Mock Draft 1.0 – Comentários

Pessoal, segue abaixo a análise das minhas escolhas de primeira rodada do Draft 2014. Não deixem de conferir o primeiro Mock Draft do Jumper Brasil, divulgado nessa sexta-feira.

Confesso que foi complicado fazer o Mock dada a profundidade desse recrutamento, que tem tudo para ser o melhor dos últimos dez anos. Muita coisa deve mudar para o próximo Mock Draft, previsto para ser divulgado no dia 6 de junho.

1- Cleveland CavaliersAndrew Wiggins (SG/SF, Kansas)

O sortudo Cavs não tem o direito de errar em mais uma primeira escolha. O GM da franquia tem que assegurar o melhor talento do recrutamento. Wiggins não é o prospecto mais pronto para a NBA, mas é o que tem o maior potencial, ao lado de seu companheiro na Universidade de Kansas, Joel Embiid. Dependendo da condição médica, o pivô tem boas chances de ser a primeira escolha. Por enquanto, vou de Wiggins.

2- Milwaukee BucksJoel Embiid (C, Kansas)

Tudo depende da situação clínica de Embiid. O camaronês foi prejudicado ao longo da temporada por um problema nas costas. Se a lesão estiver curada, sinal verde para o Bucks, que vai ter em suas mãos o melhor pivô do draft e um jogador que pode ser um dos melhores da posição na NBA daqui a alguns anos. Além disso, a escolha de Embiid poderá significar a saída do problemático Larry Sanders.

3- Philadelphia 76ersJabari Parker (SF, Duke)

Mesmo com a terceira pick, o Philadelphia tem a possibilidade de selecionar, talvez, o jogador mais pronto para a NBA. Assim como Wiggins e Embiid, Parker tem potencial para se tornar um All-Star na NBA. Ele preencheria uma das maiores carências do Sixers, que é a posição 3, e traria impacto imediato na liga. Com Carter-Williams, Parker e Noel, o time de Philadelphia teria um núcleo jovem muito promissor.

4- Orlando MagicDante Exum (PG, Austrália)

O time da Florida precisa de um armador, já que vimos nesta temporada que a experiência com Victor Oladipo na posição não deu muito certo. Tudo bem que Exum é o prospecto mais emblemático do draft, mas ele já mostrou em competições internacionais de base que tem muito talento. O australiano é considerado o melhor armador do recrutamento e, nada mais justo, que o Magic aposte nele.

5- Utah JazzNoah Vonleh (PF, Indiana)

Jabari Parker seria o sonho do Jazz, mas como ele não deverá sobrar até aqui, a equipe teria de partir em busca do melhor talento disponível e, se possível, que preenchesse uma lacuna no elenco. Vonleh é um ala-pivô muito ágil, que tem arremesso de fora e ainda dá tocos. Na minha opinião, ele formaria uma ótima dupla de garrafão com Derrick Favors. 

6- Boston CelticsAaron Gordon (PF, Arizona)

Defesa no garrafão. Essa é uma das maiores necessidades do Celtics. Para ajudar a resolver esse problema, o primeiro passo seria selecionar um dos melhores defensores do recrutamento. Gordon é um combo forward, mas na minha opinião seria mais útil jogando na posição 4. Danny Ainge que se vire para trocar um ou dois dos alas-pivôs da equipe que não defendem nada (Brandon Bass, Jared Sullinger, Kelly Olynyk).

7- Los Angeles Lakers: Julius Randle (PF, Kentucky)

Assim como o Celtics, o Lakers não teve sorte na loteria e não conseguiu a tão sonhada escolha TOP 3. O time angelino tem apenas Steve Nash, Kobe Bryant e Robert Sacre com contratos garantidos para a próxima temporada. Dessa forma, a equipe precisa selecionar o melhor talento disponível. Randle é um jogador quase pronto para a NBA e contribuiria de imediato para o Lakers, ainda mais com Pau Gasol, Jordan Hill e Chris Kaman testando o mercado.

8- Sacramento KingsMarcus Smart (PG, Oklahoma State)

O Kings quer afastar a fama de time bagunçado e, para isso, deverá selecionar um jogador que tenha uma mentalidade vencedora e que seja um guerreiro em quadra. Smart seria a escolha perfeita, já que também resolveria a carência na armação (o peladeiro Isaiah Thomas será agente livre).

