(15-7) Cleveland Cavaliers 121 x 114 Atlanta Hawks (4-17)
Fora de casa, o Cleveland Cavaliers superou o Atlanta Hawks na noite de quinta-feira e alcançou o seu décimo triunfo de forma consecutiva. O time de Ohio recuperou-se durante a partida, após estar perdendo por oito pontos durante o primeiro tempo, mas uma mudança defensiva fez com que o Cavs batesse seu adversário. Dennis Schroder fez o que quis (17 pontos) nos 24 minutos iniciais e, então, LeBron James o marcou na segunda etapa, fazendo a diferença.

No primeiro quarto, o Cavaliers começou melhor e abriu cinco pontos após enterrada de LeBron. A vantagem subiu para seis depois de cesta de três de Jae Crowder, mas o novato John Collins fez sete seguidos para o Hawks virar em 19 a 18. Depois, Collins acertou seu arremesso para deixar em 26 a 23. O Cavs voltou a liderar e o ritmo seguiu acelerado. LeBron recolocou sua equipe na frente em 34 a 31, Kyle Korver, ex-Hawks, fez de três e Jeff Green, em lances livres, deixou em 39 a 33. O veterano Dwyane Wade ampliou a diferença para sete. Então, os reservas do time da casa trataram de mudar o panorama. Ersan Ilyasova e Marco Belinelli fizeram 13 dos 16 primeiros pontos do Hawks no segundo período e os anfitriões tomaram a liderança em 51 a 49. Aí, Schroder abusou da velocidade em cima de Jose Calderon e, com três bandejas seguidas, colocou a equipe de Atlanta na frente em 67 a 58. Kevin Love, em três lances livres e J.R. Smith, com cesta de três, amenizaram a situação e os times foram para os vestiários com o Hawks na frente por 67 a 63.

Na volta do intervalo, com Jeff Green no lugar de Calderon, o Cavs virou rapidamente anotando oito pontos sem resposta do oponente. Enquanto o Hawks tinha dificuldades para pontuar, o Cavaliers acertou três arremessos de longa distância seguidos e o placar já estava em 93 a 82. Cedi Osman deixou os visitantes na frente por 99 a 89. As equipes trocaram cestas de três no começo do quarto decisivo, mas o Cavs seguia na frente, por 109 a 102. Schroder cortou para cinco, porém o Hawks, que já não contava com Dewayne Dedmon e Mike Muscala, contundidos, perdeu Collins com uma lesão no ombro esquerdo e não retornou. Ilyasova diminuiu para um ponto, porém LeBron acertou de três e deu passe para Wade ampliar para 118 a 112, restando pouco mais de um minuto para o fim. Os dois ainda converteram um lance livre cada e o Cavs garantiu o resultado.

Destaques

Cleveland

Kevin Love: 25 pontos, 16 rebotes, cinco erros de ataque
LeBron James: 24 pontos, 12 rebotes, seis assistências
Dwyane Wade: 19 pontos
Jae Crowder: 15 pontos
Jeff Green: 12 pontos

Atlanta

Dennis Schroder: 27 pontos, cinco assistências
Ersan Ilyasova: 22 pontos, quatro roubadas
Marco Belinelli: 18 pontos, cinco assistências, quatro rebotes
John Collins: 13 pontos, sete rebotes
Taurean Prince: 12 pontos, quatro rebotes


(12-9) Philadelphia 76ers 97 x 108 Boston Celtics (19-4)

Destaques

Philadelphia

J.J. Redick: 17 pontos, cinco assistências
Dario Saric: 18 pontos, dez rebotes, quatro assistências
Ben Simmons: 15 pontos, sete assistências, seis rebotes, cinco roubadas, cinco erros de ataque
Robert Covington: 11 pontos, cinco rebotes
Timothe Luwawu-Cabarrot: 11 pontos, quatro rebotes
Jerryd Bayless: dez pontos, quatro rebotes

Boston

Kyrie Irving: 36 pontos, quatro rebotes
Al Horford: 21 pontos, oito rebotes, cinco assistências
Marcus Morris: 17 pontos, cinco rebotes
Jayson Tatum: 15 pontos


(3-17) Chicago Bulls 110 x 111 Denver Nuggets (12-9)

