Klay Thompson “segue” Curry e manifesta vontade de defender EUA em Tóquio-2020

Klay Thompson é mais um dos astros da NBA que confirmou o desejo de defender a seleção norte-americana em Tóquio-2020. O ala-armador, que ainda se recupera de grave lesão no joelho, seguiu o exemplo de Stephen Curry e disse pretender ficar à disposição da USA Basketball na próxima janela internacional. Os atletas do Golden State Warriors já foram campeões mundiais com o Team USA em 2014.

“Eu adoraria jogar pela seleção nos Jogos Olímpicos. Esse é meu plano, na verdade. E atuar ao lado de Stephen defendendo o nosso país seria inacreditável. Seria uma experiência incrível porque, mesmo no Mundial, ficávamos bem poucos minutos em quadra juntos. Seria diferente e especial dessa vez”, afirmou o jogador de 29 anos, em uma longa entrevista ao site The Athletic.

Thompson define a experiência que vivenciou com a seleção, em 2014, como algo memorável em sua carreira. Mas, por conta do problema físico que deve deixá-lo fora de ação até janeiro, ele não foi sequer cogitado para a disputa da Copa do Mundo FIBA desse ano. O astro reconhece o esforço e dedicação do elenco dos EUA que foi à China, mas não esconde ter ficado triste com o fracasso.

“Foi duro assistir às derrotas da seleção, mas eu não vou culpar ninguém por isso. Os jogadores que estiveram lá sacrificaram suas férias para defender o país e não merecem esse tipo de tratamento. O basquete mundial é realmente muito bom”, avaliou o arremessador, comprometido com a missão de recuperar a hegemonia mundial para os norte-americanos no ano que vem.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.