9- Charlotte HornetsDoug McDermott (SF, Creighton)

O time de Charlotte teve uma das melhores defesas da temporada, mas em compensação o ataque foi muito pobre. Com bons defensores no elenco, o Hornets pode se dar ao luxo de selecionar um jogador que não tenha essa característica como destaque. McDermott é considerado o melhor arremessador do recrutamento e resolveria a maior carência da equipe de Charlotte.

10- Philadelphia 76ersGary Harris (SG, Michigan State)

Depois de escolher Jabari Parker, o Sixers pode completar o seu provável quinteto titular com um ala-armador. A essa altura, Harris é o maior talento disponível. Além do arremesso de longa distância, ele também contribui na defesa. Que tal um quinteto inicial formado por Carter-Williams, Harris, Parker, Thaddeus Young e Noel? Seria um grande passo no rebuild da equipe.

11- Denver NuggetsJames Young (SG/SF, Kentucky)

O Nuggets tem um elenco homogêneo, com pelo menos dois jogadores para cada posição. Como eu acho que a equipe deverá trocar um dos alas (Danilo Gallinari ou Wilson Chandler), a busca no draft seria por um jogador da posição. Young se encaixaria bem na equipe de Denver, que adora jogar em transição. Outra possibilidade aqui seria um prospecto internacional, que não viesse de imediato para a NBA.

12- Orlando MagicDario Saric (PF, Croácia)

Com Exum garantido na quarta escolha, o Magic poderia selecionar outro prospecto internacional, já que seu elenco tem muitos jogadores jovens. Saric seria o melhor talento disponível a essa altura. Como ainda não sabemos se ele virá de imediato para a NBA, o time de Orlando poderia muito bem esperar mais uma ou duas temporadas para contar com o jogador croata.

13- Minnesota TimberwolvesAdreian Payne (PF, Michigan State)

A saída de Kevin Love parece cada mais provável. Para não ficar carente na posição 4, o time de Minnesota teria a oportunidade de selecionar outro stretch four. Payne é a peça ideal e, ainda por cima, chegaria para contribuir de imediato na NBA. Outra possibilidade aqui seria a escolha de um arremessador do perímetro, uma das grandes carências do Wolves.

14- Phoenix Suns: Nik Stauskas (SG, Michigan)

O Suns carece de arremessadores do perímetro, especialmente na posição 2. Stauskas seria a aposta certeira, já que tem um ótimo arremesso (ele é letal no catch and shoot) e, ainda por cima, é muito bom passador (pode quebrar o galho como playmaker). O jogador canadense seria uma peça muito útil na rotação, já que o Suns atua com dois armadores (Bledsoe e Dragic) e não tem um combo guard reserva de qualidade.

15- Atlanta HawksRodney Hood (SF, Duke)

O Hawks precisa de mais arremessadores do perímetro. Para ajudar a solucionar tal carência, a equipe de Atlanta deverá escolher Hood, que tem um ótimo aproveitamento nos chutes de média e longa distância. Ele seria uma peça vinda do banco pronta para contribuir com pontos.

16- Chicago BullsTyler Ennis (PG, Syracuse)

Com Kirk Hinrich e D.J. Augustin testando o mercado de agentes livres, e Derrick Rose voltando de mais uma grave lesão, o Bulls deverá buscar um armador no recrutamento. Ennis, a essa altura, seria um steal, já que ele foi considerado em muitos mocks como escolha de loteria. O canadense é um playmaker e seria uma boa peça vindo do banco. 

17- Boston CelticsZach LaVine (SG, UCLA)

Com a carência defensiva no garrafão sendo resolvida, em partes, com a seleção de Gordon na sexta escolha, o Celtics deve partir agora em busca de um jogador para a posição 2. Avery Bradley vai testar o mercado em julho e o time de Boston não tem um jogador sequer da posição com contrato garantido para a próxima temporada. LaVine é um dos jogadores mais atléticos do recrutamento, mas é um prospecto que precisa ser melhor trabalhado, já que ainda é muito cru. O Celtics teria essa paciência?

18- Phoenix SunsElfryd Payton (PG, Louisiana Lafayette)

Na armação, o Suns tem apenas Goran Dragic com contrato garantido na próxima temporada. Rumores vindo de Phoenix dão conta de que Eric Bledsoe, que será agente livre nesta offseason, poderá não retornar à equipe. Por isso, o Suns já estaria de olho em armadores neste recrutamento. Uma boa opção aqui seria Payton, que é um armador muito atlético e agressivo nas duas extremidades da quadra.

