NBA e LNB firmam parceria para crescimento do basquete no Brasil

Crédito: LNB / Divulgação

Crédito: LNB / Divulgação

A presença da NBA no cenário do basquete nacional avançou mais um estágio nesta quinta-feira. Em entrevista coletiva realizada no Clube Pinheiros, em São Paulo, a entidade e a Liga Nacional de Basquete (LNB) – que organiza do NBB – anunciaram uma parceria pioneira para desenvolver a modalidade no país. A união tem como objetivos alavancar a popularidade, atrair novos negócios e promover ações estratégicas para valorizar o “produto basquete”.

“A LNB fez um trabalho tremendo no desenvolvimento do NBB nos últimos sete anos e nós esperamos continuar com essa evolução nos próximos anos, ajudando em áreas como marketing, entretenimento e administração. Acreditamos que, juntos, podemos atrair mais interesse ao basquete brasileiro e esperamos que o NBB possa se tornar um dos maiores campeonatos de basquete do mundo”, declarou Jason Carrily, executivo da NBA presente ao evento.

Com sua experiência, a liga norte-americana vai ajudar a brasileira de imediato em questões como expansão da marca e ações de marketing. A parceria deve se expandir nos próximos anos para abranger áreas mais específicas, como operações de basquete e desenvolvimento de atletas. Para o presidente da LNB, Cássio Roque, a aliança simboliza um grande avanço para a modalidade no país.

“Após construirmos a LNB gradativamente nos últimos seis anos, chegou a darmos um passo bastante significativo para nossa liga. Com a parceria, seremos capazes de trabalhar em projetos e novas ações que vão estimular o crescimento do basquete no Brasil, além de proporcionar um melhor e mais empolgante produto aos nossos dedicados fãs”, explicou Roque.

Segundo o diretor-executivo da NBA no Brasil, Arnon de Mello, a parceria vai proporcionar uma aproximação ainda maior da liga norte-americana com o fã brasileiro. “O basquete é um dos esportes mais populares e que mais crescem no país. A NBA está muito feliz com a parceria e isso nos permite sonhar com voos mais altos. Vamos estar perto dos apaixonados pelo basquete, conquistar novos fãs e ajudar não só no crescimento, mas também no desenvolvimento da modalidade”, finalizou.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • SalomonHeat

    Se a parceria funcionar o Brasil vai ser uma Potencia, temos muitos talentos desperdiçados , não temos times o suficiente e os times que temos possuem jogadores quem não atletas, não cuidam do corpo e muitos deles parecem barris sem sem atletismo sem técnica apurada, são só grandes.
    Acho que essa parceria pode tornar o basquete Brasileiro daqui a alguns anos tão bom quanto o vôlei, que nos traz muitas alegrias.
    Precisamos investir na base para que quando os nosso jogadores chegarem no Profissional tenha condições de ser no mínimo aceitáveis, com bons fundamentos e boa técnica.

    • SalomonHeat

      jogadores QUE* não são atletas.
      são só altos e grandes*.

      • Daniel Serafim

        Me lembrou o jogo que viu ontem na NBB – Fla e Mogi – O Paulão Prestes parecia uma barril de petróleo.

        • Will-bulls

          KKKKK… Ele é do flamengo? Achei q a Petrobras tivesse saído do Mengo…kkkkkkk

  • Joao Rafael Barros

    A NBA pode crescer mas não vai superar NFL nunca.

    NFL>>>>>>>>>NBA NA HISTÓRIA!

    • Tom

      Legal fera!.

    • d

      brasil,china,india,japao,russia = nba
      mudialmente falando
      so o jordan em termos de marketing ja supera nfl

    • Bruno#L.A.Lakers16

      NBA >>>> NFL ..isso no mundo … se não me engano o basquete e o 9° esporte mais popular do mundo ..o futebol americano e o 10° mais popular no mundo .. dá uma pesquisada rapida ai que tu acha !

    • AlexT-Wolves

      Cara se for comparar peso Mundial só jogadores como Kobe, LeBron, Magic e principalmente o Jordan sao bem maiores que a NFL.

      No USA a NFL é potente e agora ta tentando invadir o mundo mas a NBA começo isso muito antes.

    • Álvaro S.R.

      NBA é maior que a NFL fora dos EUA cara. Mas foda-se as duas ligas são fodas.

  • André Fagundes

    Ta com cara que a NBA quer transformar os outros campeonatos em D-Leagues para o uso dos times da NBA, Ex: Selecionam o Georginho do Pinheiros invés dele assinar com um time europeu ele fica na filial do Brasil preso ao seu time na Liga.

    • Junior Andrade

      Mesmo assim elevaria o nivel. Ou você acha que os times da D-League sao ruins comparados ao do NBB?

      • André Fagundes

        Eu acho que o incentivo (renda do acordo) devia ser canalizado para o esporte universitário e depois o profissional (estrutura da NBA). De que adianta ter um basquete a nível D-League ou NBB (atual) se a seleção é formulada por jogadores da liga principal (NBA).

        • AlexT-Wolves

          Mas ai dependeria do Governo e ai sabe como é. Nada anda.