Destques

Chicago

Lauri Markkanen: 20 pontos, nove rebotes
Robin Lopez: 20 pontos, seis rebotes
Kris Dunn: 19 pontos, cinco rebotes, cinco assistências
Justin Holiday: 16 pontos
Paul Zipser: 11 pontos

Denver

Will Barton: 37 pontos, três roubadas
Gary Harris: 21 pontos, três roubadas
Kenneth Faried: 14 pontos, 13 rebotes
Trey Lyles: dez pontos, seis rebotes


(11-9) Milwaukee Bucks 103 x 91 Portland Trail Blazers (13-9)

Destaques

Milwaukee

Giannis Antetokounmpo: 20 pontos, nove rebotes, cinco assistências, três roubadas, três bloqueios
Khris Middleton: 26 pontos, sete rebotes, quatro assistências
Eric Bledsoe: 25 pontos, quatro assistências
John Henson: 13 pontos, dez rebotes
Malcolm Brogdon: dez pontos, quatro assistências

Portland

Jusuf Nurkic: 25 pontos, 11 rebotes, três roubadas, seis erros de ataque
Damian Lillard: 18 pontos, sete rebotes, sete assistências, cinco erros de ataque
C.J. McCollum: 15 pontos, seis rebotes, cinco assistências


(11-11) Utah Jazz 126 x 107 Los Angeles Clippers (8-12)

Destaques

Utah

Alec Burks: 28 pontos, sete rebotes, cinco assistências, três roubadas
Donovan Mitchell: 24 pontos, seis assistências
Ricky Rubio: 15 pontos, seis assistências
Thabo Sefolosha: 15 pontos
Jonas Jerebko: 14 pontos
Derrick Favors: 12 pontos, 12 rebotes, quatro assistências
Joe Ingles: 11 pontos, seis assistências

Los Angeles

Austin Rivers: 25 pontos, seis assistências
Lou Williams: 20 pontos, cinco assistências
DeAndre Jordan: oito pontos, 16 rebotes
Montrezl Harrell: 13 pontos
Wesley Johnson: 11 pontos

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Mathias

    Aqui não queridinha…

    NOPE. pic.twitter.com/Ca7cmrtmMd— Cleveland Cavaliers (@cavs) 1 de dezembro de 2017

    • Rogério A S Ifanger

      Muito absurdo isso ………. ta loko

    • Marcio

      Que isso em

    • Rogério Rodrigues

      Credo, humilhante esse block

    • Joabe#GoSpurs

      Absurdo esse toco, slc!! LeBron faça mais isso n cara, rs..

    • Will

      Giba neles! rsrs

    • xmaah

      o primeiro block foi demais e a comemoração do segundo hahaha levando uma de Mutombo.

  • Asf 152

    Esse time do Boston joga bonito de mais ofensivamente, só cesta bonita, o Kyrie Irving joga muito, pra mim, vai ser MVP um dia, Tatum também jogou muito nos dois lados da quadra, Horford muito inteligente, o que tem de torcedor do Boston queimando à lingua com o Horford. E destaque também pro Rozier, sempre vem com umas bolas de três importantes pro time, e parabéns também ao 76ers, mesmo com o Boston jogando muito melhor, os 76ers manteve o placar equilibrado até boa parte do último quarto

    • Hugo Aureliano

      Sixers sem Embiid, TJ, Fultz, Anderson… fez um jogo digno, mas perde demais defensivamente sem esses caras.

  • Diego Costa
    • Alex Alves

      Realmente foi um achado, em uns dois anos ele e Gobbert devem conseguir levar o Jazz longe.

  • Alex Alves

    Clippers esta passando por uma temporada caótica, 8 vitórias em 20 partida além de perder 4 titulares por lesão.

    Acho que não pegam offs essa temporada talvez o tank esse ano seja o ideal.

    • Rogério Rodrigues

      Deveriam fazer igual Spurs fez quando o almirante se machucou. Foram pro tank e trouxeram ninguem menos que Tim Duncan… o resto é história.

      • Vitor Martins

        O problema é que o Clippers, né? rs
        Torço muito para o Balmer levar esse time pra Seattle. O supersonics tinha a melhor identidade visual da liga, na minha opinião. O Clippers é muito azarado e o Lakers pode feder por mais umas décadas que Los Angeles vai continuar deles.

