Motivado, Wiggins recebe elogios de Flip Saunders: “Não teme desafios”

“É como ver um reflexo meu aos 19 anos”. Foi assim que Kobe Bryant definiu o jovem Andrew Wiggins, depois da partida em que ultrapassou Michael Jordan para tornar-se o terceiro maior cestinha da história da NBA. Com as lesões de alguns dos principais novatos da temporada, o ala do Minnesota Timberwolves tornou-se franco favorito ao prêmio de melhor calouro do ano. As palavras do ídolo, neste cenário, servem como incentivo especial para dar esse primeiro e importante passo em uma carreira potencialmente gloriosa.

“Quando ouvi aquilo, eu fiquei motivado instantaneamente. Foi motivação para meus ouvidos. Faz com que eu me esforce ainda mais e aborde o jogo de uma forma diferente. Kobe é uma lenda e disse que sou o reflexo dele. São palavras grandiosas para mim”, contou o primeiro escolhido do último draft, único atleta estreante ativo na liga com média de dígitos duplos em pontuação.

Diferente de grande parte dos destaques de drafts, Wiggins sempre teve o trabalho defensivo como sua principal virtude enquanto prospecto. O treinador Flip Saunders sabe disso e tenta puxar os limites do seu comandado a cada confronto, colocando-o em situações diferentes e diante de adversários mais complicados. A resposta que recebe do ex-aluno da Universidade de Kansas, dentro e fora de quadra, é encorajadora.

“Andrew é um bom ouvinte e, às vezes, quase fácil demais de treinar. Ele sempre quer fazer a coisa certa e seguir melhorando. Nós já o colocamos para defender caras como Kobe, James Harden, e tem lidado com tudo muito bem. Ele não tem medo de desafios”, elogiou o veterano treinador, que também acumula o cargo de presidente de operações do Timberwolves e foi o responsável pela troca que trouxe o jovem para Minnesota.

Para Wiggins, o tratamento que recebe de Saunders é apenas uma extensão do que sempre enfrentou dentro de quadra. “Eu cresci marcando meus irmãos e jogadores mais velhos. Em Kansas, [Bill] Self apostava alto na minha defesa e era duro comigo. Ele sempre me colocava no melhor atleta adversário e dava missões complicadas porque sabia quão bom posso ser”, lembrou o novato.

Em 27 jogos disputados na NBA, Wiggins registra médias de 12.6 pontos, 3.9 rebotes e 41.7% de aproveitamento nos arremessos de longa distância em 30.9 minutos de ação por noite. Só o pivô Nerlens Noel, do Philadelphia 76ers, também atua mais do que 30 minutos por noite entre os calouros deste ano.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • BrunoM

    Pra mim, o Mirotic deveria ser o calouro do ano

    • Fidel

      Se fosse titular com certeza seria.

  • Caio

    Tudo indica que será o ROY… mas não estamos nem na metade da temporada, então… pode ser que tenhamos alguma surpresa.

  • Thiago

    O Nerlens Noel nao foi selecionado no draft de 2013 ?

    • Renato

      Foi sim, mas como não participou de nenhum jogo da temporada passada devido às lesões, entra na disputa de roy desse ano.

    • CosmeCelta

      Foi. Mas nao jogou ne? Ta estreiando essa temporada.

    • RafaMarques

      Mas sua estréia esta sendo nessa temporada porque estava lesionado.

  • CosmeCelta

    Marcus Smart ta bem tbm! Não vi mais q 3 jogos do Wolves.

  • Lucas Ottoni

    Wiggins deve seguir o caminho do Kevin Love e sair do Wolves assim que possível para ser parte de alguma panela.

    • Michel Moral

      Não foi isso que ele disse quando foi trocado. Aliás já no Cavs ele manifestou interesse em ficar numa franquia durante muito tempo e tornar-se ídolo.

      Acho que o Wolves tem tempo para fazer um time competitivo para Wiggins.

      • Lucas Ottoni

        Eu não acredito em nada disso. Quando ele começar a arrebentar e sentir que o time não caminha junto, você vai ver se ele não vai pedir uma troca… Aposto que sim. E o Wolves tbm tinha tempo pra montar um time competitivo em torno do Love. E deu no que deu…

        • Michel Moral

          Sinceramente, Lucas, eu acho que o Wolves até montou um time para Love, mas deu muito azar. Foram muitas lesões. Pekovic e Rubio, por exemplo, são dois jogadores que deveriam render muito mais.