        • Junior Andrade

          Eu concordo com vc plenamente. O Brasil é muito grande, imagina quanto talento diaperdiçado tem por ai? Na faculdade que eu estudo, temos um time que tem talento com jogadores de 18 a 25 anos, jogamos contra as outras 4 faculdades da cidade. Mas nada oficial, marcado contra os amigos que estudam nas outras. Agora vc imagina criar divisões e fazer isso a nivel nacional? Seria um sonho para muitos.

  • Junior Andrade

    Em um país como o Brasil, não é possível que não tenhamos talentos por ai.
    Volto a dizer, tudo passaria também por incentivos do governo desde a 5 serie mais ou menos com programas de incentivo ao esporte em geral. Passando por bolsas em faculdades tanto publicas quanto federais, o famoso bolsa atleta dos Estados Unidos. Nós temos um tims talentoso na faculdade que estudo, mas claro tudo muito amador. Agora imagina levar isso a serio?

  • Zack Batista

    Sou a favor de escolas particulares de ensino médio e universidades adentrarem ao projeto. Criando duas ligas secundárias como preparação. Assim como o modelo americano.

    Ligas secundárias(ensino médio e universitário)competitivo, acredito eu, é a melhor forma de desenvolver a nossa base. Posso até fazer um projeto para enviar as instituições, se a LNB se interessar, poderia enviar por e-mail…rsrs

    • Will-bulls

      Ah, mas isso é sonho hein Zack… Tbm sou a favor, poderia começar sem pressa… Mas nem o futebol tem incentivo ou organização. Hj vão pagar 800 mil, como se fosse dinheiro de pinga, de sálario para um técnico do meu time que não tem Laterais decentes, meias decentes, e um atacante peruano que está pedindo uma grana preta pra ficar (esse desgraçado quer comprar o país dele, só pode… kkk).

  • Uncle Drew

    Adam Silver continuando o trabalho q o Stern fez bem. Expandir a a NBA para todo o globo. Brasil foi pioneiro. Creio q outro possível parceiro seja a China, só é ver o efeito Yao Ming e Jeremy Lin q causou lá na Ásia

    • Will-bulls

      O basquete na China é forte. Se não me engano, é o principal esporte de lá.

      • Uncle Drew

        Eu sei. Tem vários jogadores conhecidos lá. Só q acho q uma possível parceria iria ser uma jogada de mestre da NBA para ganhos de Marketing, jogadores asiáticos ñ importa sua qualidade, Leia-se Jeremy Lin, ganham mt apelo por lá. Só é ver votações em All Star Game, Lin tá entre os bem votados

  • rodrigohawks

    Um jeito facil de crescer o basquete no Brasil e Eliminar todos os Times e Centralizar o Basquete por estado. Um campeonato onde cada estado brasileiro faria um time no total 27. atrairia muitooooo mas o publico deixaria mas democratico com o Brasil todo disputando e seria algo parecido com a propria nba ….

    Afinal de contas e chato vc ter um campeonato com 20 times onde 10 e de são paulo e interio, e o resto dividido entre Rio minas rio grande do sul ¬¬

    • Junior Andrade

      Ta ai uma boa viu meu caro, não pensei por esse lado, parabéns pelo comentário

      • rodrigohawks

        Seria bem mas elaborado … Seria otimo ver Jogos entre Pernambuco x Amazonia . Santa catarina x Maranhão … Isso atrairia mas o publico e deixaria a rivalidade maior pois seria estado contra estado.

        Daria ate pra fazer Conferencia Norte e Sul Tipo NBA mesmo … A norte seria os estados Do Norte Obviamente e Nordeste e a sul seria os estados Sudeste e Sul … O centro Oeste se dividiria pra completar as duas conferencias …

        Seriaaa bem mas legal do que ver jogos de Times como flamengo e Bauru … ¬¬ (nada contra mas o modelo por times/estados e bem mas organizado e chamativo)

    • NBB2015

      Só pode ser piada. Ao invés de desenvolvermos outros centros para que eles tenham 10 times de ponta como em SP, vamos matar SP e reduzi-lo a mediocridade. Ai vamos convidar os jogadores de SP a irem jogar no Acre Hawks ou no Amapá Thunder, fala sério. Você iria?

      • rodrigohawks

        Por que o Acre e o Amapa não podem ter equipes no “CAMPEONATO BRASILEIRO DE BASQUETE” não e brasileiro ? tem que ter o Brasil todo … temos exemplos de cidades enormes no EUA e que mesmo assim so tem uma franquia ILLINOIS, ARIZONA Etc.. Agora não entendo bem o por que de centralizar o basquete brasileiro em apenas uma região se temos tudo pra fazer um campeonato nos Moldes da NBA…

        e melhor chamar isso de torneio sul/sudeste ¬¬

        • NBB2015

          É claro que podem ter, mas precisam se desenvolver primeiro em todos os aspectos e ter condições de ter e manter equipes e times.
          A NBB está aberta a entrada de outros times, basta apresentar um projeto de viabilidade econômica e participar do torneio de acesso.

  • Ramon

    Que acordo estranho e nebuloso.

    Nenhuma medida concreta foi tomada. Nem divulgado algum plano. Nada.

  • Luiz Henrique Santos

    tomara que dê certo…