19- Chicago Bulls: Cleanthony Early (SF, Wichita State)

Com um armador selecionado na pick 16, o Bulls parte agora em busca de um ala. Early foi o grande destaque do surpreendente time de Wichita State na última temporada da NCAA e se encaixaria bem na equipe de Chicago. Ele tem versatilidade ofensiva e não foge do jogo físico. A projeção é de que ele seja um scorer vindo do banco de reservas.

20- Toronto RaptorsKyle Anderson (SF, UCLA)

Anderson é um point forward (ala que atua armando o jogo) e, talvez, o melhor playmaker do recrutamento. Sua versatilidade pode ser importante na rotação de perímetro do time canadense, que não conta com um banco de reservas muito qualificado. Outra opção aqui seria um armador tradicional, já que Kyle Lowry irá testar o mercado nesta offseason.

21- Oklahoma City ThunderJusuf Nurkic (C, Bósnia)

O Thunder está abarrotado de jogadores jovens no elenco e tem a necessidade urgente de formar um time forte para segurar Kevin Durant, que será agente livre em 2016. Com duas escolhas na primeira rodada, o Thunder pode se dar ao luxo de “gastar” uma delas com um jogador estrangeiro, que não viria de imediato para a NBA. O melhor prospecto internacional disponível seria Nurkic, um pivô bósnio que tem força física e agilidade. 

22- Memphis Grizzlies: K.J. McDaniels (SF, Clemson)

McDaniels tem uma característica em seu jogo que o Grizzlies adora: agressividade na defesa. Ele é um dos melhores defensores do recrutamento e seria uma escolha óbvia para o time de Memphis. Além disso, ele já seria preparado para substituir o veterano Tayshaun Prince na posição 3.

23- Utah JazzT.J Warren (SF, NC State)

Resolvido o problema no garrafão com a escolha de Noah Vonleh, o Jazz deve pensar agora em selecionar um ala. O time de Salt Lake City não tem um jogador sequer da posição 3 com contrato garantido para a próxima temporada. A essa altura, uma boa opção seria Warren, que é um ala dotado de versatilidade ofensiva.

24- Charlotte HornetsP.J. Hairston (SG, D-League)

O Hornets tem o privilégio de fazer mais uma escolha na primeira rodada. Com McDermott selecionado, o time de Charlotte parte agora em busca de um jogador da posição 2 para fazer sombra a Gerald Henderson. Com isso, a melhor opção seria Hairston, que, aliás, é do estado de North Carolina. 

25- Houston Rockets: Kristaps Porzingis (PF, Letônia)

O Rockets cansou de acumular escolhas de draft nos últimos anos. Com o time atingindo um novo patamar nesta temporada e a chance de contratar mais um All-Star na offseason (Carmelo Anthony, quem sabe), é bem provável que essa pick seja usada para a seleção de um prospecto internacional, que não viria de imediato para a NBA. Porzingis seria o nome ideal porque ele é um stretch four que arremessa e defende muito bem. O ala-pivô letão é um diamante a ser lapidado.

26- Miami Heat: Shabazz Napier (PG, Connecticut)

O Heat deverá ter vários jogadores testando o mercado e alguns se aposentando (Ray Allen e Shane Battier, por exemplo) nesta offseason. Por isso, o time não tem muito o que pensar: é preciso escolher o melhor talento disponível. A essa altura, Napier, o melhor jogador do torneio da NCAA e campeão por Connecticut, seria um steal

27- Phoenix Suns: Clint Capela (PF, Suíça)

Com duas escolhas já feitas, o Suns deverá selecionar um prospecto internacional com essa pick. O suíço Clint Capela, que muitos olheiros comparam com Serge Ibaka, vale a aposta. Caso venha agora para a NBA, o ala-pivô deverá passar boa parte da temporada atuando pelo Bakersfield Jam, time que o Suns controla na D-League. 

28- Los Angeles ClippersMitch McGary (PF/C, Michigan)

O Clippers tem um bom elenco, com jogadores experimentados, mas uma carência na posição 5, já que conta apenas com DeAndre Jordan. Como este recrutamento não tem muitos pivôs, um bom nome seria o de McGary. Se não tivesse passado boa parte da temporada no departamento médico, o pivô de Michigan seria uma escolha TOP 20. 

