“Não esperava ficar muito tempo em Utah”, admite Derrick Favors

O ala-pivô Derrick Favors está aproveitando as férias para retornar ao local em que nasceu, foi criado e cursou universidade: Atlanta. Uma terra que, para o titular do Utah Jazz, muito pouco lembra a Salt Lake City em que atua desde a metade de sua temporada de calouro na NBA. Lembrando de seus primeiros meses no time, o jogador de 24 anos admite que estranhou a cidade e pensava em deixar a franquia na primeira oportunidade que tivesse.

“Não esperava ficar muito tempo em Utah. A cidade era tão diferente e tudo parecia novo para mim. Mas, com o passar dos anos, passei a amar tudo. Eu me acostumei, comecei a sentir-me confortável. Hoje, gosto da calmaria e tranquilidade. Não existem muitas distrações. Você pode se focar em seu trabalho e na carreira em Utah”, contou o jovem atleta, em entrevista ao site Sporting News.

A própria situação atual de Favors no Jazz evidencia sua mudança postura: ele está na equipe há quase cinco anos e possui mais três temporadas de contrato com a franquia, com US$35 milhões a receber em salários. Agora, o ala-pivô vive a expectativa de confirmar as previsões otimistas que correm nos bastidores da NBA e ajudar a colocar o time de Salt Lake City nos playoffs pela primeira vez desde 2012.

“Honestamente, eu acredito que podemos chegar aos playoffs na próxima temporada. Muitas pessoas e equipes não estão nos notando neste momento, mas acho que vamos surpreender bastante gente e conseguir uma vaga entre os oito do Oeste”, afirmou o jovem, que iniciará a campanha 2015-16 reeditando a bem sucedida parceria do fim da temporada passada com o francês Rudy Gobert.

Selecionado na terceira posição do draft de 2010, Favors disputou 311 das 367 partidas da carreira na NBA com a camisa do Jazz. Setenta e quatro delas aconteceram na temporada passada, quando ele teve o melhor desempenho da carreira: 16.0 pontos, 8.2 rebotes, 1.7 tocos e 52.5% de aproveitamento nos arremessos de quadra em quase 31 minutos de ação por noite.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Michel Moral

    Tudo bem, agora você está tranquilo, feliz e focado. Então, por favor, comece a jogar o basquete que a franquia de Utah espera que vc jogue.

    Att.,

    Obrigado.

    • JazzFan

      hahaha gosto dos seus comentários aqui no Jumper, você é um cara coerente. Torce pro Jazz? Acho que o Favors tá crescendo e jogou muito na última season. Abç

  • O cara já tem 5 anos na NBA e até agora não rendeu metade do que se esperava dele.

    Para a posição que foi selecionado, poderia ser considerado um Bust?

    • AlysonEGomes

      Se formos ver ala-pivôs que foram draftados em uma posição alta e que não rendeu o esperado o Tristan Thompson é 20x mais Bust que o Favors. Ainda mais se receber aquele contrato de Franchise Player. Favors >>> TT.

      Ele vem numa crescente muito forte nos dois lados da quadra. Esse ano tem tudo pra formar um garrafão super forte com o Gobert, Seja no ataque ou na defesa.