    • Lucas Antunes

      Ano que vem se Deus quiser e em 2019 a gente sorri a toa hahah (tem a ainda a pick dos grizzlies pra brincar)

      • Alex Alves

        Mas cara o time deles é bom, a questão é o azar. Se eu fosse o GM deles troca o Jordan com o Cleveland pela pick Nets + algum jogador decente (bater salário).

        Ou seja assumiria que o time iria para o tank, se o time conseguir um pick top 10° eles teriam dois bons prospectos na próxima temporada mais a base do time ai é só ir na F atrás de algum jogador top.

        • Gustavo Henrique

          Sem dúvidas, trocar DeAndre Jordan pela Pick Nets seria ideal para o planejamento do ano que vem. Vai pra Tank e monta um bom time com Blake, Beverley e Teodosic

        • Lucas Antunes

          basicamente trocaria DJ por uma pick top10? sei la, acho que ele vale mais do que isso (mesmo que o que a última offseason tenha mostrado algumas trocas bizarras).. Honestamente, tbm acho o time bom, mas acho o Doc um tecnico bem questionável e o elenco tem mts jogadores (coadjuvantes) de vidro.. Por isso acho que pro Clippers funcionar, depende de muitos fatores (como o melhor estado físico e técnico do elenco)..

          Pra ser sincero, n acredito em tank nem pra essa e pra próxima temporada (até pelo fato de reassinar com griffin e trazer um bom jogador como gallinari).. mas nunca se sabe né.. tbm duvido que Memphis entre em tank (pq isso significaria negociar gasol que n quer nada além de competir nessa fase da carreira). Enfim, o jeito pra gente é torcer pra que ambos continuem não conseguindo os resultados e ano que vem a bagunça se repita kkk

  • Rodrigo Soares

    Que bela classe de novatos essa em ! Se fala muito em Simmons, Ball, Tatum… mas nao da pra nao falar do Mitchell e do Markkanen, ambos estao fazendo grandes temporadas, jogando com muita atitude. Tem tudo pra serem pilares de suas equipe ja num futuro proximo. (No caso do Bulls , o Markkanen ja é referencia nessa temporada)

    • Paulo Henrique

      Olho no Collins do Hawks tbm, menino tá jogando certinho

      • Rodrigo Soares

        Bem lembrado, ta com boas medias tambem.

    • Vitor Martins

      Acho que com o tempo o Tatum vai ser o melhor jogador desse draft, mas pra mim o que faz a melhor temporada até aqui é o Mitchell. Ele joga demais.

  • Vinícius Maia

    Cavs ganhou, mas ontem fiquei impressionado vendo o Hawks jogar. O que falta nesse time é talento, porque é um time muito bem treinado. A movimentação de bola é fantástica. O cavs (que já não é uma referência no quesito defesa), ficava perdido diversas vezes com a fantástica movimentação de bola da equipe. Havia momentos em que a bola passava na mão dos cinco jogadores sem que ninguém segurasse por mais de 3 segundos. Espero que esse time mantenha o padrão de jogo e consiga trazer bons talentos num futuro próximo, pois dá gosto de assistir os caras.

    • Albert Santos

      O técnico deles é absurdo.

  • Jefferson Cavalcanti

    Um dia Invicto. Go Suns.

  • Pundinzinho

    LeBronha teve 12 assistências e 6 rebotes, não?

    • Albert Santos

      Isso aí.

  • 76

    Ganhar do Boston sem Embiid e ainda dentro do TD Garden com a arbitragem toda deles é complicado. Arbitragem é sempre caseira, mas em Boston eles abusam. Operaram meu Sixers

    • Leo #GoCeltics ☘🏆

      Quanto choro

      • 76

        Lá no TD tem que jogar muito, se n não leva

        • Victor – Aqui é Grêmio

          TD Garden, vulgo “quintal do LeBron”.

          • 76

            Esse vai lá e arrebenta

    • LETS GO CAVS #WINNER2018

      Seu sixers é ajudado todo jogo em casa. E mesmo ajudado contra o Cavs, Não conseguiu ganhar kkkkkk

      • 76

        Tbm te amo

        • LETS GO CAVS #WINNER2018

          É uma conexão do caos

    • Marcelo Desoxi

      TD Garden é osso, Detroit que o diga.

