Melhores jogadores por posição (2017-18) – Ala-pivô

O ranking dos melhores jogadores por posição para a temporada está de volta.

Antes de qualquer coisa, é um ranking pessoal. Não reflete o pensamento de todos os outros integrantes. Para isso, existe a previsão para a temporada, que será publicada em breve. Todo mundo do Jumper Brasil participa, opina e escreve. Mas não é o caso aqui.

Esta previsão dos melhores jogadores por posição leva em conta números, potencial, protagonismo, surpresas positivas ou negativas, contusões anteriores e seus riscos no futuro, e principalmente, opinião pessoal. Não quer dizer exatamente que um determinado jogador é melhor ou pior que o outro.

O histórico conta, mas se o jogador em questão veio de lesão ou ainda vai demorar a estrear, como por exemplo Jabari Parker, ele cai ou sai do ranking.

Entre parênteses, o que subiu ou desceu em relação ao ano anterior.

Veja também:

Melhores alas-pivôs em 2011-12
Melhores alas-pivôs em 2013-14
Melhores alas-pivôs em 2014-15
Melhores alas-pivôs em 2015-16
Melhores alas-pivôs em 2016-17

1- Anthony Davis, New Orleans Pelicans (0)

Entra ano, sai ano, e lá está Anthony Davis em primeiro. Pela terceira temporada seguida, o atleta lidera a lista dos alas-pivôs. MVP do último Jogo das Estrelas, Davis só precisa parar de dar sustos no torcedor do New Orleans Pelicans. É incrível como ele se machuca. Seguindo o modismo chato dos alas-pivôs que arremessam de três, mesmo sem ser tão eficiente, o camisa 23 teve em 2016-17 a sua melhor temporada da carreira, com 28.0 pontos, 11.8 rebotes, 2.2 bloqueios, 1.3 roubada e 29.9% de aproveitamento nos tiros de longa distância.

2- Blake Griffin, Los Angeles Clippers (+2)

Sem Chris Paul, negociado para o Houston Rockets, acredita-se que o protagonismo de Blake Griffin será ainda maior no Los Angeles Clippers. É outro que vive dando uma voltinha no departamento médico sempre que pode, mas é extremamente talentoso e deve fazer em 2017-18, a sua melhor temporada. Em 2016-17, ele ficou com 21.6 pontos, 8.1 rebotes, 4.9 assistências e ainda acertou 33.6% dos arremessos de três.

 

3- Draymond Green, Golden State Warriors (0)

Eleito o melhor defensor da última temporada, Draymond Green tornou-se um jogador completo. Sabe pegar rebotes, tem uma leitura de jogo espantosa dos dois lados da quadra e só não possui números ofensivos melhores porque o Golden State Warriors conta com caras como Kevin Durant, Stephen Curry e Klay Thompson. Em 2016-17, ele obteve médias de 10.2 pontos, 7.9 rebotes, 7.0 assistências, 2.0 roubadas e 1.4 bloqueio nas 76 partidas que disputou.

4- Paul Millsap, Denver Nuggets (+1)

Paul Millsap deixou o Atlanta Hawks após quatro temporadas e chega ao Denver Nuggets para ser o principal jogador. Vai dividir espaço com jovens promissores, como Gary Harris e Nikola Jokic, e deverá fazer o time do Colorado bem melhor do que nos últimos anos. All Star desde 2013-14, Millsap obteve médias de 18.1 pontos, 7.7 rebotes, 3.7 assistências e 1.3 roubada na campanha passada.

5- Kristaps Porzingis, New York Knicks (+2)

Carmelo Anthony foi embora e o caminho está livre para o letão Kristaps Porzingis brilhar ainda mais no New York Knicks. Aos 22 anos, e com duas temporadas de experiência, Porzingis é a esperança de fazer sua equipe voltar a vencer. No futuro, claro. Pois hoje, o Knicks não passa de um grupo de alguns talentos individuais e um monte de jogadores que não deveriam estar na NBA. Em 2016-17, ele marcou 18.1 pontos, 7.2 rebotes, 2.0 bloqueios e acertou 35.7% dos arremessos de três.

6- Carmelo Anthony, Oklahoma City Thunder

Ainda não está claro qual será o papel de Carmelo Anthony no Oklahoma City Thunder, mas sabe-se que o time está bem mais forte para a próxima temporada e é possível que ele caia de produção em relação aos últimos anos. No entanto, ele vai jogar como ala-pivô, algo que já estava acostumado a fazer no New York Knicks, mesmo que em determinados momentos, em formações mais baixas. Em 2016-17, Anthony obteve 22.4 pontos, 5.9 rebotes e converteu 35.9% dos tiros de longa distância.

