“Knox será um fantástico jogador de basquete”, garante técnico do Knicks

O New York Knicks soube o que faria na loteria do draft assim que o treinamento fechado de Kevin Knox em suas instalações acabou. Os representantes da equipe ficaram impressionados com o ala da Universidade de Kentucky e selecionaram-no com a nona escolha geral. O treinador David Fizdale foi um dos fãs do prospecto, mas sua identificação com o novo comandado vai além de uma questão técnica.

“Desde o primeiro minuto, esse garoto mostrou que queria jogar aqui. Eu acho que sou louco o bastante para relacionar-me com isso: pedi para trabalhar no Knicks e quis isso desde a primeira entrevista que fiz. Para ter uma conduta dessas e estar disposto a enfrentar esse desafio, você precisa ser um certo nível de competidor”, contou o técnico, contratado pelo time há pouco menos de um mês.

Para a maioria dos analistas, Knox será um jogador de funções bem diferentes no basquete profissional em comparação ao universitário: deve atuar mais como ala-pivô arremessador e versátil defensivamente do que como o ala de ofício visto em Kentucky. Fizdale concorda que o prospecto vai ter funções diferentes no Knicks, mas faz poucas previsões e promessas sobre essa adaptação.

“Eu não vou rotular Kevin ou colocar-lhe um limite. Não sei em que posição jogará. Vou usá-lo em todas, na verdade. Só não darei nada, nem a titularidade, pois tudo aqui vai ter que ser merecido. Somos um grupo jovem e não contrariaremos nossa cultura em formação por causa de um jovem. A única coisa que posso garantir hoje é que ele será um fantástico jogador de basquete”, cravou o técnico.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.