      • 76

        Tem que jogar muito pra ganhar lá

    • Celtics :( 🐳👴☘

      Não ganharam em Philadelphia com o Embiid, iriam ganhar em Boston sem? Kkkk

    • Thomazbrasil

      Kkkkkk péssimo perdedor!!!!!

  • Mateus Freitas

    O Cavs engrenou. Quero ver quando eles pegarem uma sequência com times do Oeste pra ver como vai ser. Mas o time tá legal.

  • 76

    Kyrie é o jogador mais talentoso da NBA

  • Gustavo – DefendTheLand

    LeBron deu 2 tocos de um grau de dificuldade altissimo, incrivel como ele permanece um monstro fisicamente na sua 15° temporada.

    • Albert Santos

      Graças a Deus.

  • Vitor Martins

    Vou repetir o que eu falei no post da rodada:

    Quando eu era criança meu primo tinha a coleção com todos os cavaleiros
    do zodíaco na caixa, ele nem abria pq não podia estragar, ai ficava
    brincando com uns bonecos falsificados. Sixers é meu primo, Embiid e
    Fultz são os cavaleiros do zodíaco e Bayless e Amir Johnson são os
    bonecos falsificados.

    Alguma coisa tá muito errado. É claro que o “processo” deu certo. Se você fede por meia década é bem provável que vai ter pirralhos promissores, mas o asterisco que tinha o sixers ainda permanece: era um time com muito potencial, mas com evidentes problemas de lesão e com incertezas de encaixe. Embiid e Simmons são forças da natureza e já chegaram bons na NBA. Nem precisam, mas ainda devem evoluir (principalmente Simmons e seu arremesso), temos que ver ainda o Fultz, a princípio o encaixe com Simmons não vai ser tão simples, mas é verdade que o time atingiu ao menos algum padrão de jogo rápido para lutar por um lugar nos playoffs. No entanto, o maior problema continua sendo a saúde. Eu achei que ontem ele iriam se testar mais contra o melhor (?) time da temporada até aqui, mas resolveram poupar o Pivô de ossos de kitkat. É extremamente broxante ter dois jogadores de tal calibre e não poder usar, mesmo tão jovens assim. Deram como desculpa a derrota pro Cavs pelo Embiid estar “casado” e não conseguir acompanhar mais as jogadas no fim de jogo. Isso é bem preocupante pra mim. Embiid é mais poupado que o Ginobili e ninguém parece saber o que acontece com Fultz, sem nenhuma previsão de volta ou do porque ele sente dores. Claro que o Sixers tá certo de fazer um trabalho preventivo de lesões, mas torço para que não sejam eternos brinquedos numa caixa.

    • TRUETHIAGO

      A analogia é até engraçada, mas não condiz muito com a realidade. Uma das gafes que cometeram na temporada foi colocarem o Fultz para jogar com o ombro machucado. Ou seja, pelo contrário, não tiveram esse zelo que você insinua.

      No caso do Embiid, sim, esse planejamento existe desde o começo da temporada. Ontem foi o segundo B2B do Sixers que ele ficou de fora, assim como num jogo em Toronto, em outubro. Faz parte, estamos falando de um jogador que ficou mais de 2 anos sem jogar, que possui claras limitações físicas e vão ter de lidar com isso. Eu também adoraria que jogasse todos os jogos, sem minutos monitorados, 35/40 MPG, etc. Ademais, para mim o maior acerto da comissão técnica vem sendo justamente essa rotação inteligente que fazem com ele, distribuindo bem seu tempo de quadra. No total, ele participou de 18 dos 21 jogos até agora; a mesma quantidade do querido Ginobili.

      Sobre o encaixe entre Fultz e Simmons não ser compatível, também discordo e inclusive já respondi essa questão em outras mensagens. Nem no High School o Fultz não jogava exatamente como um armador típico, embora tenha qualidade no passe e saiba jogar com a bola nas mãos. Tanto que uma daquelas comparações que faziam com ele naqueles posts de análise, em termos de estilo, era Wade.

      Enfim, eu sou bastante cético, evito de cair em oba oba exagerado, mas até o momento a temporada da equipe tem disparadamente mais pontos positivos do que negativos.

