NBA Awards 2019 – Giannis Antetokounmpo é eleito MVP da temporada

A NBA premiou, nessa segunda-feira, os destaques da temporada 2018/19. A terceira edição do NBA Awards foi realizada em um hangar do aeroporto de Santa Monica, na Califórnia. O prêmio mais cobiçado da noite, o de Jogador Mais Valioso (MVP) foi entregue ao ala Giannis Antetokounmpo, do Milwaukee Bucks.

Décima quinta escolha do Draft de 2013, o jogador grego de 24 anos liderou o Bucks à melhor campanha da temporada, com 60 vitórias e 22 derrotas. The Greek Freak (A Aberração Grega) angariou médias de 27.7 pontos, 12.5 rebotes, 5.9 assistências, 1.3 roubo de bola e 1.5 toco, em 72 partidas disputadas.

Na disputa com James Harden (Houston Rockets) e Paul George (Oklahoma City Thunder), Antetokounmpo foi a primeira escolha de 78 dos 101 jornalistas esportivos dos Estados Unidos e Canadá que tiveram direito de voto. Cinco pontos foram concedidos para votos de primeiro lugar, três pontos para votos de segundo lugar e um ponto para terceiro lugar.

Antetokounmpo tornou-se o quinto jogador estrangeiro a conquistar a honraria. Os outros foram Hakeem Olajuwon (1994), Tim Duncan (2002 e 2003), Steve Nash (2005 e 2006) e Dirk Nowitzki (2007). Além disso, ele é o primeiro atleta da história a ganhar os prêmios de MVP e MIP (2017).

No discurso de agradecimento, Antetokounmpo se emocionou e foi às lágrimas ao falar dos irmãos (Francis, Thanasis, Kostas e Alexis) e de sua mãe (Veronica), e ao relembrar de seu pai (Charles), falecido há dois anos, e de sua trajetória até chegar à honraria recebida nessa segunda-feira.

“Isto é apenas o começo. Meu objetivo é ganhar um campeonato. Como o meu pai me disse, você sempre pode querer mais, mas nunca seja ganancioso. Meu objetivo é ganhar um campeonato e vamos fazer o que for preciso para fazer isso acontecer”, finalizou o MVP de 2018/19, que recebeu o troféu das mãos do comissário da NBA, Adam Silver.

Assim como nas edições anteriores, o evento teve sua plateia composta por atletas e seus familiares, dirigentes e ex-jogadores, sem a presença de torcedores. O lendário ex-pivô Shaquille O’Neal, que hoje é comentarista na TNT, foi o mestre de cerimônias.

Bird e Magic homenageados

As lendas Larry Bird e Magic Johnson, grandes responsáveis pelo crescimento da NBA na década de 80 e protagonistas da mais icônica rivalidade da história da liga, entre Boston Celtics e Los Angeles Lakers, receberam o prêmio especial pelo conjunto da obra (Lifetime Achievement) das mãos do ator Samuel L. Jackson. Vale lembrar que essa honraria já foi concedida aos não menos lendários Bill Russell e Oscar Robertson.

Prêmio Sager Strong

A jornalista Robin Roberts, ex-apresentadora da ESPN e que atualmente trabalha como âncora do programa Good Morning America, do canal ABC, foi agraciada com o prêmio Sager Strong, em alusão ao repórter Craig Sager, da TNT, que faleceu em dezembro de 2016 vítima de uma leucemia.

No final de 2012, Roberts passou por um transplante de medula por causa de uma doença rara chamada síndrome mielodisplásica, que afeta a produção de sangue. Antes disso, em 2008, ela conseguiu vencer o câncer de mama.

Confira os vencedores do NBA Awards 2019 (em negrito, os ganhadores):

Jogador mais valioso (MVP)
– Giannis Antetokounmpo (Milwaukee Bucks)
– Paul George (Oklahoma City Thunder)
– James Harden (Houston Rockets)

Novato do ano
– Deandre Ayton (Phoenix Suns)
– Luka Dončić (Dallas Mavericks)
– Trae Young (Atlanta Hawks)

Defensor do ano
– Giannis Antetokounmpo (Milwaukee Bucks)
– Paul George (Oklahoma City Thunder)
– Rudy Gobert (Utah Jazz)

Jogador que mais evoluiu (MIP)
– De’Aaron Fox (Sacramento Kings)
– D’Angelo Russell (Brooklyn Nets)
– Pascal Siakam (Toronto Raptors)

Reserva do ano 
– Montrezl Harrell (Los Angeles Clippers)
– Domantas Sabonis (Indiana Pacers)
– Lou Williams (Los Angeles Clippers)

Técnico do ano 
– Mike Budenholzer (Milwaukee Bucks)
– Mike Malone (Denver Nuggets)
– Doc Rivers (Los Angeles Clippers)

Executivo do ano
– Jon Horst (Milwaukee Bucks)

Hustle Award (jogador mais raçudo)
– Marcus Smart (Boston Celtics)

Melhor companheiro de time
– Steven Adams (Oklahoma City Thunder)
– Mike Conley (Memphis Grizzlies)
– Jared Dudley (Brooklyn Nets)
– Channing Frye (Cleveland Cavaliers)
– Rudy Gay (San Antonio Spurs)
– Udonis Haslem (Miami Heat)
– Andre Iguodala (Golden State Warriors)
– Kyle Korver (Utah Jazz)
– Khris Middleton (Milwaukee Bucks)
– J.J. Redick (Philadelphia 76ers)
– Garrett Temple (Los Angeles Clippers)
– Thaddeus Young (Indiana Pacers)

Espírito esportivo
– Steven Adams (Oklahoma City Thunder)
– Harrison Barnes (Sacramento Kings)
– Mike Conley (Memphis Grizzlies)
– Al Horford (Boston Celtics)
– Khris Middleton (Milwaukee Bucks)
– Kemba Walker (Charlotte Hornets)

NBA Cares
– Jarrett Allen (Brooklyn Nets)
– Bradley Beal (Washington Wizards)
– Mike Conley (Memphis Grizzlies)
– Tobias Harris (Philadelphia 76ers)
– LeBron James (Los Angeles Lakers)
– Damian Lillard (Portland Trail Blazers)
– Khris Middleton (Milwaukee Bucks)
– Donovan Mitchell (Utah Jazz)
– Dwight Powell (Dallas Mavericks)
– Pascal Siakam (Toronto Raptors)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.