Jogador do Bucks critica comemorações de americanos pela morte de Bin Laden

O ala Chris Douglas-Roberts (foto), do Milwaukee Bucks, se envolveu em uma polêmica no Twitter, na noite desse domingo.  Em sua página pessoal no microblog, o jogador criticou a festa dos americanos após receberem a notícia da morte do terrorista Osama Bin Laden.

“Isso é uma celebração? Esse é o início de uma grande guerra religiosa? Espero que não. Precisamos de 919.967 mortes para matar um único cara. Precisamos de dez anos e duas guerras para matar esse cara. Custou-nos aproximadamente R$ 1,9 trilhões para matar esse cara. Mas estamos vencendo (sarcasmo). O que estou dizendo não tem nada a ver com o 11 de setembro ou esse cara. Ainda me sinto mal pelas famílias que sofreram com o atentado, mas me sinto igualmente mal pelas famílias de pessoas que estiveram nas guerras”, escreveu o jogador.

Imediatamente, Douglas-Roberts recebeu várias mensagens de seguidores enfurecidos com seus comentários. Em uma delas, um seguidor mandou o jogador calar a boca porque ele não é inteligente o bastante para falar sobre o assunto.

Em tom de desabafo, ele respondeu aos seus críticos. “O que aconteceu com a liberdade de opinião? Esse é o problema. Nós não queremos ouvir nada que seja contrário à nossa opinião”, finalizou.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.