      • Vitor Martins

        Sem dúvida tem mais pontos positivos, e acho que eles estão absolutamente certos de poupar o Embiid e de zelar o Fultz (mesmo que tenham demorado para perceber isso com armador), eu só fico triste que é assim quando eles são jovens, temo um pouco pela carreira.

        Quanto ao encaixe, eu não disse que vai dar errado, disse apenas que temos que esperar. Colegial é outra coisa. Lonzo dominava jogos e arremessava decentemente, por exemplo. Fultz jogava lá bem sem a bola, mas eu tenho minhas dúvidas que eles pensavam no Simmons como “armador” legítimo antes da troca de escolhas com o Celtics. Enfim, é cedo pra dizer pq eles jogaram muito pouco juntos e colocaram o Fultz pra vir do banco bizarramente. Acho apenas que não vai ser algo fácil encaixar ele no time.

        • Fillipe Carel

          To com o Thiago, Fultz é mais Score do que armador, e quanto a sua dúvida se eles pensavam se Simmons seria o armador legítimo, sim, essa sempre foi a idéia. Brett Brown deu várias entrevistas nesse sentido em todo período que o Simmons ficou sem jogar.
          É normal ficar com o pé atrás, principalmente depois da queimada que a franquia deu no rapaz colocando ele para jogar machucado, mas tenho muita expectativa nesse trio. Agora só dando tempo ao tempo e ver oq vai acontecer.
          Lembrando que Fultz será reavaliado daqui umas duas semanas, já com expectativa de talvez ser liberado para jogar.

      • Alex Alves

        Na minha opinião o 76 tem um grande dupla Embiid (estão certos em poupar o jogador) e Simmons e apostar nela para o futuro porem eu observaria Avery Bradley que vai ser FA na próxima temporada, se conseguirem ele seria um grande trio.

        E se realmente Fultz não encaixar não tem problema eu trocaria ele em algum All-Star top sob contrato (que jogador não quer liderar esse trio).

    • Fillipe Carel

      Meu sonho era ter esses bonecos do Cavaleiros dos Zodíacos. kkkkkkkk

    • Albert Santos

      Belo comentário mano !

  • Doug

    Papai Lebrão está mesmo roubando corações! Praticamente, o Kano do antigo Mortal Kombat…

    • Albert Medeiros

      Esse “fatalaty” era foda,kkkkkkkk

  • TRUETHIAGO

    Não gosto de opinar sem ter visto o jogo, mas não dava para imaginar alguma coisa diferente de derrota ontem. As bolas de 3 voltaram a cair, só que o time sem o Embiid perde demais na defesa.

    Tomara que não seja nada grave com o McConnell, pois ele também é muito importante vindo do banco.

    • Doug

      Realmente, Thiago. Concordo nas suas duas observações. TJ é um step sensacional para esse time. Gosto muito dele. A dinâmica que ele dá ao jogo é demais. E o Embiid é intimidador no garrafão.

    • Rafael Vieira

      Embiid e o melhor jogador do time, perde muito ofensivamente também. Ele mais o Simmons estão se dando muito bem. O sixers e um dos times mais legais de assistir na temporada, na minha opinião

  • Vitor Martins

    O GM do Jazz era assistente de GM do San Antanio. Ele tava envolvido no Draft do Ginobili. Disse haver similaridades entre o jogo do Mitchell com o do argentino. Não gosto muito dessas comparações, mas até aqui (tirando o Simmons) é o calouro que eu mais gosto de ver jogar. Desde quando virou titular absoluto do time tem: 17,5pts 4,2ass 3,8reb, com 43% de FG (39 3PT%). Ainda acredito que Tatum (até pela idade) vai ser o melhor jogador desse draft daqui alguns anos, mas pra mim hoje quem faz a melhor temporada é o Mitchell. “Pena” jogar no Jazz e não ter muito hype. Se tivesse sido a escolha do Knicks, por exemplo, ia ter muita gente defendendo o ROY pra ele. Em Utah é complicado. Vi muita gente dizendo que o Hayward é mais ou menos e que o Celtics não ia sentir tanta falta dele assim. Pouquíssima gente presta atenção no time do Jazz.

    • Alex Alves

      Mas agora é Mitchell + Gobbert pensando que em mais uma temporada Mitchell vai ficar ainda melhor, na temporada 2019/2020 é só buscar um FA top que conseguiriam um excelente trio.

