de novos integrantes é concluída pelas escolhas de outros três comitês especiais. O comitê internacional escolheu o ex-pivô croata Dino Radja, que jogou pelo Boston Celtics, enquanto o comitê dos veteranos selecionou o ex-ala Charlie Smith, uma lenda da extinta ABA e NBA. O comitê dos contribuidores do esporte, por sua vez, elegeu dois nomes: os dirigentes Rod Thorn e Rick Welts.

“O Naismith Memorial tem orgulho de homenagear os melhores da história do jogo, homens e mulheres de todos os cantos do mundo. Essa classe é um grupo notável com feitos espalhados por diferentes momentos históricos e continentes. No papel de jogadores, técnicos ou executivos, nós queremos agradecer suas contribuições inestimáveis ao basquete”, agradeceu o CEO da organização, John L. Doleva.

A classe de 2018 do Hall da Fama será oficialmente homenageada em cerimônia a ser realizada em Springfield, Massachussets, no dia 07 de setembro.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.