7- Harrison Barnes, Dallas Mavericks (NR)

Harrison Barnes terminou a temporada 2015-16 como um fiasco ambulante no Golden State Warriors. Foi para o Dallas Mavericks rodeado de desconfianças e começou muito mal sua trajetória na pré-temporada. Por sorte, pré-temporada nada tem a ver com a fase regular e Barnes obteve, de longe, os melhores números da carreira e tornou-se a primeira opção ofensiva do Mavs. Agora, como ala-pivô, ele deverá ser ainda mais importante no esquema de Rick Carlisle. Obteve 19.2 pontos, 5.0 rebotes e acertou 35.1% dos arremessos de três. Dirk Nowitzki é só amanhã, ok?

8-  LaMarcus Aldridge, San Antonio Spurs (-6)

Que difícil, hein? LaMarcus Aldridge caiu de produção no San Antonio Spurs, esperneou porque queria ter o mesmo protagonismo de Kawhi Leonard, especulou sobre uma troca e, no fim, acabou ficando no time do Texas. Aldridge teve uma pós-temporada bastante questionável. Quando a equipe mais precisou dele, na contusão de Leonard, deixou a desejar. Boa sorte a ele, que em 2016-17, ficou com 17.3 pontos, 7.3 rebotes e converteu 41.1% dos arremessos de longa distância.

9- Serge Ibaka, Toronto Raptors (+1)

Quando chegou ao Orlando Magic, no início da temporada passada, esperava-se muito de Serge Ibaka. Mas sabe aquele casamento que não deu certo? Então, não deu mesmo e Ibaka foi trocado para o Toronto Raptors. No time canadense, além de atrapalhar o tempo de quadra do brasileiro Lucas Nogueira (ufanismo total), seguiu fazendo as mesmas coisas que alas-pivôs da atualidade gostam de fazer o tempo todo: arremessar de três. Cadê aquele Ibaka que bloqueava sete, oito arremessos? Em 2016-17, obteve 14.8 pontos, 6.8 rebotes, 1.6 toco e converteu 39.1% de três. Só subiu no ranking porque daqui pra baixo, a coisa cai um tanto. Maldito!

10- Aaron Gordon, Orlando Magic (NR)

Esse é o ano de Aaron Gordon. E se não for, desiste. Gordon cresceu muito de produção após a negociação que levou Ibaka para tirar tempo de quadra do Bebê, aquele tinhoso. Acredita-se que ele terá um certo protagonismo em Orlando, para finalmente quebrar a barreira dos 15 pontos por jogo. E eu acho que será ainda mais. Em 2016-17, ele obteve 12.7 pontos e 5.1 rebotes, dividindo seu tempo entre ala e ala-pivô.

11- Julius Randle, Los Angeles Lakers (+2)

Aos poucos, Julius Randle mostra evolução no Los Angeles Lakers. Proibido pelo técnico Luke Walton de conduzir o time ao ataque após um rebote defensivo (aleluia!), Randle vai poder focar no que ele realmente precisa fazer em quadra: posicionar-se bem para o arremesso, corta-luz, e pegar rebote. Em alguns momentos, vai jogar como pivô. Obteve 13.2 pontos, 8.6 rebotes e 3.2 assistências na campanha passada.

12- Jae Crowder, Cleveland Cavaliers (NR)

Projetado para atuar como ala-pivô, Jae Crowder é uma ótima aquisição para o Cleveland Cavaliers, embora não tenha altura suficiente (1,98 m) para ser, de fato, um jogador da posição. Raça, não falta a ele, que foi um dos principais ladrões de bola em 2015-16, quando ainda era do Boston Celtics. Na temporada passada, Crowder obteve 13.9 pontos, 5.8 rebotes, 1.0 roubada e acertou quase 40% dos tiros de três.

13- Ben Simmons, Philadelphia 76ers (+8)

Olha ele aí. Antes de a temporada passada começar e sem saber se ele jogaria, Ben Simmons entrou apenas em 21°. Ele tinha acabado de sofrer a lesão que o tirou de toda a campanha. Mas eu avisei que, saudável, ele estaria bem acima, e foi o que aconteceu agora. Bem ao estilo point-forward, Simmons é quem vai organizar as jogadas no Philadelphia 76ers, enquanto Markelle Fultz vai jogar sem a bola, uma de suas principais características.