      * Lembrando claro que eles possuem um dos melhores técnicos da NBA

    • Bruno Macedo

      Por enquanto não acredito muito no Mitchell não ele é meio peladeiro, mas é novo entao pode e nesse time que falta talento pode ta inflando um pouco os números dele tem que ver com o passar dos anos.

  • Victor – Aqui é Grêmio

    Temporada 2017-18 do LeBron James até aqui…

    …é a melhor dele em:
    – aproveitamento dos arremessos de quadra (geral, de 2 e de 3 pontos);
    – TS% e EFG%
    – arremessos de 3 pontos convertidos por partida;
    – tocos por partida.

    …é a segunda ou terceira melhor temporada dele em:
    – assistências por partida;
    – rebotes por partida;
    – arremessos convertidos por partida;
    – PER (lidera a liga, depois de 4 temporadas).

    …é TOP 5 em:
    – pontos por partida;
    – arremessos de 2 pontos convertidos por partida;

    Tudo isso sendo a terceira temporada com menos minutos por partida (ainda assim, são 37 minutos) e a que ele menos vezes vai pra linha de lance-livre, menos, inclusive, que a temporada de rookie.

    —————————————————————————————————————————–

    Levando isso em consideração, não há dúvidas que ele é uma aberração física. Muitos jogadores estão em plena decadência aos 33 anos, mas esse cidadão segue EVOLUINDO. São 15 temporadas na carreira e a gente não sabe se chegou no auge, o que é absurdamente espantoso.
    Uma hora o declínio físico e/ou técnico vai chegar. É a lei da vida. Mas cada dia que passa faz com que a gente pense que o até então inalcançável Kareem Abdul-Jabbar possa deixar de ser o maior pontuador da história da NBA.

    • Leonardo

      Dados muito interessantes e legais, o que James vem fazendo essa temporada é realmente monstruoso.
      Sobre a idade do LeBron, vale lembrar que Jordan ganhou o sexto anel aos 36 anos e no auge do seu basquete, Kobe estava em uma das melhores temporadas de sua carreira – individualmente – quando teve a lesão no tendão de aquiles. Kareem então, nem vamos contar pra exemplo de longevidade. Acho que LeBron até pode vir a ter um declínio físico daqui 2/3 anos, mas é um jogador espetacular demais e salvo alguma lesão deve manter o alto nível até o final da carreira e como você disse, quem sabe tentar alcançar Abdul-Jabbar.

      • Thiago26 // NBA GAME

        Não só nesta temporada. Há exatas 15
        Kkkkkkk

        • Leonardo

          Capaz, não vi nada demais nesses últimos 15 anos kkkkkkkkkkkkkkk

      • Victor – Aqui é Grêmio

        Precisa de, pelo menos, mais 3 temporadas em alto nível e sem lesões para se aproximar. Hoje, passar o Kobe é quase uma certeza, passar o Malone é provável e passar o Kareem é possível.

  • TRUETHIAGO

    Aproveitando o ensejo, +/- OFF, ontem o Jonah Bolden (pick #36 do Draft 2017), stash do Sixers, flertou com um raríssimo 5×5 na vitória do Maccabi Tel Aviv, pela EuroLeague.

    Esse é um que dá para enxergar claramente na filosofia que estão criando, super versátil, pode tanto ser backup para o Saric, quanto jogar de pivô num Small Ball.

    #AUSSIEBROTHERS

    https://pbs.twimg.com/media/DP6htbMUIAAGan6.jpg

  • Marcelo Desoxi

    Mitchell for ROOY.

    • Brad

      Tatum tb tá no pareo.

  • Brad

    Donovan mitchell é bola demais, acabou com o jogo.