29- Oklahoma City ThunderJordan Adams (SG, UCLA)

Com a pick 21 sendo usada para selecionar um prospecto internacional que não viria de imediato para a NBA, o Thunder deverá, agora, escolher um jogador para a posição mais carente da equipe: a de ala-armador. Como Thabo Sefolosha será agente livre, Jordan Adams seria uma grande escolha para o time de OKC, já que é capaz de pontuar de várias formas e, ainda por cima, é eficiente em quebrar linhas de passe e roubar bolas.

30- San Antonio SpursJerami Grant (SF, Syracuse)

Grant é um combo forward e um dos jogadores mais atléticos do recrutamento. Além disso, ele tem potencial para se tornar um grande defensor na NBA. Como o Spurs tem apenas Kawhi Leonard na posição 3, Grant seria uma boa escolha. A essa altura, diria que seria um steal. E tem time melhor para draftar que o de San Antonio?

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Mailson Silva de Sena

    O Thunder não vai draftar um C pelo fato de contar com Adams e muito provavelmente irá adicionar Tibor Pleiss a partir da próxima temporada.

    • Gustavo Lima

      Jusuf Nurkic seria um projeto para o futuro. Daqui a duas, três temporadas ele viria para a NBA. E a vinda do Tibor Pleiss já em 2014 não é nada garantida.

      • Mailson Silva de Sena

        Presti foi visto algumas vezes na Espanha no começo da temporada. Dizem que foi monitorar alguns jogadores; Rudy Fernandez a quem o OKC esteve interessado, Ábrines, e principalmente e Pleiss. Este último Presti foi conversar pessoalmente junto ao agente do jogador. Presti sabe que tem que mostrar a Durant que pode fazer dele um campeão e Pleiss é uma das peças que poderão levar o Thunder ao título. Além do mais, após a provável eliminação para os Spurs, Perkins deverá ser anistiado, com sorte trocado por uma pick de décima rodada.

      • L.Avila

        Abrines foi selecionado pelo OKC ano passado, eles deveriam fazer um trade up para draftar o Smart e deixar sefholosha ir. Mandar Lamb mais o Pick 21.

      • Gustavo. Eu acho o time do OKC montado demais sobre seus 3 pilares. Durant, west e Ibaka e a forma de jogo deles. Eu prefiro times que busquem versatilidades mas acho que o Brooks gosta de mais do mesmo e eles já sofreram com a falta do West e agora sofrem com a do Ibaka. Pensando isso. Por que não selecionar bons substitutos para eles nesse draft que possui exatamente dois nomes bons pra isso? Eu me sentiria um péssimo GM se saísse sem Napier pra ser agressivo no lugar do West e Capela pra fazer defesa na cobertura de garrafão vindo pelo lado oposto do ataque no banco do Ibaka. Se preciso eu subiria para ter esses dois.

        Eu teria um banco com Napier, Capela(nome de caveleiro do zodiaco, muito foda!!!), Adams e o Triple-J que eu tanto gosto(Jones, Jackson e Jeremy).

        Bom, eu seguiria esse caminho.

        Quanto ao Phoenix. Jamais deixaria passar Tyller Ennis. ele seria para o Dragic o que o próprio Dragic foi pro Nash ou Nash foi pro Kidd… A história é ciclica.

  • Mailson Silva de Sena

    Agora, se o Cleveland trocar a sua first pick e mais alguns jogadores, (Dion Waiters, first pick, Thompson e Bennet) que eu considero muita coisa, por Kevin Love e mais a volta de LeBron esse já vai ser um dos principais contender do leste, até por se tratar do leste.

    • Uncle Drew

      A questão é. Kevin Love quer jogar em grandes centros, Chicago, L.A., Boston, N.Y. O Cavs iria correr um risco mt grande pq para Kevin Love ficar na equipe dependeria de LeBron James. Portanto acho melhor draftar Wiggins ou Embiid. Creio q Embiid tem tudo pra ser um dos melhores pivôs da NBA.

      • Ramon

        E Cleveland , por acaso , não é um grande centro ?

      • Desculpa, mas não é não.

      • GoCavs

        Corrigindo, Love não disse querer jogar em um grande centro, mas em um local que lhe oferecesse condições de ser campeão. Por isso, é sim possível que ele venha pro Cavs.

