E mais: Mavericks é superado pelo Pacers

O Denver Nuggets recebeu o Los Angeles Lakers na noite desta sexta-feira, mas a vitória acabou ficando com os visitantes por 93 a 89. Andrew Bynum foi o destaque, com 22 pontos e dez rebotes.

No primeiro quarto, o Lakers começou melhor, abrindo sete pontos depois de cesta de Bynum. Pouco depois, a vantagem do time californiano subiu para 11. Porém, Al Harrington entrou e fez sete pontos para ajudar o Nuggets a encostar no placar em 23 a 21.

Já no segundo, os anfitriões chegaram a empatar em três oportunidades, mas ainda assim o Lakers seguiu na frente por 44 a 41.

Na volta do intervalo, o Nuggets finalmente passou na frente, abrindo três pontos após bandeja de Timofey Mozgov. O Lakers retomou as rédeas do embate, liderando por quatro pontos ao fim do terceiro período.

No quarto derradeiro, o jogo ficou mais disputado. Harrington fez duas cestas de três seguidas, diminuindo a vantagem de Los Angeles para um ponto. Restando cerca de dois minutos para o fim, o Lakers vencia por 89 a 85. Nenê fez uma bandeja e a diferença caiu para dois, mas em seguida Derek Fisher converteu um arremesso.

Faltando 31 segundos, Nenê deu uma enterrada, e o placar era de 91 a 89 para Los Angeles. Em seguida, Nenê bloqueou um arremesso de Bynum e o Nuggets tinha a posse de bola, restando 11 segundos. Então, Harrington falhou em seu arremesso, sacramentando a vitória do time angelino.

O Lakers possui 14 vitórias em 23 partidas, enquanto o Nuggets está com 15 triunfos e oito derrotas.

Destaques

L.A. Lakers

Andrew Bynum: 22 pontos, dez rebotes, três bloqueios
Pau Gasol: 13 pontos, 17 rebotes
Kobe Bryant: 20 pontos, seis rebotes, nove assistências, 7-23 em arremessos

Denver

Ty Lawson: 14 pontos, sete assistências
Andre Miller: 16 pontos, sete assistências
Al Harrington: 24 pontos, oito rebotes
Nenê: 12 pontos, seis rebotes

Indiana Pacers 98 x 87 Dallas Mavericks

O Indiana Pacers foi até o Texas enfrentar o Dallas Mavericks e conquistou a sua quarta vitória consecutiva graças ao ótimo jogo do ala-armador Paul George, destaque da partida com 30 pontos, nove rebotes e cinco roubadas.

David West adicionou 20 pontos e seis rebotes, enquanto Danny Granger ficou com 16 pontos, cinco rebotes e cinco assistências.

Pelo Mavs, que perdeu a segunda seguida, Dirk Nowitzki obteve 30 pontos, sua melhor pontuação na temporada. Ainda sem o armador Jason Kidd, contundido, o Mavs ainda teve Vince Carter com 14 pontos e cinco passes decisivos.

No primeiro tempo, os donos da casa foram um pouco melhores, e chegaram a estar na frente por sete pontos. No entanto, o Pacers reagiu e foi para os vestiários perdendo por 53 a 52.

Na volta do intervalo, o Pacers virou, e em menos de dois minutos, já vencia por seis pontos. Pouco depois, a diferença já era de dez.

Nos 12 minutos finais, o Mavs encostou e a vantagem de Indiana caiu para quatro pontos, mas George, em noite inspirada, fez oito dos próximos 15 pontos de sua equipe e na metade do último período, os visitantes venciam por 17 pontos. O Dallas ainda tentou voltar ao jogo, mas já era tarde.

Agora, o Pacers possui 16 vitórias em 22 partidas, enquanto o Mavericks está com 14 vitórias e dez derrotas.

Destaques

Indiana

Paul George: 30 pontos, nove rebotes, cinco assistências, cinco roubadas, 7-11 em três pontos
David West: 20 pontos, seis rebotes
Danny Granger: 16 pontos, cinco rebotes, cinco assistências
Roy Hibbert: nove pontos, 14 rebotes
Darren Collison: 13 pontos, seis assistências

Dallas

Dirk Nowitzki: 30 pontos, sete rebotes
Vince Carter: 14 pontos, cinco assistências
Jason Terry: dez pontos

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Eduardo

    Mesmo o Dallas perdendo o jogo fico feliz que graças a DEUS ele voltou, Let’s GO Mavs !!!

  • p. george foi um monstro nesse jogo, o dallas nao aguentou o ritmo forte e coletivo de jogo do pacers

  • Tiago

    Haaaaa muito engraçado !!!!!!
    Ontem eu vi o jogo e que arbitragem mais tendenciosa pro time do Nuggets.
    Agora vcs colocarem que “Nenê bloqueou um arremesso de Bynum e o Nuggets tinha a
    posse de bola, restando 11 segundos”.
    O Nenê fez uma falta clara e o juiz nao marcou . Até um cego marcaria.
    No final do jogo o Kobe nem tinha mais força pra reclamar do juiz .

    • Gustavo Freitas

      Sou tendencioso, assim como a arbitragem. hahahaha.

      Não, po. Eu vi o jogo. Só que eu coloco o que foi marcado. Mas que foi falta, foi.