          E para ser mais sincero ainda, acho que Love precisa ser mais do que é para valer tudo que vale.

          Mas se não for dessa vez, Wolves não será nunca mais um time de playoffs. Com a flexibilidade salarial, com os talentos que tem no time e desenvolvendo alguns caras como Rubio, ainda acredito no T-Wolves. LaVine e Bennett…

          O Pelicans, como foi citado, nunca deu perspectiva ao Davis.

    • Charles

      O mesmo pode acontecer com Anthony Davis no Pelicans. E muito antes.

      • Lucas Ottoni

        Claro que pode. Pode e deve. Mas a perda pode não ser das maiores. Anthony Davis é um jogador em formação. Ainda tenho minhas dúvidas sobre ele. E na boa… Se for pra perder sempre (que é o que esse time do Pelicans tem feito nos últimos anos), tanto faz se perde com o Anthony Davis ou sem o Anthony Davis no time. Não faz a menor diferença. Derrota é derrota do mesmo jeito.

        OBS: É impressionante como em qualquer resposta às minhas opiniões, os caras colocam o meu time no meio. Aqui é Wiggins e Wolves, mas nego insiste em falar de Pelicans. Impressionante isso…

  • André Fagundes

    Andrew Wiggins cometeu erros defensivos apenas frente a Jimmy Butler naquele fatídico jogo com o Bulls. Ele vem defendendo muito bem os melhores, justamente por isso sofre pela falta de físico e experiência. Agora sem Brewer e a equipe em pleno rebuild espero que ele faça uma atuação pra 35 ou+ pontos pra sair com uma imagem boa dessa temporada e não de apatia.

    • Daniel Serafim

      35 ou mais pontos! Menos cara, bem menos…

  • Porpeta

    Mas não chegou sequer a estrear na temporada passada, Thiago. Abraço.

    • Thiago

      Vlw !!

  • Bruno#L.A.Lakers16

    Espera bem mais dele … precisa ser mais ousado …e fominha até … tá mto timido pro meu gosto !

  • ramon

    Wiggins é como o Anthony Davis na primeira temporada.

    Todos viam o enorme potencial, elogiavam a defesa, mas criticavam a timidez do Davis no ataque.

    Os nºs deles até são parecidos. Davis teve 13pts de média na 1ª temporada. 3 anos depois já tá na lista do mvp.

    Acho que o mesmo vai acontecer com o Wiggins.

  • AlexT-Wolves

    Assistir todos os jogos do Wolves e o Wiggins é 8 ou 80. Ou ele joga muito como vs Cavs e Kings ou é apático como vs Lakers.

    Mas o que importa é que ele mostra muito potencial em toda parte do jogo. É que o pessoal acompanha mais pela estatística ( o que é normal) e acaba cometendo erros de julgamento igual foi com o Monocelha.

    Ele provavelmente sera o ROY mas quem vinha merecendo mesmo era o Jabari por ser mais efetivo.

    • Michel Moral

      Exatamente. Oscilações no começo são normais.

      Tudo indica que será grande, mais do que Love, por exemplo, que foi trocado pelo Wolves (que se deu bem)

  • Daniel Nogueira

    Acho que estilo de jogo dele parece com o do Latrell Sprewell. Quem é da antigas lembra.. Eita velhice chegando!

    • Tiago Paz

      Saudades do Latrell, foi ele que me fez torcer para o Knicks, infelizmente havia um Spurs do outro lado com um mulek novo, um tal de Tim Duncan que junto com um ótimo elenco, nos arrasou nas finais de 99. Mas eu sinto muitas saudades daquele time do Knicks: Ewing, Latrell, Houston, Camby e cia…saudades!

      • Daniel Nogueira

        Timaço!

  • Álvaro S.R.

    Wiggins tem que melhorar ainda em alguns aspectos do seu jogo para realmente fazer algum impacto, eu por exemplo acho que ele precisa melhorar o ball handling dele e a movimentação sem a bola, precisa também melhorar o arremesso e o passe, ele é um cara com um potencial atlético absurdo, porém ainda muito cru para causar impacto, na minha opinião lógico.