  • Acho que Boston selecionará Randle ao invés de Gordon (isso se o Jazz não selecionar Randle antes). E acho que o Lakers irá selecionar Smart antes do Kings, pois não devem deixar Gasol sair.

    • Fora o fato de que Smart também tem fama de peladeiro, então, não seria uma escolha inteligente para o Kings, a não ser que o time o envolva em alguma negociação.

  • AlexT-Wolves

    O Wolves tem q trocar o Kevin Love pelas escolhas de draft. O Cleveland está interessado mas o problema é convencer o Love. Se não conseguir a 1° tem que conseguir a do Celtics/Lakers e um pacote de jogadores que possam ajudar.

  • Não vejo sentido no Bulls escolher o Tyler Ennis, vai fazer um time só de armador??? Além de Derrick Rose, o time ainda conta com Kirk Hinrich e D.J. Augustin(ambos já deram entrevistas dizendo que querem muito ficar, principalmente o segundo), além do emblemático Jimmer Fredette e do veteraníssimo Mike James.

    Eu acho que o Ennis no Bulls seria talvez um substituto para o Captain Kirk, o estilo dos dois é muito parecida, e no colegial, o Kirk era um astro(tanto que foi selecionado na 7º colocação do super draft de 2003). Mas além dele e Rose, o time conta com Augustin e Fredette que são dois bons jovens jogadores, e rumores falam que Gar Forman ainda quer Devin Harris do Mavs. E outra, se fosse para selecionar um armador, Napier seria o principal nome( desculpa Gustavo, mas acho que você deu uma forçada do Napier em Miami, acho que ele não sai do top 20 nunca).

    Já na segunda escolha seria um prospecto mais interessante, não conheço esse Early mais pelo que falam é padrão Thibs de qualidade( atlético, bom defensor, jogo físico e etc…). Mas eu não vejo o Bulls deixar passando caras como ZachLavine, Kyle Anderson e TJ Warren.

    • Gustavo Lima

      Na minha opinião, Ennis no Bulls faz todo o sentido. Kirk e Augustin serão agentes livres irrestritos. Dizer que quer ficar é garantia de alguma coisa? Acho que o Bulls vai poupar grana para tentar trazer outro All-Star (Melo?). Fredette também será agente livre irrestrito e James não tem contrato garantido. Então, quem sobra nessa brincadeira? Com Rose voltando de lesão, seria prudente escolher um PG no draft. Ennis na 16 seria um steal. O Mock foi complicado de fazer, mas essa do Ennis no Bulls foi fácil.

      Napier não tem upside (senior) e por isso está cotado em todos os mocks para ser selecionado depois da pick 20. Essa é a tendência.

      • E outra Gustavo, o Bulls está indo atrás do Devin Harris na Free Agency, acho que isso é um sinal de que eles não pretendem draftar um armador, o que eu acho necessário é um ala-armador e um pivô reserva pro Noah.

    • mc will

      Concordo com tudo que você falou Alisson, nunca que o Bulls iria atrás de mais um armador no draft, deve vir um ala e um ala-armador, estou torcendo para q venha o Lavine, TJ Warren

      • Torço para que venha os mesmos jogadores Mc Will, acho difícil chegar os dois, mas senão também tem Rodney Hood, Kyle Anderson, Cleanthony Early, que são jogadores que podem somar.

  • Leo

    Não sei, mas não tenho confiança nesse Embiid. Vi alguns jogos dele no Kansas e apesar de apresentar virtudes, cometia muitos erros bobos e foi quase nulo no ataque, sem contar o problema nas costas, que faz lembrar do Oden.

    Alguns dos maiores busts que eu vi foram pivôs, vide Kwame Brown, Okafor e Thabeet, que foi 2ª escolha.

    Se eu fosse GM não deixava passar Wiggins ou Parker por causa dele. Embiid deveria ser 3ª escolha pra baixo

  • Diogo Rodrigues

    Olá Gustavo,

    Comecei a acompanhar de verdade a NBA nesta temporada… Então vou dar uma
    opinião sobre a reconstrução do Lakers e gostaria de sua opinião ou correção caso eu fale alguma besteira.

    Hoje o Lakers tem 3 jogadores: Bryant (24k), Sacre (1k) e Nash (9k), totalizando aproximadamente US$ 34 milhões em salários, sobrando portanto apenas 25 milhões de cap.