14- Dario Saric, Philadelphia 76ers (NR)

Dario Saric será o principal reserva do Philadelphia 76ers, algo que desempenhou em boa parte de sua temporada de estreia. Saric sabe passar a bola e pegar rebotes, mas ainda tenta selecionar melhor os arremessos. Em 2016-17, ele converteu somente 41.1% dos tiros de quadra, contra 31.1% de três. É muito talentoso e deve fazer um grande ano. O croata, que brigou pelo prêmio de melhor calouro, fez 12.8 pontos e 6.3 rebotes em cerca de 26 minutos.

 

15- Ryan Anderson, Houston Rockets (-4)

Personificação de Troy Murphy nos dias de hoje, Ryan Anderson vai ficar parado atrás da linha de três para, adivinha? Arremessar de três, claro. Anderson é muito bom no que lhe é proposto, mas teve uma queda de produção ao ir para o Houston Rockets, mas ainda assim, conseguiu melhorar o aproveitamento de seu arremesso de longa distância, que pulou de 36.6% em 2015-16 para 40.3% na campanha passada. Ele ficou com 13.6 pontos e 4.6 rebotes.

 

16- Thaddeus Young, Indiana Pacers (-4)

Eu já acreditei em Thaddeus Young. Mas não foi pouco. O problema é que me iludi e não vejo hoje, muitos jogadores abaixo dele na lista com capacidade para superá-lo de imediato. Isso vai acabar acontecendo, até mesmo nessa temporada, mas com a saída de Paul George do Indiana Pacers, alguém vai ter de assumir parte do ataque. Em 2016-17, Young ficou com 11.0 pontos, 6.1 rebotes e 1.5 roubada.

17- Zach Randolph, Sacramento Kings (-1)

Aos 36 anos, Zach Randolph ainda é capaz de fazer 20 pontos e pegar dez rebotes em uma partida. Agora no Sacramento Kings, espera-se que ele seja titular, após deixar o Memphis Grizzlies na reserva e perdendo espaço a cada dia. Mas no time californiano, embora conte com jovens promissores para o garrafão, como Skal Labissiere e Willie Cauley-Stein, Randolph deverá ter tempo de quadra suficiente. Ele obteve 14.1 pontos, 8.2 rebotes em apenas 24 minutos por partida na última temporada.

18- Nikola Mirotic, Chicago Bulls (-3)

Chega de ser inconstante, Nikola Mirotic! Após três anos de muita expectativa, o montenegrino ainda não conseguiu provar o seu devido valor na NBA. E o Chicago Bulls ainda espera algo dele, especialmente nessa temporada, quando o time teve uma debandada de quase todo o quinteto titular. Mirotic ficou com 10.6 pontos, 5.5 rebotes e acertou 34.2% dos arremessos de três.

19- Tobias Harris, Detroit Pistons (-1)

Ofensivamente, Tobias Harris deverá ser uma das principais armas do Detroit Pistons para a temporada 2017-18. Bom arremessador, Harris pode atuar como ala ou ala-pivô. Mas como o técnico Stan Van Gundy quer dar ao jovem Stanley Johnson, mais tempo de quadra, ele deverá estabelecer-se onde está mais acostumado. Harris obteve 16.1 pontos, 5.1 rebotes e converteu 34.7% de longa distância.

20- Marvin Williams, Charlotte Hornets (-6)

Um dos jogadores mais inteligentes da posição, Marvin Williams é ótimo defensor e sabe o que fazer dos dois lados da quadra. Se você pensar que ele foi a segunda escolha em um draft sensacional, é claro que ao olhar para as suas estatísticas, acredita ter sido um bust. No entanto, passa longe disso. Williams é aquele jogador que todo técnico quer ter em seu time, como era Shane Battier, por exemplo. Em 2016-17, ele obteve 11.2 pontos, 6.6 rebotes e acertou 35% de três.

21- James Johnson, Miami Heat (NR)

Finalmente, James Johnson deverá começar uma temporada como titular. Excelente defensor, Johnson ganhou espaço com a contusão de Justise Winslow e tratou de mostrar números. No quinteto inicial em apenas cinco jogos na temporada passada, ele fez nada menos que 18.2 pontos, 7.0 rebotes e 5.6 assistências. No geral, suas estatísticas não foram tão generosas, entretanto: 12.8 pontos, 4.9 rebotes e 3.9 passes decisivos. Ele ainda converteu 34% dos tiros de longa distância.

