“Louco por outro título”, Rondo é apresentado pelo Mavericks

A apresentação de Rajon Rondo como novo reforço do Dallas Mavericks pode parecer o fim de uma história de alguns dias, talvez uma semana para a torcida do time. Mas, para Mark Cuban, a negociação foi muito mais longa. O dono da franquia revelou que a primeira tentativa de tirar o armador do Boston Celtics aconteceu há dois anos. Ele queria – e, finalmente, conseguiu – a contratação do all star para substituir um dos líderes da conquista do título de 2011.

“Rajon é um talento único e tem muitas semelhanças com Jason Kidd. Ele é um competidor, guerreiro em quadra, ótimo reboteiro e passador. Não é o melhor arremessador que existe, mas consegue finalizar próximo da cesta. E, acima de tudo, é um vencedor que pode fazer coisas incríveis aconteceram para seu time nos momentos decisivos”, avaliou o mandatário, que fechou a transação nos bastidores de um programa de entrevistas do qual participaria.

A troca foi bem mais simples para Rondo. Ignorando os rumores desde o início da semana, o jogador só ficou sabendo que deixaria a equipe que defendeu por toda a carreira e pela qual conquistou um título para atuar em Dallas na última quinta-feira, pouco antes do acordo ser oficializado. A saída de Boston e chegada ao Mavs também representa uma nova chance de ganhar um campeonato da NBA.

“Os últimos anos foram muito desafiadores. Eu tenho sido afortunado por atuar com futuros integrantes do Hall da Fama, em grandes times e para um grande técnico em Doc Rivers. E, agora, estou novamente na exata situação. Nós estamos preparados para competir por um anel e estou empolgado. Há um objetivo na minha mente e estou louco por outro título”, afirmou o novo reforço texano.

Para o Rick Carlisle, a contratação de Rondo traz uma série de mudanças. O time está acostumado a jogar com um armador arremessador e a bola nas mãos de Monta Ellis. Além disso, sua rotação perde três jogadores importantes (Jameer Nelson, Brandan Wright e Jae Crowder). O técnico sabe que o Mavericks precisará de ajustes, mas o reforço de um jogador da qualidade do ex-Celtic supera qualquer dificuldade.

“Sempre que você faz uma grande troca, a dinâmica do time vai mudar. Mas eu vejo Rajon como um reforço extremamente valioso e cheio de habilidade. Ele adora vencer e vamos descobrir uma forma de encaixá-lo. Aceitarei sempre que puder o desafio de acolher um jogador com seu nível técnico e de competitividade”, elogiou o treinador, sem se importar com as alterações que serão necessárias.

A contratação, porém, ainda não garante Rondo por muito tempo em Dallas: ele será agente livre irrestrito ao fim da temporada e pode deixar o time já em julho. Cuban assegura que o Mavericks vai “merecer” sua vontade de renovar o contrato. O armador está disposto a ser convencido. “Estou empolgado e otimista com a situação aqui. O futuro parece brilhante e quero vencer títulos o mais rápido – com sorte, mantendo todo o elenco junto”, encerrou.

Carlisle já anunciou que a estreia de Rondo acontecerá neste sábado, como titular, quando o Mavs encara o San Antonio Spurs. A partida terá transmissão ao vivo para o Brasil no canal Sports+. Cansado das seis prorrogações nos últimos dois jogos, os atuais campeões vão poupar os veteranos Tim Duncan e Manu Ginobili.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • DirkMito

    Eu como torcedor do Mavs não poderia estar mais empolgado, e tenho certeza que Cuban vai convencer o Rondo a ficar bastante tempo em Dallas, o Cuban sabe o que faz, seja muito bem vindo Rondo…

    • BetoMavs

      Assino em baixo Dirk Mito.

  • Boa sorte Rondo, te desejo tudo de bom pra você e com certeza nos torcedores do Celtics temos orgulhos de você ter feito parte da historia do maior vencedor da NBA! Torcerei por você jogar muito no dallas, e contra o celtics que você erra todos seus arremesos rs

    • lebron hairline

      Ta na hora de mudar a fotinha

  • Alessandro

    Eu sou Mavs Fan tambem e estou mega empolgado, mas o ponto principal é encaixar Rondo+Ellis, depois dos jogos iniciais (15 por aí) veremos o encaixe, e aí vai ser dificil ganhar do Dallas.
    GO MAVS!

  • More

    Só acho que ele já estava sim sabendo da troca, e exigiu ser trocado para Dallas. Especificamente para Dallas.
    Mas é issaê, é bom ter o Rondo no time, provavelmente vai ter uma dificuldade de adaptação, mas só temos a ganhar com ele.

  • More

    E esse vídeo ficou muito fraco, faltou emoção. Não mostraram ele com o big3, ou com o caneco… ele nem sorriu nesse vídeo. As versões dos fãs vão ficar muito melhores.

  • Uncle Drew

    Mavericks muda completamente a forma de jogar. É uma troca arriscada, ainda mais na conferencia Oeste, por vários fatores. Primeiro, Monta Ellis tava tendo a melhor temporada da carreira jogando mais com a bola na mão. Segundo, Chandler Parsons como fica? parece q vai ser mais um jogador de Catch and Shoot. Terceiro, Mavs terá q buscar um reserva pra Tyson Chandler, já falaram em Jermaine O’Neal mas a ESPN diz q ele está meio intrigado em se juntar ao Mavs, vejamos no q vai dar. A troca é de grande risco mas a recompensa pode ser alta.