    Bem, com o pick #7 sinceramente não tem como conseguirem Love, então vamos ser realistas… O Lakers drafta então Randle ou Gordon pra jogar na posição PF.

    Kobe tem contrato por dois anos e se não estou enganado o Brooks tem um player option, e poderia renovar…

    Armação é um problema, pq o Nash é um jogador aposentado (aliás, existe alguma possibilidade do Lakers conseguir se livrar dele?). Enfim, acho que uma boa opção para as que existem no mercado agora é a contratação do Bledsoe que é RFA e não acho que o Suns fará muito esforçro pra renovar com ele porque tem o Dragic em boa fase. Como um plano B tem o Lowry que será UFA. Acho que é possível assinar com qq um dos dois por uns 7 ou 8 mi.

    Aí, poderia ir atrás de um SF. Das opções a melhor acredito ser o Deng, que acredito que aceitaria por 10 mi ou menos. E renovar com o Young que se não me engano tem o Team option.

    Aí tentar renovar com o Gasol por uns 10 mi e colocar ele na posição 5.

    Assim a equipe ficaria com Bledsoe-Kobe-Deng-Randle-Gasol e Young de 6th man. E com a aposentadoria do Nash ano que vem ainda teria dinheiro pra trazer um outro jogador TOP (se possivel alguem pra substituir o Kobe).

    Não acho que esse time seria um dos favoritos ao título, mas teria condições de brigar por uma final de conferência. Será que é viável?

    Abraços e parabéns pelo site de vcs que acompanho sempre!

    • Daniel, seria um bom time mas não acredito que ele possa ser feito; Não acho que o Bledsoe saia de Phoenix e o Deng não aceita um salário de 10 Milhões ou menos(foi o que o Bulls ofereceu e ele não aceitou) e nem o Gasol aceita um contrato de 10 Milhões, aliás, ele só disse que renova com o Lakers pelo valor do mesmo contrato ou mais, o Kyle Lowry já seria uma contratação mais real, a do Young também, acredito que nessa você foi inteligente em citar, mas enquanto Kobe não aposentar e livrar o CAP do Lakers desse salário monstruoso dele, o time não vai voltar a ser vitorioso, essa é a minha opinião. Eu ainda acredito que o Kobe volta a jogar o que sabia, mas com o contrato dele ele sem querer se atrapalha sozinho pois o time não tem condições de lhe dar uma equipe realmente forte para ele liderar, pois a liga hoje está muito disputada, vários times muito bons inclusive elencos estelares como do Clippers, Warriors, Rockets, Nets, Bulls, Knicks ficaram pelo caminho.

    • Gustavo Lima

      Muito obrigado por acompanhar nosso trabalho, Diogo. Sobre o rebuild do Lakers, alguns pontos:

      – Opções mais prováveis na pick 7: Randle, Vonleh, Gordon e Smart. Sem jogadores de garrafão sob contrato, o ideal seria ir atrás de um big man. No meu mock foi Randle. Poderia ter sido Vonleh ou Gordon. Mas não me espantaria se Smart for o escolhido.
      – MarShon Brooks será agente livre irrestrito. Nick Young tem player option de 1,2 milhão e vai testar o mercado, tornando-se agente livre irrestrito. Ryan Kelly e Kent Bazemore serão agentes restritos e devem permanecer em LA.
      – Nash entrará no último ano de contrato e deverá ser moeda de troca. Expirante de 9,7 milhões é sempre valioso. Mas seria uma troca para ser concretizada no meio da temporada, dificilmente na noite do draft.
      – Bledsoe (agente restrito), se não ficar em Phoenix, deverá ser incluído em uma sign-and-trade. Lakers não teria bala na agulha para dar uma compensação ao Suns. Por isso, vejo Lowry como mais viável. Ele é irrestrito e deverá ir para o time que pagar mais. Raptors tem espaço no cap, assim como o Lakers. Seria uma briga boa.
      – Deng deve pedir 10 milhas por ano mesmo. Lakers terá condições de contratá-lo. Mas será que vão despejar a grana?
      – Quanto ao Gasol, acho que ele vai preferir ir para um contender. Mas ele gosta de LA, do Lakers. Vai saber…
      – Lakers deve estar com as atenções voltadas para 2015, que terá uma free agency fodástica. Serão muitos jogadores bons testando o mercado. Vão entrar com tudo na free agency de 2015, mas terão que lidar com os 25 milhões do contrato expirante do Kobe.
      – E no ano que vem, a pick de primeira rodada do Lakers é do Suns (TOP 5 Protected em 2015, TOP 3 em 16/17, sem proteção em 2018). Então, o Lakers tem que ir mal de novo e torcer para pegar uma escolha TOP 5 no draft de 2015.
      – Mitch Kupchak tem uma batata quente nas mãos. Deu aquele caminhão de dinheiro para o Kobe renovar por mais 2 anos e deve ter prometido a ele um time forte. Mas como montar um time competitivo em 14/15 com 33 milhões comprometidos apenas com os contratos de Nash e Kobe? Prevejo uma temporada parecida com a que está acabando.
      – Li em alguns sites que o Lakers pode trocar a 7th pick por duas mais baixas de primeira rodada. Suns (14,18,27), Hornets (9,24), Bulls (16,19) e Thunder (21,29) seriam as opções para troca.
      – Sobre o quinteto que você mencionou (Bledsoe-Kobe-Deng-Randle-Gasol): sem chances de o Lakers montar esse time. Kobe + Nash = 33 milhões. O time não teria condições de trazer Bledsoe, Deng e Gasol. E ainda teria que trazer jogadores para compor o banco de reservas.

