Torneio de Enterradas decepciona e Jeremy Evans leva título sob vaias

Kevin Love conquista torneio de arremessos de três pontos

Torneio de habilidades e Shooting Stars

Concurso de arremessos de três pontos (Three-Point Contest)

O ala-pivô Kevin Love conquistou o prêmio do Concurso de arremessos de três pontos pela primeira vez na carreira. O jogador do Minnesota Timberwolves teve que sobreviver a duas rodadas desempate para levar o título inédito para casa, derrotando Kevin Durant (Oklahoma City Thunder), Ryan Anderson (Orlando Magic), Anthony Morrow (New Jersey Nets), James Jones e Mario Chalmers (Miami Heat).

Durant e Jones (campeão em 2011) foram os únicos a ultrapassar a casa dos 20 pontos na primeira rodada e garantir vaga direta no trio de finalistas. Love e Chalmers, empatados em 18 pontos, tiveram que passar por uma série extra de 24 segundos para definir o último integrante da decisão. O ala-pivô venceu por 5 a 4 e ficou com a honra.

Na final, foi a vez de Durant forçar o desempate com Love. Os dois terminaram a rodada com 16 pontos (Jones fez apenas 12) e tiveram que partir para mais 25 arremessos. Desta vez, o atleta do Timberwolves anotou 17 pontos, três a mais do que o astro do Thunder, e ficou com o título.

Com a vitória, Love tornou-se o 18º vencedor da competição. No passado, jogadores como Larry Bird (1986, 87 e 88), Mark Price (1993 e 94), Steve Kerr (1997) e Ray Allen (2001) conquistaram o troféu.

 

Concurso de enterradas (Slam Dunk Contest)

Em mais um torneio decepcionante e que pouco empolgou a platéia em Orlando, Jeremy Evans (Utah Jazz) acabou coroado com o título do Concurso de Enterradas. Com 29% dos votos populares, o ala – substituto de Iman Shumpert – derrotou Paul George (Indiana Pacers), Derrick Williams (Minnesota Timberwolves) e Chase Budinger (Houston Rockets).

Clique aqui para assistir a enterrada do Jeremy Evans »

Mudando as regras em relação a anos anteriores, cada competidor teve direito a três apresentações e não houve uma grande final. Mesmo com a diminuição do número de enterradas, os atletas tiveram problemas para trazer material original e falharam em várias de suas tentativas.

A noite teve momentos inusitados, como quando George pediu que as luzes do ginásio fossem apagadas e enterrou com um traje que lembrava os dos filmes “Tron” e “Tron: O Legado”, ao som da trilha musical da segunda película.

O campeão Evans destacou-se em duas oportunidades. Na primeira, pulou por cima do companheiro de time Gordon Hayward (que estava sentado, jogando duas bolas para o ar) e completou as “pontes aéreas” durante o salto. Depois, vestiu a camisa de Karl Malone e pulou um homem pequeno enterrando com a mão na nuca, marca registrada do ídolo do Jazz.

O anúncio do triunfo do ala – que foi recebido com pequenas vaias pelo público – garantiu sua entrada em um seleto grupo que inclui apenas outros 20 atletas. Dominique Wilkins (1985 e 90), Kobe Bryant (1997), Vince Carter (2000) e Nate Robinson (2006, 09 e 10).

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Diogo

    Apresentacao pobre, sem talento … Salvou apenas a enterrada com duaw bolas, mais nda … Decepcionante

  • Não achei tão decepcionante assim…
    Acho que vai ser difícil ver enterradas diferentes das passadas, até pq as opções vão diminuindo…
    E mesmo assim, sempre vem enterradas diferentes, e outras coisas diferentes, como o McGee enterrando em 2 cestas e 3 bolas em uma na temporada passada (eu sei que estão falando desse, mas é consenso que os últimos foram ruins, então vou usar esse), o George enterrando estilo a maior dunk em dunk contest de todos os tempos do Carter (a do Carter foi mais plástica, mas a dificuldade é praticamenet a mesma), mas no escuro e completamente produzido, as homenagens do Evans e do Budinger, a do Budinger e do Williams no segundo round e do Evans no primeiro round (o paia é que a bola caiu perto d+ do aro, mas não tira o mérito da enterrada e onde caísse ali ele pegava) foram bem difíceis…

