March Madness – Towns comanda Kentucky em vitória épica sobre Notre Dame

Região Meio-Oeste

(1) Kentucky 68 x 66 Notre Dame (3)

Kentucky e Notre Dame protagonizaram uma partida épica nesse sábado. Graças a uma grande atuação do pivô Karl-Anthony Towns, candidato à primeira escolha no draft deste ano, a equipe de John Calipari levou a melhor nos segundos finais e chegou ao Final Four pelo segundo ano seguido.

A partida foi equilibrada do início ao fim, com as equipes se alternando na liderança em diversas oportunidades. Com um time mais baixo e veloz, Notre Dame chegou a abrir seis pontos a pouco mais de seis minutos para o fim da partida. Mas Towns esteve imparável no low post e manteve Kentucky vivo nos momentos derradeiros.

Quando restavam 34 segundos para o final, o placar estava empatado em 66. Foi aí que vimos a jogada defensiva da partida protagonizada pelo pivô Willie Cauley-Stein, que deu um toco sensacional no armador Jerian Grant. Como resultado, Notre Dame estourou o relógio e a posse de bola voltou para Kentucky.

A seis segundos do fim, o armador Andrew Harrison sofreu falta e foi para a linha do lance livre. Ele teve sangue frio, acertou os dois arremessos e Kentucky voltou à liderança.

Na última posse, Grant conduziu a bola e, marcado por três adversários, no estouro do cronômetro, arremessou da linha de três no canto esquerdo da quadra. Se Grant tivesse convertido o chute, seria, talvez, o mais impressionante da história da NCAA. Como a bola não caiu, o time de Kentucky respirou aliviado e manteve a invencibilidade na temporada.

Kentucky
Karl-Anthony Towns: 25 pontos, cinco rebotes, quatro assistências e 10-13 nos arremessos de quadra
Devin Booker: dez pontos

Notre Dame
Zach Auguste: 20 pontos, nove rebotes e 10-13 nos arremessos de quadra
Steve Vasturia: 16 pontos e 6-8 nos arremessos de quadra 
Jerian Grant: 15 pontos e seis assistências


Região Oeste

(1) Wisconsin 85 x 78 Arizona (2)

Wisconsin contou com uma atuação espetacular da dupla Frank Kaminsky e Sam Dekker para chegar ao Final Four pelo segundo ano consecutivo. Os dois foram responsáveis por 56 dos 85 pontos da equipe e Wisconsin bateu o forte time de Arizona.

Um detalhe que fez a diferença foi o aproveitamento absurdo de Wisconsin na linha dos três pontos. A equipe treinada por Bo Ryan converteu 12 dos 18 arremessos de longa distância tentados, enquanto Arizona acertou apenas dois em seis tentativas.

Wisconsin
Frank Kaminsky: 29 pontos, seis rebotes e 10-12 nos lances livres
Sam Dekker: 27 pontos, cinco rebotes, cinco bolas de três pontos convertidas e 8-11 nos arremessos de quadra
Josh Gasser: dez pontos

Arizona
Rondae Hollis-Jefferson: 17 pontos e oito rebotes
Brandon Ashley: 17 pontos e quatro rebotes
T.J. McConnell: 14 pontos e cinco assistências
Kaleb Tarczewski e Gabe York: 11 pontos cada


Próximos jogos – Elite 8

29 de março – domingo

(4) Louisville x Michigan State (7) – 15h20 – Carrier Dome, Syracuse 
(1) Duke x Gonzaga (2) – 18h05– NRG Stadium, Houston

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Daniel Silva

    E graças a Deus o Rômulo Mendonça voltou a narrar na ESPN. Para o bem de todos. Kkkkkkk

    • Black Mamba

      É melhor o Ivan Zimmermam

  • Joao Rafael Barros

    UK! AGORA VENHA O FRACO WISCONSIN!

  • Caio

    Wisconsin ganhará de Kentucky, Kaminsky e Sam Dekker jogam muito.

  • Eric Andrade

    TB acho que o Wisconsin passa pelo Kentucky. Essa dupla ta jogando muito, o Sam Decker cresceus demais na competição.

  • Fabio Fontes

    Vendo o jogo de Wisconsin lembrei do filme “Homens brancos nao sabem enterrar”, o time é bom, mas pra mim o Kaminsky prende muito a bola e força muito as jogadas. No mais é um bom time