Jimmer Fredette vê mudanças “em seu favor” na NBA nos últimos anos

Jimmer Fredette parece ter reencontrado seu melhor basquete atuando na China, mas ainda não esqueceu a NBA. Como qualquer atleta da modalidade, o hoje astro do Shanghai Sharks acompanha a liga norte-americana e dá sinais de que gostaria de receber uma nova chance de atuar nos EUA. Ele acredita que, mais do que isso, as mudanças do jogo favoreceriam suas características de atuação.

“Tudo alterou-se muito desde que entrei na NBA. O arremesso de três pontos agora é algo valioso demais, com atletas que podem acertar chutes de bem longe abrindo a quadra para os astros operarem. Há bastante transição, movimentação de bola – aspectos em que destaco-me. Acho que a liga realmente mudou em meu favor nos últimos tempos”, disse o armador, em entrevista à revista Sports Illustrated.

Décima escolha do draft de 2011, Fredette passou de um dos maiores pontuadores da história do basquete universitário a um dos grandes busts recentes da NBA em um intervalo de poucos anos. Ele garante, porém, que a tão mal vista liga chinesa por uma suposta falta de competitividade ajudou-o a dar um importante passo à frente do ponto de vista técnico e tático na carreira.

“Eu sou melhor hoje do que era antes de jogar na China, com certeza. Cresci muito como atleta, tornei-me mais versátil e amadureci mental e fisicamente. Sou o líder do meu time lá e, dessa forma, preciso fazer muitas coisas diferentes. Dependendo do jogo, há noites em que preciso pontuar mais, ser um passador e/ou atacar os rebotes. Melhorei em todos os aspectos”, assegurou o jogador de 29 anos.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Gostaria que tivesse (tido) sucesso na NBA..

    • Lucs

      Eu TB gostaria, mais foi uma decepção total ver ele jogando

  • Ele parece ter talento, mas nunca conseguia colocar em prática. Total decepção.

  • Vinícius Maia

    Só eu que nunca vi esse sujeito? kkk

  • jonas torre

    Eu também reencontrei meu melhor basquete jogando na China, e olha que eu nunca pisei por lá!

  • Marcos Oliveira

    Se eu fosse o GSW fazia a aposta, esse cara já tem 2 temporada de +30 ppg na china é ótimo arremessador…

  • André Medolago

    O ego acabou com ele.

  • Rodrigo SMC

    Meu, olha os números dele na última temporada por lá: 41 jogos, 37 pts, 7 reb, 5.5 ast, 2 stl, 5.1 3PM, .413 3P%

    Mesmo assim não foi suficiente pra ganhar o MVP dos gringos, que ficou com o Courtney Fortson, que em 51 jogos fez 30 pts, 7.6 reb, 11 ast, 2.6 stl

  • Millo

    Pacers, pq não tentar esse fulano? Vai que né…

  • Gustavo

    Kings precisava de um arremessador e na 10a escolha haviam 2 disponíveis: Freddeti e Klay Thompson. Obviamente foram no cara errado e o Warriors agradece.

  • Anderson Tomás

    Jogava na NBA parecendo que estava no College, muito mal cru fisicamente na sua chegada a Liga. Deve estar mais maduro de fato, mas a diferença entre as Ligas é abismal…