22- Marcus Morris, Boston Celtics (NR)

Agora no Boston Celtics, Marcus Morris vai jogar, inicialmente, como ala-pivô. Demorou a ganhar espaço, mas quando teve a chance de atuar por mais tempo, contribuiu com o Detroit Pistons. Ele foi envolvido na troca que levou Avery Bradley para o time de Michigan e foi beneficiado com a negociação de Jae Crowder para o Cleveland Cavaliers. Ele obteve 14.0 pontos, 4.6 rebotes e 2.0 assistências na temporada passada.

23- Kenneth Faried, Denver Nuggets (NR)

Após seis anos na NBA, ainda espero por aquela temporada em que Kenneth Faried vai estourar. Bom, enquanto estiver no Denver Nuggets, isso não vai acontecer. Reforço para qualquer equipe que queira rebotes, raça e, agora, arremesso de três, Faried afirmou recentemente que se vê como titular na NBA. Não poderia concordar mais. Ele obteve 9.6 pontos e 7.6 rebotes em mirrados 21 minutos. Troca ele, Nuggets.

24- Derrick Favors, Utah Jazz (-15)

Decepção é pouco para falar sobre Derrick Favors. Eu realmente achei que ele poderia ter um grande ano em 2016-17, após 16.4 pontos e 8.1 rebotes na campanha anterior. Mas não. Caiu de produção, sofreu com lesões e chegou a perder a titularidade. No entanto, o técnico Quin Snyder resolveu dar a ele mais uma chance, após ficar com 9.5 pontos e 6.1 rebotes na temporada passada.

25- Markieff Morris, Washington Wizards (NR)

Como sempre, as contusões atrapalham neste ranking. É claro que ele estaria melhor posicionado se não tivesse de passar por cirurgia e perder cerca de oito semanas de ação. No esquema do Washington Wizards, ele é uma peça importante no ataque e é ainda bom defensor. Não tanto como era no Phoenix Suns, mas segue bem. Ele ficou com 14.0 pontos, 6.5 rebotes, 1.1 roubada e acertou 36.2% de longa distância.

Outros considerados

26- Jabari Parker, Milwaukee Bucks
27- Taj Gibson, Minnesota Timberwolves
28- Marquese Chriss, Phoenix Suns
29- Frank Kaminsky, Charlotte Hornets
30- Ersan Ilyasova, Atlanta Hawks
31- Rondae Hollis-Jefferson, Brooklyn Nets
32- Kyle Kuzma, Los Angeles Lakers
33- JaMychal Green, Memphis Grizzlies
34- Skal Labissierre, Sacramento Kings
35- Gorgui Dieng, Minnesota Timberwolves
36- Larry Nance Jr., Los Angeles Lakers
37- Jayson Tatum, Boston Celtics
38- Dragan Bender, Phoenix Suns
39- Patrick Patterson, Oklahoma City Thunder
40- Lauri Markannen, Chicago Bulls

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Rodrigo Morais

    Me da uma tristeza como torcedor do Pelicans ver essa lista e a de melhor Pivo e lembrar que brigamos por uma 7-8 posição e olhe lá 🙁

    • Marcio

      Melhor garrafão da liga na minha opinião, Pelicans.

      • Vitor Martins

        Sem dúvida, mas a grande questão é se ter o melhor garrafão é algo tão bom assim, os melhores times baseiam seu jogo totalmente no perímetro. Kevin Love e Draymond Green vão ser os “pivôs” dos melhores times da liga nos momentos mais importantes. Até Iguodala nas finais jogou de “5”. è inquestionável que Davis e Cousins formam a melhor dupla, a grande questão é se pivôs conseguem levar um time ao título hoje na liga.

        • Lucas

          Acho que se castigar no garrafão como Duncan tantas vezes fez é possível

        • Rogério Rodrigues

          Eu acho que o problema é que falta complemento de qualidade pro Davis+Cousins. Essa temporada deu uma melhorada no elenco, mas não tanto assim.
          Imagina se o Pelicans tivessem um elenco bom ao redor deles, como tem o GSW, Cavs, Celtics, etc.

          • Chimbinha

            Também acho,não precisa um roster ser nem tão top

          • Vitor Martins

            Mas ai seria all-star game, né?

        • Chimbinha

          Será que um Shaq rodeado com bons jogadores e pelo menos,mais um allstar não faria um estrago ?

          • Vitor Martins

            Pois é, não sei. A NBA mudou muito, mas é aquela coisa de ovo e galinha. A NBA mudou tanto que “extinguiu” os pivôs, ou a falta de pivôs bons fez a NBA mudar? Sinceramente eu não sei responder. Os pivôs hoje mais úteis são “unicórnios” como Tows e Porzingis, e até Davis e Cousins são mais modernos, com chutes de fora e bom controle de bola.