  • Cedi LeBrOSMAN

    Podem reclamar do Lue, mas ontem ele foi mt bem. O ajuste q ele fez no intervalo ajudou demais a equipe . Tirou o Calderón q tava péssimo na marcação do Schroder, e botou o LeBron de armador com o Jeff Green na vaga do espanhol. Isso fez mt diferença, pq essa nova versão do LeBron está disposta a marcar (2 tocos impressionantes ontem, com a marca dele) e ontem ele praticamente anulou o Schroder no 2º tempo.
    Kevin Love depois de uma partida horrível (ao meu ver justificável, ele passou mt tempo marcando o Embiid e isso faz efeito no ataque, já q ele se desgasta mais), vem de 2 excelentes partidas.
    Cedi Osman novamente aproveitando bem a oportunidade, e agora com essa cirurgia no joelho q o Shumpert teve fazer… talvez tenha mais minutos para ele nos próximos jogos. É mt eficiente e sabe usar sua altura a seu favor para brigar por rebotes de ataque e contestar arremessos.
    Wade tbem foi fantástico! 4 steals e 2 tocos! Excelente atuação defensiva!
    Q venha a 11ª vitória seguida!

    • Erico

      Não acha que 37 minutos pro LeBron ontem foi muito? O LeBron marcando e jogando 38 minutos por jogo vai chegar só o bombom nos offs! Acho que jogos como o de ontem e time tem que matar logo o jogo.

      • Cedi LeBrOSMAN

        Acho q 37 minutos para baixo tá OK. O problema é jogar por uns 39, 40 minutos. Aí ñ é ideal. E ontem o Cavs teve seus momentos de boa vantagem no jogo, durante o 2º tempo. Não foi intenso durante todo o jogo, principalmente no 1º tempo, em q a defesa deixou a desejar.

      • Vinícius Maia

        Para quem jogava 40 minutos, 37 tá um luxo kkk

        Mas ontem o jogo não foi muito intenso.

    • Guilherme Petros

      E a galera ainda quer pq quer trocar o Love no Carmelo. Que louco acha isso razoavel em 2017?

    • Thiago26 // NBA GAME

      1 jogo bem e 81 ruim não adianta para o Lue =)

  • Jaspion Dunkador

    Alguma informação sobre Jokic? Parece que a lesão é preocupante. Se ficar mais de 2 meses de molho adeus offs.

  • Michel Moral

    Aos poucos a temporada vai florescendo e cada time se encaixa no seu devido lugar.

    Sixers ainda é um time claramente abaixo de Cavs e Celtics. Deve brigar por posições com Pistons (a grande surpresa até aqui) e Bucks.

    Raptors e Wizards têm sido assim nas últimas temporadas. Momentos bons e ruins, de repente, emplaca 15 vitórias e 5 derrotas e dão aquela subida na tabela, que garante mando de quadra…

    Claro, né?! Considerando os times saudáveis…

    • Julio Zago

      Eu iria comentar sobre isso. Na Leste me parece que Cavs e Celtics estão um pouco a frente dos demais, como era de se esperar.
      Pistons e Raptors se mostram adversários de respeito também, Wizards até este momento decepciona, mas deve crescer, tem time pra isso, mas hoje está abaixo na luta pelo mando de quadra.
      Já no dito Oeste Selvagem existem 3 times muito a frente dos demais e até este momento o OKC se mostra uma grande decepção, até pode reagir e classificar, até por que a concorrência é baixa, mas salvo alguns lampejos o basquete apresentado não agrada.

  • DNT

    Bronha já jogando em tom de despedida, provavelmente, próxima temporada irá se juntar a PG, Cousins, AD e ao ”monstruoso” Lonzo Ball; no LA Lakers.

    • Vitor Martins

      o Westbrook não vai junto não? Lonzo vai precisar de backup…

  • Thomazbrasil

    Realmente LeBron jogador arrebentou. Só acho complicado a quantidade de pontos que o Cavs leva por jogo… complicado!!!!!

    • Pedro Cortez

      5 pior defesa senao me engano

      • Henrique

        Mais tirando ontem, nos últimos 8 jogos tava defendendo muito bem

  • – Tiago

    Boa derrota Bulls, continue assim KKK

  • Claudio R.

    É muito errado considerar Lebron pra DPOY?

  • marcelo pinaffo

    O q pensa uma estrela da nba pra escolher um time? Panela, dinheiro, ou um time com um padrao de jogo definido, um tecnico bom, q com um time mediano consegue bater de frente com os tops. Pq olha o utah, um time medio com a saida do GH, e ainda atrapalhando alguns times q disputam os offs. Imagina esse time com um FP? Sera q eles nao olham isso?
    E o grego ja pode ser considerado um two way top 5 da liga?