A partir de hoje, o Milwaukee Bucks tem um novo treinador. Segundo o repórter Adrian Wojnarowski, da ESPN, o ex-comandante do Atlanta Hawks, Mike Budenholzer, acertou um contrato válido por quatro anos com a franquia de Wisconsin. Os valores do acordo não foram revelados.

Budenholzer vai suceder Joe Prunty, que assumiu o cargo de forma interina, após a demissão de Jason Kidd, em janeiro deste ano. O treinador de 48 anos chega ao Bucks com a missão de levar o time ao topo do Leste. Em 2017/18, a equipe de Milwaukee terminou a fase regular na sétima posição da conferência, com 44 vitórias e 38 derrotas. Nos playoffs, o Bucks foi eliminado pelo Boston Celtics na primeira rodada, em uma série de sete partidas.

Ainda de acordo com Wojnarowski, horas antes de assinar contrato, Budenholzer se encontrou com os alas Giannis Antetokounmpo e Khris Middleton, principais jogadores da equipe.

O gerente-geral do Bucks, Jon Horst, tinha o ex-técnico do Hawks como a primeira opção para o cargo. Outros nomes cogitados em Milwaukee foram os de Becky Hammon e Ettore Messina, assistentes de Gregg Popovich no San Antonio Spurs, David Blatt, ex-treinador do Cleveland Cavaliers, e Monty Williams, ex-técnico do New Orleans Pelicans.

Vale lembrar que, antes de fechar com o Bucks, Budenholzer chegou a ser entrevistado por Phoenix Suns e New York Knicks, que acabaram contratando Igor Kokoškov e David Fizdale, respectivamente. Há dois dias, ele se encontrou com a direção do Toronto Raptors, mas nenhuma proposta foi feita pela franquia canadense.

Considerado um dos melhores estrategistas da NBA, Budenholzer deixou o comando do time de Atlanta com um retrospecto de 213 vitórias e 197 derrotas, além de quatro classificações para os playoffs, em cinco temporadas, e o título de técnico do ano em 2015. Ele também trabalhou durante 17 anos como assistente de Popovich no Spurs, onde ganhou quatro títulos da NBA.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.