        • Michel Moral

          Davis até conseguiria, apesar de eu achar a hype dele muito alta, ainda que seja de fato o melhor jogador de garrafão tecnicamente.

          O problema é que o Pelicans montou um time muito nada a ver. Rondo e Tony Allen, por exemplo, é quase que inconcebível para os modelos de hoje da liga. Ao lado de Jrue Holiday, é o que de melhor NOLA tem para escalar no perímetro. Mas o encaixe é muito duvidoso.

          As chances de o Pelicans terminar a temporada com um time totalmente diferente é grande.

          Cousins é um nome para deixar a equipe, afinal, é a moeda de troca que pode diversificar alguma coisa, considerando Davis “inegociável”. Vale frisar que Boogie logo será FA, o que aumenta as chances de uma troca.

          A previsão é de que esse time não vai virar.

          • Nilton Junior

            Concordo com tudo Michel. Menos que a Hype em cima do Davis é grande de mais. O cara teve 28/12/2.2. Cara isso é grande. Se colocar ele num time descente ele vira monstro. Na mão do Pop no lugar do LaMarcus esse cara iria explodir.

          • Michel Moral

            Com relação à hype, eu só acho que um jogador do nível dele não pode passar um terço da carreira (ou mais ou menos isso) sem ter ido além do que ele foi. Eu sei que lesões e o time péssimo são os motivos, mas supondo que a carreira de terminasse hoje, eu o vejo muito mais como um talento de ouro que não chegou onde deveria.

            Casos fortuitos que o acometeram? Ok… Mas eu estou aguardando e torcendo para ele dar uma reviravolta na carreira e confirmar todas as expectativas.

            É uma estrela muito sem rumo.

        • raphael henrique

          Mais em contra partida Davis e cousins podem destruir garrafões como esses, imagina crowder marcando Davis e love marcando cousins? Resta ter um esquema pra eles jogarem

          • Vitor Martins

            Mas isso não aconteceu até agora, né?

    • Gustavo Freitas

      E olhe lá mesmo. Hoje, não acreditamos nessa possibilidade.

  • Albert Medeiros

    Kevin Love deverá estar na lista de pivô…

  • Do 10 pra baixo tem uma ladeira de qualidade.

  • Alan Raczenski

    Se não fosse as lesões Jabari Parker era para estar no top 10, Ps: se Kuzma continuar jogando o que tem jogado, já pode inverter ele de posição com Julius Randle

    • THIAGO GONZAGA

      Saudavel Jabari é top 5 fácil, agora as lesões atormentam ele.

      • Vitor Martins

        É bom, mas top 5 é demais. Não acho ele melhor que Carmelo, Millsap, Porzingod…

        • Alex Alves

          Torcendo para jogar muito essa temporada, e claro ficar saudável.

          • Vitor Martins

            Tomara mesmo, ele e o grego podem levar os Bucks pro terceiro lugar no Leste! Não gosto muito do Wizards e não confio nada no Toronto. Tomara que dêem um salto de qualidade.

          • Alex Alves

            Exato Cleveland e Celtics devem reinar tranquilamente no Leste, o Wizard vai ser o mesmo time por muito anos. Talvez Bucks consigam beliscar o terceiro lugar.

        • THIAGO GONZAGA

          Saudável, logicamente que hoje ele não é melhor que Melo ou Millsap, mais acho ele mais jogador que o Porzings hoje…

          • Vitor Martins

            Acho que o Pozingis já mostrou muito mais na liga

  • Alex Alves

    Skal Labissierre, Jabari Parker e Jayson Tatum estão muito acima do ranking na minha opinião.

    • Gustavo Freitas

      Sim, na minha opinião, também. Mas aí você tem uma competição com Zach Randolph, Willie Cauley-Stein e Kosta Koufos, no caso de Labissiere. Parker entra na temporada contundido e não é a primeira vez que ele se machuca com gravidade. Tem seu espaço no Bucks, mas hoje, seria a terceira opção ofensiva. Já Tatum, esse ainda é extremamente cru. Mais duas temporadas, pode entrar no top 10.

    • Michel Moral

      As declarações de Ainge sobre ter paciência com Tatum, que ainda não é momento de ter muitos minutos, fazem ele cair um pouco no ranking.

  • Sr. Specter

    [[OFF]] Gostaria de desejar à todos do site, uma ótima temporada da NBA e um ótimo final de ano. Foi bom participar com vocês dos fóruns aqui por um tempo. Boa temporada à todos!

