March Madness – Oregon surpreende e elimina Kansas; Gonzaga confirma favoritismo contra Xavier

Região Meio-Oeste

(3) Oregon 78 x 60 Kansas (1)

  • Oregon chega ao Final Four do Torneio da NCAA pela segunda vez na sua história. O detalhe é que a primeira foi no distante ano de 1939. Foram incríveis 78 anos de “seca”!
  • Oregon teve um ótimo desempenho nos dois lados da quadra. Anotou 29 dos 57 arremessos de quadra que tentou (aproveitamento de 51%) e limitou Kansas a míseros 35% de aproveitamento. O detalhe é que Kansas teve uma média de 96 pontos nas três partidas que havia disputado neste March Madness.
  • O pivô Jordan Bell mostrou porque é um dos melhores defensores da NCAA. Ele foi dominante no garrafão e quase alcançou um triplo-duplo espetacular. “Só” faltaram dois tocos. Ele ainda alcançou uma marca de respeito: primeiro jogador a angariar 12 ou mais rebotes em cinco jogos seguidos do March Madness desde o lendário pivô Hakeem Olajuwon (1983 e 1984).
  • O ala Tyler Dorsey foi responsável por seis das 11 cestas de três pontos de Oregon e terminou o duelo como cestinha (27 pontos). Ele anotou ao menos 20 pontos nas últimas sete partidas, incluindo quatro pelo March Madness.
  • O armador Devonte’Graham, terceiro cestinha de Kansas, errou todos os sete arremessos de quadra que tentou, incluindo seis chutes de longa distância.
  •  A seleção da Região Meio-Oeste teve três jogadores de Oregon (Jordan Bell, Tyler Dorsey e Dillon Brooks) e dois de Kansas (Frank Mason III e Josh Jackson). Bell, que tem médias de 12.5 pontos, 12.5 rebotes e 3.0 tocos no March Madness, foi eleito o melhor jogador do torneio regional.]
  • No próximo sábado, em uma das semifinais do Torneio da NCAA, Oregon vai enfrentar o vencedor do duelo entre Kentucky e North Carolina.

Oregon
Tyler Dorsey: 27 pontos, cinco rebotes, seis bolas de três pontos convertidas e 9-13 nos arremessos de quadra
Dillon Brooks: 17 pontos, cinco rebotes e quatro assistências
Dylan Ennis: 12 pontos
Jordan Bell: 11 pontos, 13 rebotes, quatro assistências e oito tocos

Kansas
Frank Mason III: 21 pontos, quatro rebotes e quatro assistências
Josh Jackson: dez pontos, 12 rebotes e cinco assistências


Região Oeste

(11) Xavier 59 x 83 Gonzaga (1)

  • Gonzaga chega ao Final Four do Torneio da NCAA pela primeira vez na sua história.
  • Gonzaga teve um aproveitamento de 50% nos arremessos de longa distância (12 acertos em 24 tentativas), enquanto Xavier converteu apenas dois chutes de três pontos em 16 tentativas (aproveitamento de 12,5%).
  • Muito bem marcado, o ala Trevon Bluiett não repetiu as grandes atuações deste March Madness e terminou o duelo com apenas dez pontos. Ele acertou somente três dos 14 arremessos de quadra que tentou.
  • O armador Nigel Williams-Goss, um dos concorrentes ao prêmio de melhor jogador da temporada, foi o destaque da partida. Cestinha com 23 pontos, ele ditou o ritmo de Gonzaga e não desperdiçou a bola uma vez sequer em 37 minutos em quadra.
  • A seleção da Região Oeste teve três jogadores de Gonzaga (Johnathan Williams, Nigel Williams-Goss e Jordan Mathews) e dois de Xavier (Trevon Bluiett e J.P. Macura). Johnathan Williams, que tem médias de 11.5 pontos, 7.8 rebotes e 1.5 toco no March Madness, foi eleito o melhor jogador do torneio regional.
  • No próximo sábado, em uma das semifinais do Torneio da NCAA, Gonzaga vai enfrentar o vencedor do duelo entre Florida e South Carolina.

Xavier
J.P. Macura: 18 pontos e cinco rebotes
Trevon Bluiett: dez pontos e sete rebotes

Gonzaga
Nigel Williams-Goss: 23 pontos, oito rebotes, quatro assistências e quatro bolas de três pontos convertidas
Johnathan Williams: 19 pontos, oito rebotes e três tocos
Josh Perkins: 11 pontos e seis rebotes
Jordan Mathews: 11 pontos

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Paulo Sérgio

    Josh Jackson e Lonzo Ball deram uma senhora pipocada …..

  • Viúva do Payne

    Jordan Bell com essas atuações na March Madness, tende a ganhar finalmente o destaque que merece nos mocks.

    Gonzaga ontem estava afiadíssimo nos arremessos de 3, Nigel Williams-Goss finalmente “estreando” no torneio. GO ZAGS! Salvem o meu bracket de não ser um fracasso total!

    • Verdade, regularidade em um torneio difícil como o March Madness é algo difícil de se conseguir. Pelo menos uma segunda escolha ele vale.

  • Que jogão esse Oregon vs Kansas, fico na torcida por Oregon, gosto de ver o azarão surpreendendo.

  • TRUETHIAGO

    Merecidíssimo Gonzaga, melhor campanha da fase regular, eficiente no ataque e na defesa, finalmente chegam ao FF. São favoritos contra quem vier de Florida vs South Carolina, embora isso obviamente não seja garantia, como estamos vendo.

    Oregon fez um jogo espetacular, Jordan Bell nem se fala, o bombardeio do perímetro não surpreende pois fizeram várias partidas de +10 bolas de 3 na temporada, mas Kansas vinha sendo talvez o time mais consistente do Torneio até ontem. E lá vem outra pedreira pela frente, North Carolina ou Kentucky… Vale destacar que estão jogando sem o Chris Boucher, lesionado na decisão da Pac-12, um jogador super importante desse elenco: 3º em PPG (depois do Brooks e Dorsey), 2º em rebotes (Bell) e 1º em tocos. Ou seja, vão se superando com uma rotação reduzida.

    Pena que já está acabando, March Madness é bom demais.