Magic Johnson: “Pistons dos bad boys transformou Jordan no maior de todos”

DETROIT - 1989: Michael Jordan #23 of the Chicago Bulls drives to basket against the Detroit Pistons during the 1989 season NBA game in Detroit, Michigan. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and/or using this Photograph, User is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. Mandatory copyright notice: Copyright 1989 NBAE (Photo by Andrew D. Bernstein/NBAE via Getty Images)

O Detroit Pistons do fim da década de 1980 marcou época na NBA por conquistar dois títulos, a sua defesa extremamente física e o obstáculo que impôs à ascensão definitiva de Michael Jordan. Tanto foi essa última parte que, até hoje, ambos os lados guardam muita animosidade entre si. As recordações do craque do Chicago Bulls sobre a equipe dos bad boys podem não ser boas, mas, para Magic Johnson, eles foram o rival necessário para “destravar” todo o potencial de MJ.

“Chicago transformou-se em um time campeão porque foi derrotado seguidas vezes por Detroit e continuou tentando superá-los, por ter tomado alguns golpes bastante desleais e seguir em pé. E os bad boys transformaram Michael no maior jogador de todos os tempos. Michael virou o maior porque precisou passar por eles”, avaliou o ex-armador do Los Angeles Lakers, em entrevista à rede NBC nesse domingo.

Johnson enfrentou aquele histórico time do Pistons, entre outras ocasiões, na final de 1989. Ele admite que, de fato, a abordagem física de Detroit sempre beirava a deslealdade – especialmente, com Jordan. “É preciso dar crédito para eles, porque aprenderam a vencer derrotando o Celtics de Larry Bird. Mas andavam em uma linha muito tênue mesmo, tanto que Chicago ainda os odeia. Dá para entender a raiva de Michael. Há uma rivalidade até hoje”, identificou.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.