    Essa implicância toda é de que gosta de criticar e espera o impossível… O Ibaka pega uma manjada mas pula de uma distância maior que o Dr. J e o Jordan, mas é manjada e ele é o Ibaka e eles são Dr. J e Jordan, ele que tá errado… Se o cara homenageia, é pq ele não o que fazer… Se o cara apaga as luzes, pula em cima do carro ou moto, enterra em duas cestas ou 3 bolas em uma cesta o povo vem e fala que isso não é dunk pq não vale no jogo e tal…

    E tem gente que fica chorando por LeBron… Na moral, o cara não quer ir, então que vá se fuder!!
    E nem quer dizer que o cara vá ganhar também!!

    O povo quer ver estrela e encher o saco!!

    Não gosta, não vê e não comenta!!

    • Filipe

      Caro, Colega.

      Entendo sua crítica, porém, não podemos negar que o nível foi baixíssimo este ano.

      Não vínhamos motivação até no semblante dos jogadores, ao contrário de outros que entram rindo, motivados e é isso que tem que fazer parte do show. Chamar o público, enfim, a enterrada passa a fazer parte do espetáculo!

    • Ricardo

      Marcos, eu não critico por criticar e concordo que as ideias estão acabando. Digo isso há uns três anos: agora, tudo depende da apresentação. Até demais, como provou 2011: Griffin venceu McGee com uma enterrada burocrática, nada demais, mas pintada com tons épicos.

      Mas, mesmo que eu quisesse dizer que o torneio foi bom, o cara recebeu o prêmio sob vaias. A reação geral não foi muito boa.

      • Ricardo, essa crítica foi mais pelas reações que vi no twitter… O post teve críticas corretas, não falou apenas que foi uma bosta, igual vi por ai, e li seu post sobre o All-Star Game…
        Quis usar o espaço do blog, que é mais visto que o meu twitter e pode usar mais de 140 caracteres… XD

        Sobre o Dunk Contest, eu acho que decepcionante é relativo, pq depende da expectativa…
        Todo mundo entra com a expectativa que vão estar os melhores jogadores que tem qualidade pra participar e que vai ter enterrada que vai virar logo da marca do cara…
        Isso não vai acontecer mais…
        Um pq por mais que o jogador e a enterrada sejam brilhantes, o Jordan deve ter ser o único a ter isso (e nisso entra a expectativa, por exemplo… Eu não espero, mas se acontecer, eu vou ficar doido, mas se o cara espera, não vai ter tanta graça, entende?) e os estrelas não fazem questão de participar e é ruim pra eles, pq financeiramente não vai fazer diferença (o Jordan, em 88, quando ganhou o 2º Dunk Contest, recebeu 845 mil dólares de salário anual, 70mil por mês… Se pagasse 30, 40 mil dólares pra ele participar, já faz difrença, é metade do salário mensal do cara, mas o LeBron ganha 1 mi e 300 mil por mês só de salário… E o contrato com a Nike é maior que o salário!! Não faz diferença pra ele!!), participar demanda tempo e dedicação, corre o risco de ter uma lesão e de fazer uma apresentação fraca, não conseguir enterrar e ver todo mundo criticá-lo!

        E antes ainda tinha o Shaq e o Garnett que ficam de fora zuando e elevava muito a enterrada!!
        Uma coisa é o Kevin Love batendo palma, outra é o Shaq arregalando o olho e o Garnett invandindo a quadra falando que acabou!!

        Eu sei que pra quem viu Jordan, Wilkins, Carter inovando, ver esses caras (Evans nem faz parte da rotação do Jazz!) fazendo algo que já foi feito é frustante!!