    • Alex Alves

      Agora que o negócio fica bom vai sair rsrs

  • Vitor Martins

    Kuzma é melhor que o Randle!

  • Marcelo

    A melhor sugestão para Davis brigar por anel essa temporada era uma trade entre OKC e NOP
    Adams + Singler + Fergusson + Collison = Davis (Bom para todos hahaha)
    OKC pagando milhões em multas e NOP voltando a estaca zero rsrsrs
    Brincadeiras a parte, Grande jogador o Davis. Craque.

    • Vitor Martins

      Se o NOP aceitasse isso daí era pra fechar a franquia.

      • Alex Alves

        Hahaha, acho que um pacote por ele precisa de muito mais.

  • Victor Chittolina

    Quem imaginaria, 2 ou 3 anos atrás, que Lamarcus Aldridge estaria ranqueado atrás de Harrison Barnes?

    • Albert Medeiros

      Ranqueado pelo Gustavo,kkkkk

      • Victor Chittolina

        Eu discordo algumas vezes dele, mas concordei com essa. Lamarcão ainda não encontrou aquele basquete em SA e não dá pra dizer nem que é por causa do Kawhi. Mesmo com a lesão do Kawhi, o Aldridge ficou abaixo da crítica.
        Eu era um dos que achava que ele ia dar um salto de qualidade nos playoffs e, no final das contas, mal conseguiram incomodar o GS.

        O Barnes, por outro lado, assumiu a liderança do (fraco, é verdade) Mavs, mesmo Dallas sendo, bem dizer, uma colônia alemã.

        Claro que é dificil apostar em Barnes acima do Aldridge, mas é uma ousadia que eu também cometeria.

        • Albert Medeiros

          Concordo algumas vezes com você, mas desta vez eu discordo,kkkk

          • Victor Chittolina

            Kkkkk
            faz parte. Como eu disse, é ousado. Aldridge é certamente mais talentoso e já demonstrou muito mais na NBA. Mas ele simplesmente não aconteceu em SA e apostar numa temporada grandiosa dele também não é fácil.

          • Albert Medeiros

            Sim, essa questão é algo totalmente discutível, mas acho que o adversário hoje preocupa mais com o Aldridge do q com o Barnes, mas como falei é algo bem aberto a um debate….

          • Victor Chittolina

            Acho que, por esse ponto, é verdade. Mas até porque ninguém está realmente preocupado com o Mavs kkkkk
            Agors, eu acho que o Barnes é mais importante em Dallas que o Aldrige em San Antonio.

          • Albert Medeiros

            Isso é vdd..

  • Chimbinha

    Kuzma só em 32 ?!?!? Top 3 fácil

  • David Ribeiro

    Mirotic overrated demais!

  • Andre Oliveira Santos

    Tem jogador aí que nem Ala pivô é…

  • raphael henrique

    Ridículo as posições de jabari Parker, Gibson, dieng, os irmãos morris tbm poderiam estar mais bem colocados

  • Igor

    Millsap não chegou a jogar 7 temporadas em Atlanta

  • Claudio R.

    Acho que em um momento do proxima temporada, o Anthony Davis acabará em cleveland fazendo com que lebron encerre a carreira em ohio msm… apenas acho… supondo que cleveland consiga negociar o shumpert por uma escolha de primeira rodada, acho que uma proposta : Tristan Thompson + Cedi Osman + Brooklyn pick + cavs first round pick 2021 + pick first round(por shumpert) seria o suficiente pra tira-lo de New Orleans.

    • Luis Alves

      Tb acho uma boa. Dá para o Cavs pegar Davis e o Cousins (será FA 18).
      Love, Thompson, Crowder, JR Smith, Cedi Osman + pick dos Nets por Davis, Cousins e Hill.
      Thomas, Wade, LeBron, Davis, Cousins.
      Rose, Shumpert, Korver, Hill, Frye, Zizic, Green, Jefferson, Tavares. Cavs ainda teria um bom banco.
      Holiday, JR Smith, Crowder, Love, Thompson.
      Banco: Rondo, Moore, Clark, T. Allen, Ajinca, Asik mais uma pick que pode resultar num Doncic.
      Fica bom para os dois

      • Alex Alves

        Thomas (30) + Wade (10) + LeBron (30) + Davis (30) + Cousins (35). Existe CAP na NBA esse time é impossível.

        • Vitor Martins

          Deixa o cara sonhar! rs

          • Luis Alves

            Quero que o Cavs se foda.

