NBA soma perdas de 400 empregos desde início do locaute

Segundo reportagem de John Lombardo, do SportsBusiness Jornal, a NBA perdeu cerca de 400 empregos como parte do dano colateral causado ao campeonato e suas equipes pelo locaute que já dura quatro meses.

São estimadas cerca de 200 perdas de emprego na sede da NBA e seus escritórios internacionais, além de outras 200 entre os 30 times desde a temporada passada e ao longo do locaute, disse uma fonte familiarizada com as negociações da liga.

As perdas de emprego são o resultado combinado de demissões e fechamento de vagas, apesar de uma contagem específica não estar disponível, uma vez que as equipes são proibidas de falar sobre questões comerciais relacionadas ao locaute, com pena de multas exorbitantes previstas. Em julho, 114 funcionários da liga foram demitidos em diferentes escritórios.

Representantes da NBA disseram que os 114 empregos perdidos foram em todos os departamentos da liga e não estavam diretamente relacionados ao locaute. A redução da pessoal, que na época representava 11% dos funcionários de escritórios da liga, foi parte de um esforço para economizar US$ 50 milhões. A NBA anunciou os cortes de despesas logo após o início do locaute, em 01 de julho.

Embora não esteja claro quantos dos empregos perdidos serão recuperados após o fim do locaute, pessoas ligadas à NBA acreditam que alguns postos podem ser perdidos para sempre.

“O que você vai ver é que as equipes vão usar esse tempo para olhar para posições perdidas e decidir se eles vão realocar esses recursos”, disse Bill Sutton, diretor da Bill Sutton & Associates, uma consultora de esportes tem equipes da NBA como clientes. “As equipes podem ter tido um congelamento nas contratações e agora o locaute permite que você realmente saiba se precisa dessa pessoa.”

Finalmente, Sutton afirma que “se (a NBA) não tiver jogos em janeiro, haverá mais demissões. Com tanta receita perdida, as equipes  vão ter que cortar.”