Kevin Durant recusa opção de US$31.5 milhões e será agente livre

O que muita gente esperava acabou se confirmando nesta quarta-feira: o ala Kevin Durant será agente livre irrestrito nesta offseason. De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, o astro de 30 anos não vai exercer a cláusula de extensão automática que possui em seu contrato com o Golden State Warriors. Com isso, ele abre mão de um salário garantido de US$31.5 milhões para a temporada 2019/20.

A ideia de Durant é testar o mercado no próximo mês e assegurar um contrato lucrativo e duradouro. Ainda segundo Wojnarowski, o jogador e seu agente Rich Kleiman estão em Nova York, avaliando as opções na agência livre. Além do próprio Warriors, Brooklyn Nets, Los Angeles Clippers e New York Knicks são vistos como os grandes candidatos a contarem com o ala a partir da próxima temporada.

O detalhe é que, dentre os quatro times citados, o Warriors é o único que poderá oferecer o contrato máximo permitido ao atleta: US$221 milhões por cinco temporadas. As outras equipes poderão oferecer, no máximo, US$164 milhões por quatro anos.

Durant chegou ao Warriors na agência livre de 2016, após disputar nove temporadas com as camisas de Seattle SuperSonics (2007/08) e Oklahoma City Thunder (2008/16). Pela equipe californiana, ele conseguiu dois títulos (2017 e 2018) e foi eleito MVP das finais em cada uma dessas conquistas.

Vale lembrar que o astro rompeu o tendão de Aquiles direito, no segundo período do jogo 5 das finais deste ano, contra o Toronto Raptors. Há duas semanas, Durant se submeteu a uma cirurgia para reparar a gravíssima lesão. A julgar por casos anteriores, ele deverá ficar afastado das quadras por um período de nove meses a um ano.

Veterano de 12 temporadas na NBA, Durant disputou 849 partidas, todas como titular, e angariou médias de 27.0 pontos, 7.1 rebotes e 4.1 assistências.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.