        • Luis Alves

          Tem alguma coisa de errada na sua conta hahahaha
          http://hoopshype.com/salaries/cleveland_cavaliers/

          • Alex Alves

            A questão é que você acha que Thomas vai renovar por pouca coisa ? O mínimo que ele vai pedir é 120/4 (é a ultima chance dele ganhar muito dinheiro), quanto ao Lebron realmente eu estava errado o salário dele é 35 milhões, o Cousins vai precisar renovar também e vai pedir muito muito dinheiro mais ou menos 150/4 (ou mais ainda).
            Wade recebe essa temporada 18 milhões, 16 Bulls + 2 Cleveland e vai precisar renovar ao fim da temporada, sinceramente tenho duvidas ainda se ele joga por 10 milhões somente.

          • Luis Alves

            Ano que vem está longe e pode acontecer muita coisa Estou falando de 17/18.
            Msm se o Cavs perder Tomas e Wade, ainda vale a pena.

    • djwhites

      não faz sentido nenhum o pelicans aceitar uma troca dessa….por favor….melhor fechar a franquia……….davis ainda tem 3 anos de contrato…….só pode ser trocado agora se for algo muito vantajoso………cavs não tem nada pra oferecer…….

      • Alex Alves

        Na verdade tem sim mas não como o cara acima disse a proposta teria que ser Crowder + Love + Pick Nets + alguma coisa.

        • djwhites

          ainda acho pouco…….davis é um dos melhores jogadores da liga com contrato longo…….vale muito mais que isso……uma troca dessa só faria sentido se ele fosse virar FA no fim da temporada….ai vai bater o desespero ….mas por enquanto não…….

          • Alex Alves

            A questão é ninguém tem muito mais a oferecer que isso, o Phoenix vai poder mandar Pick + Bender + Jackson + alguém bater o valor, e outra se o time se der mau essa temporada o Davis não vai aceitar outro rebuild que vai demorar 3, 4 anos ai ele vira FA.

            As melhores propostas são Boston e Cleveland ninguém tem mais para ofertar.

          • djwhites

            então é melhor segurar ele…..kkkkkkk

          • Alex Alves

            Ou não rsrs, ele e Holiday não vão conseguir ir aos offs e nem vão ser tão ruins e ponto de pegar pick top 6,7 logo vai atrasar o processo todo do time anos e anos. (Se realmente essa equipe não funcionar)

    • Alex Alves

      Muito pouco melhor ir para Boston então. Horford + Pick Lakers + Pick Boston + Brown ou Tatum. Poderia adicionar até Rozier também.

      Sem falar que o CAP do Cleveland esta no teto nunca vai conseguir renovar com: Thomas + Wade + Rose é impossível manter esse time.

      • Claudio R.

        Boston é o único time q tem mais a oferecer do q o Cleveland . Claro, se excluirmos o lakers q não vai mandar nem o ball nem o Ingram

    • Baiano #Kyword 🐳👴☘
    • Vitor Martins

      É mais difícil negociar o Shumpert por uma escolha de primeira rodada do que trocar pelo davis! rs

    • Nilton Junior

      Não Claaaudio. Não força a barra. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Claudio R.

        Kkkķkkk… forcei muito ?. Kkkkkk

        • Nilton Junior

          Rapaz vc sonha grande de mais!! hahahahahah
          Isso é tão improvável quanto eu jogar profissionalmente. hahahahahaha

    • Adl

      Talvez por lovê, Thomas (voltando a jogar o que jogou ano passado), cromper, Rose, Wade, mais umas 5 picos de 1 rodada não tiranão de onde, talvez, bem talvez

      • Rogério Rodrigues

        Cromper? Jogador novo?

    • Igor Rocha

      acho mais facil o Cavs ir atrás do Cousins, ta em final de contrato, se chegar na Deadline e o Pelicans ver que o time não vai a lugar nenhum, acredito que o valor de mercado vá lá embaixo. Talvez Thompson + pick nets + jujubas feche o negocio, só nao sei se é um bom negocio pro Cavs, visto que Thomas, Lebron e Boogie podem abandonar o barco no fim da temporada.

      • Igor Rocha

        Só sei que Thomas-Wade-James-Love-Cousins fecha em 4 jogos contra o Warriors. haha

  • Acho muito legal o Ibaka convertendo 39% 3PT, mas cadê aquele cara que esteve no primeiro time da defesa por 3 anos consecutivos? Melhorar o arremesso e mandar a defesa para o espaço não é lá um grande progresso.

