Liderado pelo alemão Dirk Nowitzki, o Dallas Mavericks foi até a Califórnia e venceu o Los Angeles Lakers por 96 a 94, abrindo 1 a 0 em uma das semifinais da Conferência Oeste. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, dia 4, às 23h30 (horário de Brasília), novamente em Los Angeles.

O primeiro quarto da partida foi bastante equilibrado, com o time visitante vencendo por 25 a 23. Kobe Bryant, marcado por DeShawn Stevenson, anotou dez pontos. Já o pivô Andrew Bynum ficou zerado no período em razão da boa marcação de Tyson Chandler. Pelo Mavs, o ala-pivô Dirk Nowitzki acertou todos os três arremessos que tentou e marcou seis pontos. O time de Dallas contou ainda com o bom desempenho dos reservas Jason Terry e Peja Stojakovic nos arremessos de longa distância.

No segundo quarto, o time angelino fechou sua marcação no garrafão, impedindo as infiltrações dos jogadores do Mavs. A saída para o time de Dallas foi rodar a bola lateralmente e tentar os arremessos de média e longa distância. Porém, os texanos acertaram apenas uma bola de três pontos em quatro tentativas. Nos últimos seis minutos do período, o Lakers fez 20 a 8 e foi para o intervalo com uma vantagem de nove pontos: 53 a 44. Vale dizer ainda que o time de Los Angeles dominou a tábua de rebotes na primeira metade do jogo: foram 26 (cinco ofensivos) contra 17 (apenas um ofensivo) do Mavs.

No terceiro período, o Mavs cometeu três erros (dois deles de Stevenson) nas três primeiras posses de bola. O Lakers aproveitou a sequência de vacilos para aumentar sua vantagem em 16 pontos. O técnico Rick Carlisle pediu tempo, sacou Stevenson e deu oportunidade a Corey Brewer. Nos cinco minutos seguintes, o time de Dallas melhorou a defesa no garrafão, fez 17 a 4 e diminuiu a diferença para apenas três pontos. Entretanto, o Lakers não permitiu que os visitantes encostassem mais no placar e fechou o terceiro quarto com uma vantagem de sete pontos: 78 a 71. Kobe Bryant deu um show no período, ao marcar 15 dos 23 pontos do time angelino.

No último quarto, o time de Dallas chegou a diminuir a diferença para um ponto, mas não conseguia a virada no placar. O técnico Rick Carlisle errou na rotação ao deixar o baixinho Terry marcando Bryant. O camisa 24 do Lakers se aproveitou disso e converteu dois arremessos seguidos. O comandante do Mavs corrigiu o erro e mudou a marcação no astro do time angelino. O veterano Jason Kidd, no alto de seus 38 anos, passou a ser o responsável por “guardar” Kobe. Essa mudança definiu a partida.

A 20 segundos do final, Bryant, bem marcado por Kidd e com a contribuição de Chandler na dobra da marcação, errou um passe e o Mavs, com a posse da bola, pediu tempo. Em seguida, Nowitzki sofreu falta de Gasol e foi para a linha do lance livre. O alemão converteu os dois arremessos e o time texano, finalmente, virou o placar: 95 a 94. Faltando três segundos para o fim, o espanhol do Lakers tentou passar a bola para Bryant, mas Kidd foi mais esperto e a roubou. Na sequência, o armador sofreu a falta e acertou um dos dois lances livres que teve direito. A vantagem do Mavs subiu para dois pontos. O Lakers tinha a última posse de bola e a esperança de uma grande virada. Porém, Bryant errou o arremesso final (de três pontos) e o time de Dallas saiu de quadra com um grande triunfo. O detalhe é que o time de Los Angeles marcou apenas dois pontos nos últimos três minutos de jogo, o que mostra a eficiência da defesa do Mavs no final do duelo.

O alemão Dirk Nowitzki foi o destaque do Mavs. Ele marcou 28 pontos e pegou 14 rebotes, conseguindo, assim, o duplo-dígito. Vindo do banco, Jason Terry contribuiu com 15 pontos. O pivô Tyson Chandler foi bem na marcação de Andrew Bynum e ainda quase alcançou o double-double: 11 pontos e nove rebotes. Jason Kidd, além de se destacar na defesa, no final do jogo, anotou sete pontos e distribuiu 11 assistências.

Pelo lado do Lakers, Kobe Bryant terminou a partida como cestinha: 36 pontos. Dois jogadores do garrafão do Lakers, apesar de não terem conseguido parar Nowitzki, alcançaram o duplo-dígito. Vindo do banco, Lamar Odom anotou 15 pontos e pegou 12 rebotes. Já Pau Gasol marcou 15 pontos e pegou 11 rebotes.

Confira, no vídeo abaixo, o arremesso de longa distância que Kobe Bryant errou ao final da partida.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=dRJFO5-qSGU&feature=youtu.be]

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.