Marvin Bagley III não espera facilidades após troca de treinador do Kings

A demissão de Dave Joerger do comando do Sacramento Kings, após a franquia realizar sua melhor campanha nessa década, deixou pontos de interrogação em muita gente. Uma das supostas motivações para a saída teria sido diferenças com executivos sobre o tempo de quadra do calouro Marvin Bagley III. O jovem ala-pivô, porém, não projeta ter “vida mais fácil” sob o comando de Luke Walton.

“Eu vou iniciar a temporada sem esperar nada. Foi isso o que aprendi na temporada passada: simplesmente esteja preparado para jogar, não importa o que aconteça. A decisão sempre será dos treinadores e farei o melhor trabalho possível quando meu nome for chamado. Essa é minha mentalidade agora e, se fizer o que digo, tudo vai vir naturalmente”, refletiu o atleta de 20 anos, em entrevista ao site The Athletic.

Bagley sempre garantiu ter um ótimo relacionamento com Joerger, mas reconhece que o início de trabalhos com Walton revela-se ainda melhor e deixa-o muito mais otimista. “Sempre estou em contato com Luke e ele até aparece em meus treinos, de vez em quando. Nós almoçamos, jantamos juntos. Mal posso esperar para, de fato, trabalhar e aprender com esses novos técnicos”, contou.

O ala-pivô do Kings está integrado ao elenco jovem de apoio da seleção dos EUA nesse momento. Segundo o jornalista Ric Bucher, ele tem sido um dos destaques do núcleo e deve ser “efetivado” em breve para o grupo principal.