      Abraço!

  • Julio Zago

    Muito bem fundamentada sua opinião Gustavo, contudo, discordo de alguns pontos, principalmente em relação ao Embiid. Evidente que não questiono o potencial do prospecto, só penso que ele é cercado por muitas dúvidas para ser uma escolha top 3, obviamente que considerando o potencial dele não é possível que ele caia muito no draft, mas apostar no Pivô quando existem opções mais seguras e promissoras e com impacto imediato como Parker, acredito que não.
    Outro ponto, devido a posição no draft penso ser possível que os Celtas troquem sua escolha, contudo, não penso que Ainge deixe Randle passar, acredito que ele seja muito mais talentoso e promissor do que Gordon e da mesma forma se enquadraria nas necessidades da franquia, contudo, acredito que Randle já esteja selecionado quando chegar a vez dos Celtas.
    Finalmente, também acredito que o Magic vai apostar em Exum e que ele poderá formar uma dupla muito promissora com Oladipo, mas pensando na necessidade da franquia, ao menos na minha opinião, acredito que Payne seja uma escolha mais segura e que já contribuiria de imediato.

    • Gustavo Lima

      Valeu, Julio. O Celtics, provavelmente, não irá manter a 6th pick. Danny Ainge vai ser ativo na noite do draft. Mas se mantiverem a escolha, Gordon teria grandes chances pq o staff do Celtics o adora. Ele tem mentalidade vencedora, alto QI de basquete e é um excelente defensor. Pra draftar o Randle, teriam que trocar o Sullinger e o Bass. Não dá para ficar com os 3 no elenco. O talento de Randle é inquestionável.

      Cara, torço muito para que Embiid não tenha a carreira prejudicada por lesões. Ele tem potencial para ser um dos melhores da posição na NBA. E pivô de qualidade é cada vez mais raro. Embiid mostrou em um workout recente que está completamente curado da lesão nas costas. Cavs vai enfrentar um dilema: Wiggins ou Embiid? E Jabari Parker vai cair no colo de Bucks ou Sixers.

      Exum no Magic parece ser barbada. E Payne pode ser perfeitamente escolhido na 12th pick. Gosto muito do jogo dele.

  • Só existe uma escolha fácil nesse draft. A primeira do Sixers. O que sobrar é deles

  • jonasjoao

    Sim, porém seria ideal sobrar o Parker(Já que o WIggins não vai…) porque já temos apostas de garrafão(Noel e T. Young). E mesmo com os rumores da saída do Young, eu queria o Jabari 🙁

  • simoes12

    Não seria loucura o Rockets recrutar o Kristaps Porzingis mesmo já tendo Donatas Motiejunas no elenco?

    • Gustavo Lima

      Não. Porzingis tem muito potencial e não viria de imediato para o Rockets. Stretch four e ainda defende? Kevin McHale adora esse tipo de jogador. Seria útil ao time em dois, três anos. Além disso, acredito que Motiejunas está com os dias contados em Houston. Acho que eles vão selecionar um estrangeiro para guardar espaço no cap para trazer mais um All-Star.