  • 20 assistências por jogo do Rondo, nem precisa fazer ponto… Só é uma pena o Carter não fazer mais parte da equipa.

  • vinicius_Nba

    Ansioso pelo jogo de logo mais. Meu lado fã do esporte fica triste com as ausências de Duncan, Parker, Leonard e Ginobili, mas meu lado torcedor agradece rs.

  • FelipeB.

    Sem duvidas o time vai melhorar na defesa no perímetro, fazíamos armador reserva adversário parecer all star toda noite. A preocupação fica por conta da perda do Wrigth realmente. Ele dava descanso pro Chandler e também pro Dirk(não entendo a função do Villa). Mesmo que consigam um O’Neal da vida, a posição de PF ainda preocupa. Ou o Villanueva começa a jogar, ou teremos problemas contra times fortes no garrafão como Memphis, Portland e LAC

    • vinicius_Nba

      Acho que o Aminu vai ter que se desbobrar na posição 4 e tem potencial para jogar bem ali, ao menos defensivamente. Fica óbvio que o R. Jefferson também terá bem mais minutos a partir de agora.

    • More

      A função do Villa é a mesma do Stojakovic em 2011, um cara alto(ala-pivô) que pode arremessar de 3. E também facilita pra que jogadores menores, nesse caso o Ellis, possam infiltrar com mais facilidade porque vai ter menos gente no caminho.
      Mas a diferença é óbvia, o Stojakovic é muito superior ao Villa.

  • André Fagundes

    Jogadores como: Richard Jefferson, Devin Harris e Dirk Nowitzki tendem a aumentar a produção com um armador como Rondo na quadra, já o Monta Ellis eu quero ver as jogadas desenhadas pra ele cortando pra cesta provavelmente.

    Chandler Parsons eu lamento ele ter que ser sacrificado no ataque ou as coisas podem mudar com o tempo, mas a principio ele perde sua opção ofensiva.

    • Chandler Parsons é um dos mais beneficiados pelo estilo de jogo do Rondo… Alem do mais ele vai jogar como PF quando o Harris, Barea, Aminu e possivelmente o O’neal estiverem em quadra

      • DirkMito

        Eu não entendo esses comentários de que o rondo vai prejudicar os demais jogadores, sendo que o Rondo e um facilitador para todos, se fosse um Westbrook eu até concordava mais e o Rondo cara, pode até não dar certo, mais ele prenunciar os demais pra mim não faz sentido algum, pois Parsons e Monta estavam tendo que criar o próprio arremesso agora eles vao ter um facilitador para fazer a cesta, eu realmente penso assim rsrsrs

        • André Fagundes

          Quando Garnett e Allen juntaram-se ao Big Three em 2007. Rondo já estava no elenco então adaptação das duas novas estrelas foi mais fácil, pois eram eles que jogavam com a bola em seus antigos times e agora tinham um armador para qualificar o seu jogo (outro ponto a idade).

          Agora é um ataque que recebe um armador então muda todo o desenho das jogadas. Pick and Roll Rondo-Chandler vai ser fodástico.

  • Felipe Fernando

    Faverani seria uma Boa recomposição para o garrafão de Dallas? Eu acredito que sim

  • Sander

    Se ele(Faverani) estivesse estivesse jogando seria sim.

    • TRUETHIAGO

      Sei lá, do pouco que vi do Faverani não achei ele um jogador tão “interno” (ofensivamente gosta de chutes de média distância e até arrisca demais de 3, para um pivô), seria uma característica diferente. Talvez para jogar com uma formação mais de “abrir” a quadra, mas não vejo ele tendo a mesma capacidade defensiva.

      Um cara que acredito ser mais semelhante ao Wright é o Mason Plumlee, porem dependeria de uma nova trade, e não imagino o que os Mavs poderiam oferecer e, muito menos, que os Nets queiram negociar o garoto nessa fase onde já deixaram claro que irão abrir mão dos “medalhões” do elenco (consequentemente, dando mais espaço para os mais novos)

      Dos FAs, considerando as opções, só enxergo o O’Neal mesmo. Pensei em Emeka Okafor, mas esse aí está há mais de 1 ano sem jogar, o caso dele para ser extremamente delicado e nem sei se ele voltará a atuar um dia na NBA

  • Sander

    Está sendo muito estranho ver o Rondo com outra camisa…

  • TRUETHIAGO

    Não concordo com essa frase “perde três jogadores importantes na rotação”; Rondo substitui Jameer Nelson como PG titular, e creio que dispensa comentários quanto a diferença abismal que existe entre um e outro. Crowder nunca teve muito mais do que 15 MPG vindo do banco (nessa temporada estava com 10) longe de ser um Sixth Man… dá para se virar tranquilamente com Aminu/Richard Jefferson. A única baixa será mesmo o Brandan Wright, ele era uma peça fundamental da rotação, mesmo jogando poucos minutos (18/20 MPG), sempre produziu muito bem – quem joga Fantasy sabe como ele é eficiente – e tem um ótimo aproveitamento de FG%

    Típico role player importante, ainda mais se considerarmos que tanto o Tyson Chandler e, principalmente, Nowitzki não são mais garotos e precisam de um descanso durante as partidas. O Jermaine O’Neal que estão especulando até que cumpre razoavelmente essa função, mas não se pode desconsiderar a parte física além de várias lesões que sofreu nas últimas temporadas. Não vai ser simples encontrar um outro PF/C que cumpra o papel com tanta propriedade quanto vinha exercendo o Wright!