“Motor” do time, Kyrie Irving comanda reabilitação do Celtics rumo aos playoffs

Na temporada de altos e baixos do Boston Celtics, o momento atual é de extrema calmaria na franquia. O time conquistou três vitórias seguidas na última semana e, se ainda não conseguiu sair da quinta posição do Leste, está a somente um jogo de entrar na zona de mando de quadra da conferência. E, para Marcus Morris, a reabilitação recente da equipe atende pelo nome de Kyrie Irving.

“Vocês deveriam perguntar àquele homem, Kyrie, sobre o que está dando certo por aqui. A sua energia é o que levou-nos a outro patamar. Ele é o reflexo das nossas melhoras. Todos só falam por aí sobre como ele quer ir embora de Boston e coisas assim, mas a verdade é que o cara tem sido um grande jogador e líder para nosso elenco”, elogiou o ala de 29 anos, em entrevista ao jornal Boston Globe.

Irving, de fato, foi figura central dos problemas recentes do Celtics. Múltiplos sites especializados apontavam que o craque era o jogador a quem muitos se referiam quando falava-se em desunião dentro do time. A situação teria sido resolvida em uma longa conversa entre o armador e o técnico Brad Stevens, durante um voo para Oakland, depois de derrota contra o Houston Rockets.

“Todos precisavam elevar seu jogo para sairmos dessa situação, mas tudo começa por mim. Começa pela minha energia e espírito em quadra. E, quando estamos na mesma sintonia, nós viramos um time diferente. Não mostramos essa consistência ao longo da temporada e, hoje, tornou-se mais importante do que nunca estarmos conectados, juntos”, afirmou o astro e cestinha de Boston.

O resultado imediato da conversa foi surpreendente, com a massacrante vitória sobre o Golden State Warriors fora de casa. Segundo Bill Simmons, do site The Ringer, o voo antes da partida teve contornos emocionantes e teria envolvido um pedido de desculpa do principal atleta do elenco para todos os companheiros. Ele não confirma os acontecimentos, mas reconhece que não tem sido fácil lidar com as instabilidades da temporada.

“Eu diria que essa é a minha temporada mais desafiadora em vários aspectos, pelo momento que vivo na carreira. Sou o ‘alvo’ de todas as perguntas sobre a equipe, constantemente questionado sobre o clima do elenco, e é claro que todos sabem que estou para ser agente livre. Isso acaba te sobrecarregando, às vezes, mas é minha responsabilidade”, assumiu Irving, tentando ser um líder diferente para impulsionar um Celtics melhor.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Dudu Ferrero

    Eu acho muito prematuro falar em reabilitação, esse Warriors ai ta com muitos altos e baixos, perdeu até pro Suns ontem em casa, e ganhou do Lakers com esse time ridiculo…. eu acho que pra cravar reabilitação precisaremos de mais tempo

    • Joel

      A partir do momento em que o time está perdendo, e tem uma sequência de vitórias, é sim uma reabilitação.

    • Ricardo Stabolito Junior

      Qualquer vitória que venha após uma ou mais derrotas, em qualquer esporte, é comumente chamada de reabilitação.

      A questão é se será uma reabilitação que veio para ficar ou só um momento.

  • Franchise 🏀 !! – ThiaGO

    é o preço que se paga por ser o protagonista de um time rs.
    Não era isso que queria?

  • Celso Cachali Jr

    Ok Morris se quiser se juntar ao Irving ano que vem em outra equipe vão com Deus.
    Irving foi uma aposta que não deu certo pode ter feito bons jogos nestes últimos três porém ainda afirmo e prefiro ver o time jogando sem ele.
    Sem o Morris TB.

    • Paulo Assis

      Quero ver vc dizer isso, após o título da NBA. Esse ano .

  • Nem sempre ser o melhor jogador tem que significar ser líder. Acho que muitos jogadores cresceriam de rendimento se aceitassem isso, Kyrie incluso.

    • NNeto

      Um dos melhores comentários que vi por aqui em muito tempo.

  • Torugo

    Ele é muito habilidoso mas eu o acho muito superestimado… não tem nível e nem cabeça para ser FP, principalmente de uma franquia grandiosa como a dos irlandeses. É o Neymar do basquete

    • Paulo Henrique

      Não pode falar q ele é superestimado aqui q já entendem tudo errado rsrs

  • A chance de titulo do leste passa pelo basquete do KI, infelizmente sem ele sem chance…

  • Leo
    • Meu nome é Chamberlein

      A risadade quem tambem não vai aos playoffs

  • jefferson ferreira

    nao sei como tem cara que ainda superestima o /irving..eu acho que ele nao casa com o nucleo do time pela coletividade que o brad stevens gosta…e por ser um time focado na defesa…. mas a questão passa por: Sem ele nao da pra vencer nem final de conferencia….olha o jogo 7 do ano passado e vcs me entenderam…. tem q ter o cara pra botar a bola debaixo do braço…esse cara é o irving ja provou isso qnd mitou contra gsw

  • Marcos Gordinho

    Olha que fui um dos maiores críticos do Celtics e coloquei Irving como antagonista do elenco. Porém o fato de Brad Stevens finalmente ter tomado uma atitude para melhorar sua lida com astros, Ainge não tentar implodir toda a equipe por uma negociação que ninguém têm certeza se é realmente bom, Irving parar de terceirizar responsabilidade e o restante da equipe não correr para isolations para expor suas capacidades individuais e valorizar os passes dos que em breve renovam ou buscarão contratos mais vantajosos têm uma imensa parcela de importância.

  • Paulo Assis

    Eu nunca senti que o Irving fosse o problema do time, ele vai trazer o título. O qu não está funcionando é o tatum melhora sua pontuação, e o que me parece agora vai. é o GH evoluir tecnicamente durante o decorrer dos jogos. Há, outra coisa que percebi e deve ser resultado da conversa do Steve com Irving, kyrie está ficando mais tempo em quadra.

    • Kevin Jonathan

      Incrível como o Tatum caiu de rendimento comparado ao início da temporada.E o GH é sempre 8/80.