E mais: Heat atropela Pacers e Spurs derrota Pistons

Mais uma vez, Jeremy Lin.

O armador foi o principal responsável pela sexta vitória consecutiva do New York Knicks. A equipe foi até o Canadá e superou o Toronto Raptors por 90 a 87, com uma cesta faltando cinco décimos de segundo do novo “queridinho” da NBA.

Com 11 pontos de vantagem no intervalo e nove entrando no último período, o Raptors esteve no controle das ações durante a maior parte da noite. Restando 90 segundos para o fim, os locais venciam por 87 a 82 e tinham a vitória nas mãos. A partir daí, o Knicks consolidaria a virada.

Os visitantes não sofreriam mais pontos e Lin marcou os seis pontos finais da noite. Primeiro, ele conseguiu uma cesta e falta para empatar o confronto em 87. Um minuto mais tarde, a bola voltaria para as mãos do jovem jogador e ele resolveu o jogo: uma cesta de três pontos contestado para fechar o confronto em fechar o placar.

Lin saiu de quadra como cestinha da noite: 27 pontos. O ala-pivô Amare Stoudemire, que retornava ao time nova-iorquino, contribuiu com 21. Pelo Toronto, o armador Jose Calderon converteu 25 pontos.

Destaques

New York

Jeremy Lin: 27 pontos, 11 assistências, oito erros de ataque
Amare Stoudemire: 21 pontos, nove rebotes
Tyson Chandler: 13 pontos, nove rebotes

Toronto

Jose Calderon: 25 pontos, sete rebotes, nove assistências, quatro erros de ataque
Linas Kleiza: 15 pontos, 11 rebotes
DeMar DeRozan: 14 pontos, seis erros de ataque
Leandro Barbosa: 13 pontos, cinco rebotes
Amir Johnson: dez pontos, cinco tocos

Miami Heat 105 X 90 Indiana Pacers

O Miami Heat viajou até Indiana e não tomou conhecimento do Pacers. Tomando as rédeas do confronto desde o início e contando com mais uma boa atuação do ala LeBron James, os visitantes não tiveram problemas para alcançar sua 23ª vitória na temporada.

Basicamente, o jogo foi resolvido no primeiro tempo. Convertendo mais de 55% dos arremessos tentados, o Heat disparou no marcador com facilidade e nunca foi sequer ameaçado pelo oponente. No intervalo, o placar anotava 68 a 39 e o único trabalho que a equipe da Florida teria no restante da partida seria administrar a larga vantagem.

James foi o cestinha do jogo com 23 pontos. O calouro Norris Cole saiu do banco para contribuir com outros 20. Pelos locais, o ala-pivô David West fez 14 pontos.

Destaques

Miami

LeBron James: 23 pontos, nove rebotes, sete assistências, quatro roubos de bola
Norris Cole: 20 pontos
Dwyane Wade: 16 pontos, seis rebotes
Chris Bosh: 13 pontos, sete rebotes

Indiana

David West: 14 pontos
Paul George: 12 pontos, seis erros de ataque
A.J. Price: 12 pontos
Tyler Hansbrough: 11 pontos, quatro rebotes
Roy Hibbert: dez pontos, cinco rebotes
Dahntay Jones: dez pontos

San Antonio Spurs 99 X 95 Detroit Pistons

Detroit esteve em festa para assistir à 1.055ª partida do pivô Ben Wallace na NBA, número recorde para um atleta não-draftado. O Pistons, por outro lado, “vacilou” no final e deixou a nona vitória na temporada escapar. Melhor para o San Antonio Spurs, que deixou a cidade ostentando o oitavo triunfo consecutivo.

Desde o início, o Spurs teve o controle do marcador e manteve distância confortável para o oponente. No último quarto, porém, o time permitiu a reação local e chegou a perder a liderança. Apesar disso, os texanos tiveram maior autocontrole nos momentos decisivos e recuperou a dianteira, garantindo a vitória, com um melhor aproveitamento na linha dos lances livres.

Apesar da derrota, o armador Rodney Stuckey saiu de quadra como o cestinha da noite, com 23 pontos. Pelo Spurs, o maior anotador foi o veterano Tim Duncan (18).

Destaques

San Antonio

Tim Duncan: 18 pontos, 13 rebotes, três tocos
Tony Parker: 14 pontos, sete rebotes
Tiago Splitter: 13 pontos, sete rebotes
Richard Jefferson: 13 pontos
Kawhi Leonard: 11 pontos, quatro rebotes
Matt Bonner: 11 pontos
DeJuan Blair: dez pontos, cinco rebotes

Detroit

Rodney Stuckey: 23 pontos, oito assistências
Tayshaun Prince: 18 pontos, cinco rebotes
Brandon Knight: 16 pontos
Ben Gordon: dez pontos

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • RafaelRox

    Esse veio pra ficar, jogador inteligente.

  • Diego

    esse Lin é um atentado, parece que sempre joga possuído.. agora o splinter ja teria vaga como titular em varios times da nba..