        Se você quer assistir e apreciar, diminua a expectativa, não espere algo monstruoso!! Espere algo básico e quando acontecer do George apagar as luzes ou puxar o saco do chefe (haha), homenagens a jogadores antigos e a filmes, curta…
        Até pq vários tiveram um grau de dificuldade muito grande!

        E continuar esperando o LeBron participar, vai ser decepcionante todo ano!
        E se ele participar, eu não ficaria surpreso se dissessem que foi decepcionante!
        Pq estão esperando algo muito grandioso, algo revolucionário, e que não vai acontecer!!

        • Ricardo Stabolito Jr.

          Ah, entendi. Beleza.

          Talvez seja até por estas expectativas gigantes mesmo que os grandes astros fujam do ASG. Ir para dar uma de Gerald Wallace é complicado. Deixam para quem precisa dos holofotes.

        • L Out

          Concordo em 100% [=
          mas eu estava esperando que o paul george ganhasse hahaha, curti muito ele “dunkando” sobre o hibbert e também com as luzes apagadas..

  • Eddie

    Tudo bem Marcos, eu concordo com alguns pontos que você cita. Mas temos que concordar que o evento todo se chama ALL-STAR Weekend. E se chama assim justamente porque a NBA é regida por estrelas e sim, as pessoas querem ver as estrelas.

    O campeonato de enterrada FOI o maior evento do All-Star Weekend à tempos atrás. Atualmente é decepcionate pelo fato de não haver interesse, competição, rivalidade.

    Blake Griffin ganhou ano passado. E não quis defender o título. Mas QUEM é ele pra não querer? Até onde eu sei ele é funcionário da NBA. Se fosse no passado, Jordan, Dr.J..esses caras se orgulhavam e BATALHAVAM no campeonato de enterrada.

    Hoje é só um show de luzes com jogadores DESCONHECIDOS à maioria. Desculpe mas nenhum ali é All-Star e nem tem chances de ser.

    Deviam mudar o nome da competição ou pelo tirar logo o Slam Dunk.. Vergonha.

  • P1P@$

    RIDÍCULO. SEM PALAVRAS, DECEPÇAO TOTAL. NÃO ME EMPOLGUEI COM NENHUMA ENTERRADA, COM EXCESSÃO DA QUE JEREMY EVANS SALTA SOBRE O GORDON HAYWARD. UM TOTAL MAL PREPARO POR PARTE DOS ATLETAS, ERRANDO 80%+ NAS TENTATIVAS. RIDICULO. PORQUE NO PROXIMO ANO, N PODERIA SER RALIZADO UM MEGA EVENTO?? UM EVENTO COMO UM “ULTIMATE DUNK CONTEST”? SERIA: LEBRON JAMES VS DWIGHT HOWARD VS BLAKE GRIFFIN VS IGGY, OU WESTBROOK, OU ENFIM, UM OUTRO DUNKER NO NIVEL “STAR”. E COM OS JUIZES ENTRE ELES JORDAN, SHAQ, ENFIM, SÓ AS LENDAS. SERIA DE UMA SATISFAÇÃO MTO GDE VER JOGADORES DESTE NIVEL, DISPUTANDO UM CAMPEONATO DE ENTERRADAS. MAS EH CLARO Q EU ENTENDO Q ISSO EH IMPOSSIVEL E TALS…..

  • Moises Feitosa

    Deron pode pintar junto com Howrad no mavs e mais em:
    http://nba-whereamazinghappens.blogspot.com/

  • Moacir Chamusca

    a enterrada vencedora foi muito boa, assim como a homenagem a Karl Malone.

    a de Paul George saltando Hibbert também foi legal, deu para animar.

    no mais, nada de espetacular.

    aliás, acho que nenhum jogador gosta do All-Star Weekend – gosta de ser convocado para o jogo das estrelas, os outros eventos parece um castigo. a falta de animação dos caras é vexatória. Deron Willians ontem está numa má vontade absurda, mais até da que ele joga pelo Nets.