Memória – O último triunfo do Pacers em playoffs

Dale Davis, Reggie Miller, Stephen Jackson e Jermaine ONeal (da esquerda para direita)

Sábado, 07 de maio de 2005. Há quase seis anos, o Indiana Pacers conquistava seu último triunfo em uma série de playoffs na NBA. O adversário, na primeira rodada da pós-temporada, era o tradicional Boston Celtics, que terminou a temporada regular com a terceira melhor campanha da Conferência Leste. Já o Pacers obteve a sexta melhor campanha na temporada regular. Os principais jogadores da equipe treinada por Rick Carlisle eram o ala Stephen Jackson e o lendário Reggie Miller, na época com 39 anos de idade e em sua última temporada na NBA. Vale lembrar que o time de Indianápolis jogou quase toda a temporada sem o brigão Ron Artest, que foi suspenso por 86 jogos em razão de uma briga generalizada em uma partida contra o Detroit Pistons, em novembro de 2004. Muitos analistas diziam, na época, que, se Artest tivesse atuado durante toda a temporada, o Pacers teria chegado mais longe nos playoffs. Pois bem, a série contra o Celtics foi marcada pelo equilíbrio e terminou apenas no jogo 7, o último da série. A partida final foi disputada em Boston, mas o Pacers não tomou conhecimento do fator quadra e arrasou os donos da casa: 97 a 70. Stephen Jackson foi o cestinha da partida, com 24 pontos.

Os times

Pacers

Jamaal Tinsley (PG)

Reggie Miller (SG)

Stephen Jackson (SF)

Jermaine O’Neal (PF)

Dale Davis (C)

Reservas

Anthony Johnson (PG)

Fred Jones (SG)

James Jones (SF)

Austin Croshere (PF)

Jeff Foster (C)

Técnico: Rick Carlisle

Celtics

Gary Payton (PG)

Delonte West (SG)

Paul Pierce (SF)

Antoine Walker (PF)

Raef LaFrentz (C)

Reservas

Marcus Banks (PG)

Ricky Davis (SG)

Tony Allen (SF)

Al Jefferson (PF)

Kendrick Perkins (C)

Técnico: Doc Rivers

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.