Jumper Brasil discute – Final Four

Villanova, Kansas, Michigan e Loyola Chicago venceram suas regiões no Torneio da NCAA e, neste sábado, entram em quadra para disputarem as duas vagas na grande final da temporada universitária, que acontecerá na próxima segunda-feira (2).

Os dois confrontos do Final Four – Villanova x Kansas e Michigan x Loyola Chicago, além da decisão, vão ser transmitidos ao vivo pelos canais ESPN.

Por isso, nesta semana, nós convocamos dois integrantes do Jumper Brasil – Gustavo Lima e Ricardo Stabolito Jr. – e o parceiro Vitor Camargo, do Two-Minute Warning, para discutir o que já aconteceu no Torneio da NCAA e o que ainda está por vir neste Final Four.

Quem surpreendeu? Quem decepcionou? E, no fim das contas, quem será o campeão? Nossa equipe opina…

 

1. Quem é a grande surpresa do Final Four?

Gustavo Lima: Loyola Chicago. Uma das maiores “Cinderelas” da história do March Madness. Não preciso falar mais nada…

Ricardo Stabolito Jr.: Loyola Chicago. Bem, acho que isso dispensa explicações: só veja o ranqueamento das equipes que chegaram às finais. Um time aguerrido e a reza forte da Sister Jean venceram as probabilidades.

Vitor Camargo: Tem que ser Loyola Chicago, certo? É apenas a quarta #11 seed a chegar em um Final Four desde a mudança para o formato atual, e o “intruso” em uma briga de programas muito mais consagrados. E, claro, .

 

2. Qual foi a grande decepção no Torneio da NCAA?

Gustavo Lima: Virginia. Fez a melhor campanha da temporada regular, entrou no torneio como o primeiro ranqueado e perdeu logo na primeira rodada para um adversário desconhecido. Decepção é pouco. Foi um grande fiasco mesmo, tanto que entrou para a história como o primeiro cabeça de chave a ser eliminado por um #16.

Ricardo Stabolito Jr.: Virginia, né? Melhor time do país entrando na competição, único primeiro ranqueado da história a perder na primeira rodada do Torneio da NCAA no final.

Vitor Camargo: Impossível escolher outro que não Virginia. Não era só uma #1 seed. Era a #1 GERAL e se tornou a primeira #1 seed na história do torneio a perder para uma #16, o humilhante “1” na campanha de 1-135 de #16 seeds na história do torneio.

 

3. Qual prospecto mais beneficiou sua projeção no draft com as atuações do Torneio?

Gustavo Lima: Jalen Brunson. O melhor jogador da temporada do basquete universitário consolidou-se como escolha de primeira rodada com o desempenho no March Madness.

Ricardo Stabolito Jr.: Os prospectos de elite não chamaram a atenção, de fato. Eu gostei das atuações de Wendell Carter Jr., de Duke, mas nada com esse peso. Talvez, o mais próximo da proposta da questão seja Malik Newman: relembrou-nos porque já foi visto com grande expectativa em um passado não tão distante.

Vitor Camargo: Interessante notar que este não foi um torneio conduzido pelos grandes prospectos, com a maioria caindo cedo e vários one-and-dones falhando em causar uma boa impressão. Collin Sexton foi provavelmente quem mais fez pelo seu lugar no draft, não só no torneio em si, mas pelas fantásticas atuações em momentos decisivos que colocaram Alabama no March Madness.

 

4. Se você pudesse retirar um time do Final Four e colocar outro, quem sairia e quem entraria?

Gustavo Lima: Duke entraria. Pela qualidade do time treinado pelo Coach K. Caiu em uma chave complicada e foi eliminada por Kansas após um jogo espetacular e uma prorrogação. Quem sairia para dar lugar a Duke? Michigan. Por falta de opção. Villanova é o melhor time do país e Loyola Chicago a “Cinderela” que caiu no gosto de todos que acompanham o March Madness. Não dava para tirar nenhum desses dois…

Ricardo Stabolito Jr.: Duke entraria no lugar de Kansas. Eu acho que o time de Mike Krzyzweski é mais agradável/interessante de se assistir e possui mais prospectos de primeiro nível. Mas difícil questionar uma derrota “na bola”, em um grande jogo, como aconteceu entre os dois times.

Vitor Camargo: Este Final Four está bem balanceado: tem o time que eu achava o melhor da NCAA (Villanova), uma grande zebra jogando um ótimo basquete (Loyola Chicago), um peso médio com um estilo divertido (Michigan) e uma outra potência universitária em grande fase (Kansas). Se fosse para mudar algo, eu trocaria Kansas por Duke simplesmente por achar o time do Coach K mais divertido de se assistir. Mas Kansas fez por merecer seu lugar na dança.

 

5. Quem será o campeão nacional deste ano?

Gustavo Lima: Villanova. Melhor time, melhor técnico, melhor jogador da temporada (Jalen Brunson) e um dos melhores prospectos do draft deste ano (Mikal Bridges).

Ricardo Stabolito Jr.: Loyola Chicago. Villanova é a aposta lógica e o melhor time, mas eu tenho fé e quero acreditar!

Vitor Camargo: Minha aposta permanece a mesma desde dezembro e não vejo motivo para mudar agora: Villanova. É o melhor time, o mais versátil, o mais experiente em grandes momentos entre todos os que chegaram até aqui, e tem possivelmente os DOIS melhores jogadores entre todos os times do Final Four.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Gustavo

    Legal a análise, mas esse ano até eu faria. Tirando a pergunta sobre os prospectos, todas as outras tem respostas óbvias.

    • Ricardo Stabolito Junior

      Não vou questionar…

      • Gustavo

        Não sei se me expressei mal, mas não foi uma crítica, só uma constatação.

    • Igor

      Fazer o que né amigo

  • felipe fernando Oliveira

    Meu time continua bem, e meu jogador favorito está desequilibrando. VilaNova e Jalen Brunson merecem esse título pra fechar a passagem desse grande pequeno jogador pela universidade da Filadélfia. Minha chateação é que ele vai subir no draft. Pois estava contando com a possibilidade de OKC draftar ele.

    • Igor

      Ele é Junior ainda

  • ReggieMiller31

    Eu acho q os prospectos q mais se beneficiaram nesse March Madness foram Gilgeous-Alexander(Kentucky) e Bates-Diop(Ohio State).
    Uma perguntinha: Caso Villanova seja campeão, será q poderia acontecer o q houve c/ o time de Florida 2005/06 – 06/07, ou seja todos decidirem ficar mais um ano e tentar um bi na prox temp? Improvável eu sei, mas q seria fantástico seria.

    • Ricardo Stabolito Junior

      É, eu acho meio improvável também. Seria interessante, mas sempre é muito difícil.

  • Paulo Sérgio

    A grande verdade é que todos os melhores prospecto decepcionaram. Freshmans de muita qualidade mas que nao levaram seus times longe.

  • Qualquer análise se resume em, “Villanova deve ganhar mas eu torço mesmo por Loyola”.