    • Danilo Celtics #Banner18

      ta mais soft do q nunca

  • Marcos Gordinho

    Jogando sem limitações Simmons é top dos tops. Monocelha é valorizado demais, já defino ele como coadjuvante de luxo e não como protagonista seja do Pelasacos ou de outra equipe qualquer. Porzis deu um salto de qualidade evidente que o coloca merecidamente entre o top5. Millsap mita contra equipes projetadas ao título, ele sempre dá um jeito de se destacar bem, recordo disso desde a época do trio infernal do Heat que passavam batido jogando contra ele. Justice deverá voltar a evoluir. Quando jogava com Wade o jogo dele pesava para o lado defensivo, ainda não jogou uma temporada completa no Heat precisando realmente ser suporte ofensivo. Melo, Dirk e outros da velha guarda ou quase chegando lá precisam parar de ser minimizados. Mesmo na atual conjectura de espaçamento presente na liga atletas com mais de 10 temporadas já são consolidados e só lesões seriam desculpa para os tirar de um posicionamento melhor. É o que acho.

    • Marcelo Desoxi

      O cara é um dos melhores defensores da liga, mete 28 pontos por jogo e pega 12 rebotes. WTFFFF

      • Marcos Gordinho

        Infelizmente os números crús de AD não estão levando os Pelasacos a lugar algum. Cada um oferece o que têm de melhor, WTLLLLL

    • NEW BIG 3 #ZINGSFEARLESS

      melo atrás de porzings e Millsap realmente me assustou .Entretanto, o problema que melo foi totalmente queimado em NY, a imagem está péssima…

      • Marcos Gordinho

        Creio que entre Melo e Porzis a questão fica mais por conta da curva de jogo entre eles, Melo deve decair e Porzis elevar sua curva de jogo.

  • L.A Pride

    Kuzma Underrated… mas aguardem vão queimar a língua

    • Yan ”Banido” Alves #Suns

      Também estou botando fé no menino Kuzma, meu amigo

  • Danilo Celtics #Banner18

    depois q o warriors lançou o green de pf alguns anos atras agora virou moda SF jogar nessa posiçao

    • NEW BIG 3 #ZINGSFEARLESS

      Melo jogava antes do Green aparecer na liga.. na melhor campanha do knicks ele jogava muito de PF em virtude das inumeráveis contusões do Stat

  • eduardo almeida

    Markieff é o irmão bom como ele pode tá atrás do irmão ruim

    • Gustavo Freitas

      Você leu os motivos ou só olhou a foto dele e a posição?

  • NEW BIG 3 #ZINGSFEARLESS

    Sorry, eu sou fã do porzings mas ai não….Porzings na frente do carmelo ? O porzings está cru ainda….Outra coisa, Millsap > Melo? Eu sei que é opinião pessoal mas se o millsap jogou uma temporada melhor que o carmelo desde que ele chegou na liga foi muito já…Eu mudaria
    e botaria melo em 4 , millsap em 5 e porzings em 6….Dray até vai em 3 apesar de ter um jogo ofensivo limitado comparado ao demais ( compensa com a def monstruosa).Carmelo está com um valor muito abaixo do que realmente é , NY é muito tóxico , capaz do porzings se queimar lá tbm.Espero só o melo tendo grande produção ofensiva(palpite: West vai diminuir a sua ppg pra aumentar a de PG e de Melo…)

    • Marcinho Mueller

      Clubismo que fala!

  • Felipe Mendonça

    Se, por um desleixo do acaso, o Blake Griffin fizer uma temporada inteira regular inteira sem uma lesão que o tire por, no mínimo 20 jogos, ele vem para uma temporada para estar na discussão pelo prêmio de MVP, como John Wall disse, ou é muita pretensão afirmar isso???

    • Felipe Mendonça

      Temporada regular inteira*

    • Rogério Rodrigues

      Blake saudavel deve vir pra 25/8/5 de media. Mas o problema é a posição do Clippers na tabela, eles devem ficar em quarto pra tras.
      Enquanto isso Curry, Durant, Lebron, Kawhi, West, Barba, Irving deverão estar com grandes numeros e campanhas melhores

  • Bruno Macedo

    Harris tão atrás assim foi uma grande surpresa jogares reservas e incógnitas não pode tá na frente de um cara já provado como titular a umas temporadas.

  • rafael machado

    Quem diria… Millsap era tratado no começo como sendo baixo pra posição, agora com essa moda de small ball o cara está mostrando tudo o que pode fazer! Um dos melhores PFs da liga, com certeza. E o Bem Simmons jogando de PG? No jogo contra o Boston o segundo anista passou vergonha qnd teve que marcar o Irving… Espero que o pessoal do 76ers acorde pra vida e veja que o cara é um PF.